Ceará leva experiência de controle da tuberculose para Expoepi

16 de outubro de 2012

O Ceará reduziu a incidência de tuberculose por 100 mil habitantes de 45,2 em 2008 para 42,7 em 2010, aumentou a realização de teste de HIV de 35,9% para 54,3%, ampliou a proporção de casos novos de tuberculose em Tratamento Diretamente Observado de 60,2% para 69,5% e reduziu a mortalidade pela doença de 3,2 para 2,8 por 100 mil habitantes. Com esses resultados, o Ceará é selecionado pelo segundo ano consecutivo com o único trabalho do Brasil sobre tuberculose para participar da Mostra Nacional de Experiências Bem Sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças (12ª Expoepi), que acontece em Brasília, no período de 16 a 19 de outubro.

 

“Monitoramento e Avaliação do Controle da Tuberculose no Estado do Ceará: Ação Conjunta entre Governo e Sociedade Civil” é o título do trabalho da enfermeira Sheila Santiago selecionado para a 12ª Expoepi. O trabalho mostra que o Programa de Controle da Tuberculose da Secretaria da Saúde do Estado criou em 2008 o Comitê Metropolitano de Controle da Tuberculose, com o propósito de construir estratégias para o monitoramento e avaliação das políticas públicas de controle da doença, além de estruturar e implantar uma rede de monitoramento e avaliação para análise, intercâmbio e difusão de informações. Como resultado dessa experiência, a incidência da tuberculose no Estado caiu ainda mais em 2011. No ano passado foram notificados 3.508 casos novos da doença, correspondendo a uma taxa de incidência de 41,1 por 100 mil habitantes.

 

No início deste ano, a visita de monitoramento do Programa Nacional de Controle da Tuberculose, realizada por 12 técnicos do Ministério da Saúde desde a segunda-feira, 27 de fevereiro, identificou “melhora dos indicadores operacionais” da doença no Ceará. Novas metas de controle da tuberculose foram pactuadas com o Estado. Entre elas estão o aumento de 18,7% para 40% do percentual de realização de cultura dos casos de retratamento, aumento do percentual de cura de casos novos bacilíferos de 68% para 75%, aumento do percentual de realização de teste anti-HIV de 53,6% para 70% e percentual de abandono de tratamento de 8,7% para menos de 5%.

 

A Expoepi é promovida pela Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde e tem como principal objetivo difundir temas importantes para a consolidação do Sistema Único de Saúde (SUS) além de premiar, por meio de sua Mostra Competitiva, os profissionais e os serviços de saúde do País que se destacaram no desenvolvimento de ações de vigilância em saúde. Na Expoepi também são expostos painéis e realizadas mesas redondas, com debates de cunho técnico-científico relevantes para o aprimoramento das ações de vigilância em saúde. Este ano, a Expoepi traz ainda novidades, como a exposição Percurso Histórico das Ações de Vigilância, Prevenção e Controle de Doenças no Brasil e o Novo Festival Internacional de Humor e Arte em Aids.

 

16.10.2012

Assessoria de Comunicação da Sesa

Selma Oliveira / Marcus Sá (selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 / 3101.5221 / 8733.8213)

Twitter: @SaudeCeara