Mamografias aumentam 63% no Ceará na faixa prioritária

3 de outubro de 2012

Nos seis primeiros meses deste ano o Ceará realizou 63% mais mamografias nas mulheres da faixa etária prioritária, de 50 a 69 anos, que no primeiro semestre de 2010 e 46% mais exames que no mesmo período de 2011. O aumento é proporcionalmente maior que a média brasileira, que ficou em 41% entre 2010 e 2012 e em 16% na comparação com o ano passado. No primeiro semestre de 2010, foram realizadas no Ceará 14.850 mamografias, número que subiu para 16.589 em 2011 e 24.296 este ano. No total, o número de mamografias realizadas em todas as faixas etárias no Estado aumentou 33% no primeiro semestre, passando de 41.865 exames realizados no ano passado para 55.694 este ano. Em todo o Brasil, aumentou a quantidade de mamografias realizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) de 1.667.272 no primeiro semestre de 2010 para 1.839.411 no mesmo período do ano passado e 2.139.238 nos primeiros seis meses de 2012.

 

Os números foram apresentados pelo Ministério da Saúde, na última segunda-feira, 1º de outubro, durante o lançamento do Outubro Rosa 2012 e da campanha de mobilização e de conscientização para a detecção precoce do câncer de mama, tipo que mais acomete as mulheres. Com o tema “Câncer de mama. Cuidar da sua saúde é um gesto de amor à vida. Olhe e sinta o que é normal e o que não é em suas mamas”, a ação faz parte do Programa Nacional de Controle do Câncer do Colo do Útero e de Mama e do Plano Nacional de Fortalecimento da Rede de Prevenção, Diagnóstico e Tratamento do Câncer.

 

O aumento na proporção de brasileiras que se submeteu ao exame de mamografia está condicionado à ampliação dos serviços de diagnóstico e tratamento do câncer de mama no país. O Ceará possui 115 mamógrafos para atender a população, 40 deles na rede pública. Em oito regiões de saúde, no interior, foram implantados um novo serviço de mamografia nas novas policlínicas regionais construídas e já entregues à população pelo governo do Estado. São policlínicas regionais, que atendem aos moradores dos municípios que integram as regiões de saúde, localizadas em Baturité, Pacajus, Brejo Santo, Aracati, Itapipoca, Sobral, Tauá e Camocim. Mais 14 policlínicas garantirão o acesso à realização da mamografia na própria região, perto de onde as mulheres moram. A maioria delas em fase final de construção.  Em Baturité, a primeira policlínica regional inaugurada pelo governo do Estado, realizou em 2011, de abril a dezembro, 1.542 mamografias. Este ano, até setembro, já foram realizados 2.065 exames para a população de mulheres do Maciço de Baturité.

 

O câncer é a segunda doença que mais mata no Ceará. Fica atrás apenas do AVC. No sexo feminino, o câncer que provoca mais mortes entre as mulheres é o de mama, seguido de pulmão, estômago e colo de útero. Em 2010 morreram no Ceará 492 mulheres em consequência do câncer de mama, 99 delas na faixa etária de 40 a 49 anos, 108 de 50 a 59 anos e 93 de 60 a 69 anos. A taxa de mortalidade por câncer de mama naquele ano ficou em 11,36 por 100 mil habitantes.

 

Outubro Rosa

 

Outubro_RosaSegundo a Sociedade Brasileira de Mastologia, a primeira mamografia deve ser feita aos 35 anos. Caso nenhuma alteração fique constatada, a segunda deve ser realizada somente aos 40 anos. O Instituto de Prevenção do Câncer do Ceará (IPC) é a unidade da Secretaria da Saúde do Estado de assistência em prevenção, diagnóstico e tratamento de neoplasias. Somente no mês de agosto, o IPC realizou 589 mamografias, 167 ultrassons de mama, 759 atendimentos com mastologistas e 61 punções e cirurgias. Durante todo este mês, o ¨Outubro Rosa¨ o IPC está oferecendo atendimento extra para consultas, mamografias e ultrassom para mulheres que se encontram no grupo de risco para essa patologia, previamente triadas na Instituição.

 

Até o final de outubro, o IPC fica decorado nos tons de rosa – iluminação, murais, balões, cartazes. Os servidores também vestem camisetas cor de rosa e com o laço rosa, símbolo mundial da prevenção ao câncer de mama. A Associação Toque de Vida, das mulheres mastectomizadas atendidas no IPC, farão exposição de trabalhos artesanais. Diariamente, o trabalho de conscientização começa às 7 horas, com palestras, distribuição de material educativo e utilização de modelos de mama como ferramenta didática para ensinar o auto-exame. O “Outubro Rosa” é um movimento internacional de conscientização para a detecção precoce do câncer de mama.

 

03.10.2012

Assessoria de Comunicação da Sesa

Selma Oliveira/ Marcus Sá (selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220/ 3101.5221 / 8733.8213)

Twitter: @SaudeCeara