Cid Gomes se reúne com ministra do Meio Ambiente, em Brasília

10 de outubro de 2012

O governador Cid Gomes manteve nesta quarta-feira (10), em Brasília, audiência com a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, para tratar de licenciamentos de grandes obras do Governo do Estado, entre elas o Cinturão das Águas do Ceará (CEC) e da ampliação do Porto do Pecém. “Nós queremos soltar o edital de licitação nos próximos dias e depende de uma anuência do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade , por conta da proximidade do Parque do Araripe, este está bem encaminhado. Sobre o Porto do Pecém, a construção de mais dois berços já foi licitada há oito meses e precisamos que estejam prontos em 2012 e estamos aguardando o licenciamento do Ibama”, explicou Cid Gomes. 

 

Durante a audiência, a Ministra chamou o presidente do Ibama e foram acertados prazo. A previsão é que até o fim do ano a obra seja iniciada. “A Izabella é  uma ministra que tem tido sempre muita atenção com o Ceará, e não podia ser diferente, ela tem raízes cearenses, ela é Izabella Teixeira dos Teixeiras de Itapipoca. O pai dela nasceu lá e, enfim, ela  tem raízes muito próximas com nosso estado”, disse o Governador.

 

Cinturão das Águas

 

O Cinturão das Águas vai transpor águas para todo o Estado, levando   água do leste ao oeste do Ceará, indo também em direção ao norte, perenizando todas as grandes bacias. No primeiro trecho, serão investidos R$1 bilhão e 500 milhões no projeto, sendo R$ 400 milhões oriundos do Governo do Estado e o  restante assegurados pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

 

O projeto do Cinturão das Águas envolverá todo o Estado, através de um conjunto de canais e adutoras, com extensão de três mil quilômetros, para dar segurança hídrica à 92% da população cearense. O investimento total previsto é de R$ 7 bilhões. O Cinturão será formado por um canal principal que margeará a Chapada do Cariri, aproximadamente no sentido leste-oeste, para depois, com diretriz sul-norte, atravessar as bacias do Alto Jaguaribe e Poti-Parnaíba, atingindo a bacia do Acaraú, totalizando cerca de 545 quilômetros.

 

10.10.2012

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado

Casa Civil (comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3466.4898)