Dia Mundial do Diabetes: ação alerta para cuidados

13 de novembro de 2012

No Dia Mundial do Diabetes, 14 de novembro, quarta-feira, das 8 horas às 12 horas, o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde do Estado, o Centro Integrado de Diabetes e Hipertensão (CIDH) e a Sociedade Brasileira de Cardiologia, realizarão a “Universidade do diabetes”, com informações, orientações e atividades de educação para prevenção e controle do diabetes em portadores dessa patologia atendidos na atenção primária de saúde e aos profissionais da atenção básica de saúde. Os profissionais do CIDH, que fica na Rua Silva Paulet, 2406, Dionísio Torres, irão interagir com os participantes sobre os cuidados com o pé diabético, insulinização, saúde bucal, alimentação saudável e autocuidado. As oficinas serão transmitidas por webconferência para os municípios com acesso à Rede Telessaúde.

 

A Diabetes Mellitus está entre as cinco doenças que mais matam no mundo. É uma doença metabólica caracterizada pelo aumento anormal de glicose (açúcar) no sangue. Embora ainda não haja uma cura definitiva, há vários tratamentos que podem melhorar a qualidade de vida. No Ceará, cerca de 300 pacientes são atendidos diariamente no CIDH, unidade da Secretaria da Saúde do Estado referência na assistência de nível secundário a pacientes com diabetes. Os pacientes diabéticos com complicações crônicas, como pé diabético, hipertensão, doenças renais Acidentes Vascular Cerebral, entre outras, são encaminhados através da Central de Regulação pelos serviços de atenção básica. A estimativa é de que no Ceará existam 380 mil pessoas portadoras de diabetes. Cerca de 56% da população diabética não sabe que tem a doença e 40% dos diabéticos não conseguem realizar o controle adequado da enfermidade. 

 

O diabetes é uma doença crônica. O diabetes tipo 1 ainda não pode ser prevenido. O diabetes tipo 2 pode ser prevenido em muitos casos, bastando manter um peso saudável e um corpo fisicamente ativo. Além de garantir o bem estar dos pacientes, a prevenção do diabetes também evitará uma sobrecarga nos sistemas de saúde. Pessoas com diabetes tipo 2 têm o dobro de chances de sofrer um ataque cardíaco. Pacientes de alto risco podem ser facilmente identificados através de um simples questionário.

 

No interior do Estado, na nova rede de 22 policlínicas regionais que o Governo está entregando para garantir atenção especializada à população, há atenção especial aos portadores da doença.  Em todas elas existe a sala para tratamento do pé diabético, complicação diabética crônica caracterizada por lesões nos pés. Já funcionam as policlínicas regionais de Baturité, Pacajus, Brejo Santo, Aracati, Itapipoca, Sobral, Tauá e Camocim. Outras 14 serão entregues à população.

 

13.11.2012

Assessoria de Comunicação da Sesa

Selma Oliveira / Marcus Sá ( selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 / 3101.5221 / 8733.8213)

Twitter: @SaudeCeara