Fortaleza é um dos destinos turísticos mais procurados pelos brasileiros

9 de novembro de 2012

Que Fortaleza e os demais destinos turísticos do Ceará estavam entre os mais procurados do Brasil, já era sabido. Mas os esforços da Secretaria do Turismo do Estado (Setur) em melhoria na infraestrutura, capacitação e qualidade do serviço e promoção, fizeram a nossa capital ser o segundo polo que mais desperta interesse em conhecer, atrás apenas de Fernando de Noronha (PE).

 

No item que avalia qual destino as pessoas mais desejam conhecer, Fortaleza aparece como preferência para 10,9% dos entrevistados, à frente do Rio de Janeiro (10,7%) e atrás apenas do arquipélago, com 13,3%.

 

A constatação está na pesquisa “Caracterização e dimensionamento do turismo doméstico no Brasil – 2010/2011”, encomendado pelo Ministério do Turismo (MTur) à Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), vinculada à Universidade de São Paulo (USP).

 

O secretário do Turismo, Bismarck Maia, atribui o resultado ao “trabalho da Setur, que visa sempre deixar o Ceará no imaginário positivo dos brasileiros, melhorando a ambiência dos destinos e utilizando promoção contínua para não termos baixa estação, mas sim alta e altíssima estações”.

 

Bismarck também lembra que o desejo de conhecer o Estado deve ser reforçado, devido à consolidação do Ceará como polo do turismo de negócios, com o Centro de Eventos do Ceará (CEC). “Com a implantação desse que é o melhor equipamento do gênero no Brasil, mais do que agregar valor, teremos um novo eixo tão forte ou mais que o de sol e praia”, avalia.

 

Depois de Fortaleza, outros destinos do Nordeste estão entre os mais desejados. São eles: Salvador e Porto Seguro (BA), Natal (RN), Recife e Ipojuca (Porto de Galinhas – PE), Maceió (AL) e São Luís (MA). Fechando a lista dos vinte que despertam maior vontade de conhecer, estão cinco no Sul – Gramado e Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC), Foz do Iguaçu e Curitiba (PR); três no Sudeste – Rio de Janeiro (RJ), São Paulo e Aparecida do Norte (SP); dois no Centro-Oeste – Bonito (MS) e Brasília (DF) e no Norte, Manaus (AM).

 

Saiba mais sobre a pesquisa

 

O trabalho utilizou o método probabilístico, em 110 municípios mais as 27 capitais, totalizando 137 municípios em todo o País. Entre os principais diagnósticos, o de que em 2011, em 44% dos domicílios, ao menos uma pessoa tenha viajado dentro do País; que em 7% são realizadas viagens frequentes e que em 4,3%, ocorreu no mínimo uma viagem internacional no mesmo período.

 

Quanto ao perfil dos entrevistados na pesquisa, a média de renda familiar é de R$ 2.394,63, os chefes de família são 63%, a divisão de gênero é de 60,9% de mulheres e 39,1% homens, e a idade média é de 47,4 anos. Ao todo, o número médio de viagens realizadas no ano passado é de 2,6 por domicílio, variando em função da renda e por motivo da viagem.

 

Outros dados importantes presentes no levantamento dizem respeito à forma de organização da viagem, já que mais de 90% não utiliza agência de viagem; ao tipo de hospedagem (62,8% ficam em casa de amigos ou parentes, enquanto 25% vai para hotel, pousada, resort ou flat) e ao meio de transporte, onde o carro continua predominando em quase metade das viagens (47,7%), seguido por ônibus e avião, com respectivamente 26,9% e 17%.

 

09.11.2012

Assessoria de Comunicação da Setur

Carmen Inês /Mara Cibely / Tunay Peixoto (85 3101.4654 – 8732.2041)

CEC: twitter.com/cecceara e facebook.com/cecceara
SETUR: twitter.com/seturceara e facebook.com/seturce
ACQUARIO: twitter.com/acquario_ceara e facebook.com/acquarioceara