Show de Gal Costa abre na quinta (8) a X Bienal Internacional do Livro do Ceará

7 de novembro de 2012

A X Bienal Internacional do Livro do Ceará será aberta em grande estilo. A cantora Gal Costa, um dos maiores nomes da música brasileira, realizará show especial com os principais sucessos de sua carreira, na quinta-feira (8), às 20 horas, no Centro de Eventos do Ceará. Antes disso, às 19 horas, será realizada a solenidade oficial de abertura da Bienal do Livro com programação seguindo até o dia 18, com diversas atividades para o público, como palestras, bate-papos com escritores, lançamentos de livros, colóquios, mesas redondas, contação de histórias e outras atrações musicais.

 

Com visitação gratuita e diária das 9 horas às 22 horas, a Bienal Internacional do Livro do Ceará espera receber um público de cerca de 600 mil visitantes durante o evento, que ocupará uma área total no Centro de Eventos de 23 mil m2 de área utilizada, aumentando em 40% a área de estandes e em 100% a área de circulação e de acessos em relação à edição anterior.

 

Em sua décima edição, a Bienal Internacional do Livro do Ceará prestará uma homenagem a ilustres nomes da literatura nacional e internacional, como: o nigeriano Wole Soyinka, ganhador do Nobel de Literatura 1986; o cearense Rafael Sânzio de Azevedo, Doutor em Letras pela UFRJ, com tese sobre “A Padaria Espiritual e o Simbolismo no Ceará”, e membro da Academia Cearense de Letras, onde ocupa a Cadeira nº 1, cujo patrono é Adolfo Caminha; e o norte-riograndense José Cortez, ex-lavrador, que saiu do sertão e, através da literatura, se tornou um dos principais editores do Brasil, tendo fundado a Editora Cortez. Além desses, também será homenageada (post mortem) a escritora e abolicionista Francisca Clotilde, contemporânea da Padaria Espiritual, que completaria 150 anos de vida em 2012.

 

Entre as atrações musicais confirmadas até o momento na programação da X Bienal Internacional do Livro do Ceará estão: o cantor, compositor e escritor Humberto Gessinger (Engenheiros do Havaí), no dia 11, às 21 horas; o grupo Teatro Mágico, no dia 16, às 20 horas; o cantor e compositor Zeca Baleiro, no dia 17, às 20 horas; e o grupo Palavra Cantada, no dia 18, às 16 horas. A distribuição dos ingressos para todos os shows acontecerá cinco horas antes do início de cada apresentação em um posto localizado dentro da Bienal. A entrada do público acontecerá por ordem de chegada e estará sujeita à lotação do espaço.

 

Já estão confirmadas também as presenças para encontros e bate-papos com os visitantes e para lançamentos de livros os escritores Thalita Rebouças, Márcia Tiburi, Ignacio de Loyola Brandão, Ana Miranda, Lira Neto, Flávio Paiva, Luiz Tatit, Tony Bellotto, Benjamim Abdala, Carlos Conce e Ricardo Kelmer.

 

A Bienal sediará, ainda, durante sua realização, uma série de eventos paralelos com ligação direta ao tema do livro e da leitura, como: o Encontro de Escritores Lusófonos; o II Encontro de Ilustrados; VI Encontro de Bibliotecas Públicas do Estado do Ceará; V Fórum da Rede Nordeste do Livro, Leitura e Literatura; III Colóquio Literatura e Psicanálise; e VIII Encontro de Twitteiros Culturais.

 

Como parte da programação paralela da Bienal, acontece de 9 a 11 de novembro a 5ª Conferência Internacional Felicidade Interna Bruta (FIB), uma alternativa ao conhecido PIB (Produto Interno Bruto). Participarão autoridades e palestrantes nacionais e internacionais. No grupo, o governador Cid Gomes, o primeiro ministro do Butão, Dasho Karma Ura, além da psicóloga, antropóloga e coordenadora do FIB no Brasil, Susan Andrews e John de Graaf da Inglaterra.

 

Temática

 

Com o tema “Padaria Espiritual – O Pão do Espírito para o Mundo”, a Bienal do Livro irá prestar uma homenagem aos 120 anos do movimento artístico que escandalizou a pequena Fortaleza do final do século XIX com o humor, o talento e a ousadia de um grupo de escritores, pintores e músicos que promoveram intensas atividades de renovação artística e literária. Além da homenagem à Padaria Espiritual, a Bienalcelebrará ainda os 90 anos da Semana de Arte Moderna, e os centenários do Rei do Baião, Luiz Gonzaga; dos escritores Jorge Amado e Nelson Rodrigues; e do cantador e violeiro Joaquim Batista de Sena, legítimo representante da poesia popular nordestina.

