Cagece investe em acessibilidade em lojas de atendimento

1 de outubro de 2012

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) está adaptando suas lojas de atendimento para atender deficientes visuais, auditivos e físicos. Na Região Metropolitana de Fortaleza – Capital e Caucaia, duas lojas já estão completamente adaptadas, com piso tátil, atendentes formados em libras e estrutura física para cadeirantes.

 

Atendentes de outras lojas, localizadas nos bairros Benfica, Floresta e Carlito Pamplona já passaram por treinamento em libras e estão em processo de adaptação para atender os demais públicos.

 

O interior do estado também está recebendo as adaptações. Em Juazeiro do Norte, no Cariri, por exemplo, a Cagece capacitou seus atendentes na linguagem de libras e reformou duas de suas lojas com estrutura para cadeirantes. Além deste, os municípios de Santana do Cariri, Ipaumirim e Várzea Alegre também estão passando por estes processos.

 

Acessibilidade

 

A Cagece tem como uma das políticas de responsabilidade social trabalhar a inclusão a partir da acessibilidade.

 

Em 2011, a Companhia implementou em seu Portal todas as regras internacionais e brasileiras no que diz respeito aos critérios de acessibilidade. No site, foram empregados mecanismos que possibilitam a utilização de todos os tipos de teclado e a utilização apenas do mouse. Para os deficientes visuais, foi adotada navegação por tecla tab, adaptação para os sistemas de leitora de tela e leitores braille.

 

A Companhia também disponibiliza para seus clientes a opção de fatura impressa em braille. Desde 2003, a Cagece cadastra clientes que solicitam este tipo de serviço. Atualmente são 7 faturas emitidas na linguagem para deficientes visuais.

 

A fatura especial é possível por um convênio firmado entre a Cagece e a Associação de Assistência aos Cegos.

 

01.10.2012

Assessoria de Imprensa da Cagece

Sabrina Lemos (sabrina.lemos@cagece.com.br – 85 3101.1826 – 8878.8932)