Curso forma profissionais para serem cuidadores de idosos

7 de novembro de 2012

Os brasileiros estão vivendo cada vez mais, em média 73 anos, gerando crescente necessidade de formação de cuidadores de idosos. Com esse objetivo de preparar profissionais para oferecer cuidados especializados à população idosa, a Secretaria da Saúde do Estado e a Escola de Saúde Pública do Ceará, vinculada da Sesa, realiza o Curso de Formação de Cuidador de Idoso.  As atividades práticas estão sendo realizadas no Abrigo de Idosos do Ceará, na Rua Olavo Bilac, 1280, presidente Kennedy, desde o último dia 5 e até o dia 9, próxima sexta-feira. Na segunda-feira, 12, ocorrerá o encerramento do curso, na Esp-Ce, Avenida Antônio Justa, 3160.

 

O curso atraiu muitos interessados. No total, 180 inscritos. Foram selecionadas 50 que preencherem os requisitos básicos da formação. Além da formação mínima no ensino médio, apresentaram experiência prévia como cuidador e indicação de serviços de atenção ao idoso. Durante o curso os profissionais recebem o manual de cuidadores de idosos, que destaca o Estatuto do Idoso. Nos 118 capítulos, o Estatuto regulamenta e assegura os direitos do cidadão brasileiro de 60 anos e mais de idade. O manual traz até recomendações para uma boa comunicação com a pessoa idosa. Entre elas, “falar sem gritar, de maneira pausada e calma, sem ser muito lento”, e “ouvir o idoso com paciência, respeitando o o seu limite de resposta”.

 

Como quem cuida também precisa ser cuidado, o manual traz dicas sobre a saúde do cuidador. A primeira é que “o cuidador reserve alguns momentos do dia para se cuidar, descansar, realizar atividades físicas ou de lazer, como caminhada, ginástica, pintura, desenhos”. Outra dica ao cuidador é dar risada, um ato que parece pequeno, mas que é um exercício que envolve diversos sistemas e aparelhos do corpo humano. Folgas e férias, segundo pontua o manual, são necessárias na vida do cuidador.        

 

Mais de 1 milhão de idosos

 

O Ceará segue a tendência nacional de envelhecimento populacional. Nos últimos 10 anos a população de idosos aumentou 61%. Dados do censo de 2010 mostram que há no Estado, 1 milhão e 89 mil pessoas com mais de 60 anos de idade vivendo no Ceará, que representam 12,6% de toda a população do Estado. Na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2011, o Ceará aparece como o quinto Estado brasileiro com a população mais envelhecida. Realidade que leva a Sesa e a Esp-Ce manterem uma agenda de cursos permanentes nos cuidados com os idosos. Destaques de 2011 para este ano, a “Capacitação de Agentes Comunitários de Saúde em Atenção à Saúde do Idoso”, o “Seminário de Enfrentamento à Violência”, e o “Curso de Fundamentos em Gerontologia”.     

 

07.11.2012

Assessoria de Comunicação da Sesa

Selma Oliveira / Marcus Sá (selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 – 3101.5221 – 8733.8213)

Twitter: @SaudeCeara