 

Para todos os interesses

 

Uma ampla e diversificada programação está sendo montada para permitir à X BienalInternacional do Livro contemplar o maior número possível de interfaces com a literatura. Para tanto, serão promovidas mais de 500 atividades entre palestras, mesas-redondas, lançamentos de livros, exposições, shows líteromusicais, cineclubes, colóquios, convenções e debates. As atividades serão realizadas nos diversos espaços montados, entre eles o Espaço Cordel, o Café Java, o Espaço Jovem, o Espaço Infantil, entre outros.

 

Ainda dentro da homenagem à Padaria Espiritual, os estandes, salas, salões, auditórios e cafés receberão nomes alusivos aos “padeiros”, como eram chamados os membros do grupo. Eles serão homenageados por atores e bonecos, que se juntarão aos visitantes. Uma exposição no Memorial da Padaria Espiritual, montada com acervo do Museu do Ceará, Biblioteca Pública Governador Menezes Pimentel e Instituto Histórico e Geográfico do Ceará levará livros, roupas e artigos pessoais dos padeiros e atas recém-encontradas da Padaria. O setor será acompanhado por estagiários e instrutores dos núcleos educativos do Museu do Ceará e Arquivo Público e por alunos das escolas profissionalizantes do Estado.

 

Nos espaços destinados à exposição e venda de livros, as principais editoras nacionais e locais apresentarão seus produtos em uma moderna e acolhedora infra-estrutura a ser montada no local. São esperados mais de 100 mil títulos, que ficarão expostos em quatro setores distintos: 1) Espaço das Editoras Cearenses, reunindo as editoras do Ceará e dando oportunidade aos editores do Estado exporem seus catálogos para o público visitante; 2) Rede Nordeste do Livro, Leitura e Literatura, espaço destinado às editoras do Nordeste; 3) Editoras Universitárias, espaço conjunto para comercialização da produção acadêmica das editoras universitárias brasileiras e latinoamericanas; e 4) Espaço das Editoras Nacionais e Internacionais, em uma área destinada à exposição de livros de editoras nacionais e internacionais.

 

Evento democrático

 

A Bienal Internacional do Livro do Ceará fará uma forte ação de aproximação com os alunos da rede pública de ensino. Está prevista a presença de cerca de 20 mil alunos com idade mínima de seis anos da Capital e do Interior em projetos de visitação escolar, o dobro da última edição da Bienal, além de professores e agentes de leitura.Os responsáveis por cada grupo receberão Kit-visitação Escolar, composto por crachás dos alunos, credencial do ônibus da escola e mapa de localização. Os estudantes serão acompanhados por monitores da Secretaria da Cultura, que orientarão a visita pelos diversos setores da Bienal.

 

Para estimular ainda mais o interesse do público infanto-juvenil pela leitura e facilitar o acesso ao livro, a Secretaria da Cultura irá promover a distribuição da Notinha Legal, no valor de R$ 10,00 (dez reais), com a qual as crianças das escolas públicas e comunitárias poderão comprar livros no evento. No total serão 20 mil notinhas, totalizando R$ 200 mil em incentivo a 20 mil alunos da rede pública de ensino, que concorrerão às notinhas por meio de edital ainda a ser lançado e que terá a Bienalcomo tema. Já os professores das escolas públicas e os alunos de escolas profissionalizantes serão beneficiados com o CardLivro, cartão de crédito para aquisição de livros.

 

A X Bienal Internacional do Livro do Ceará é uma realização do Governo do Estado do Ceará por meio da Secretaria de Cultura, em parceria com o Instituto de Arte e Cultura do Ceará (IACC) com incentivo da Coelce e da Oi por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

 

• X Bienal Internacional do Livro do Ceará
Data: 8 a 18 de novembro de 2012
Local: Centro de Eventos do Ceará – Fortaleza (CE)
Horário de Visitação: das 9 horas às 22 horas
Entrada gratuita

 

07.11.2012

Assessoria de Imprensa da Secult

Sonara Capaverde (sonaracapaverde@gmail.com / 85 3101.6759)