Dragão do Mar promove seminário sobre Revolução nesta quarta-feira (14)

13 de novembro de 2012

Para resgatar todo o contexto de luta e resistência à violenta ditadura que marcou a história do País na década de 60, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura realiza neste mês o ciclo temático “Nós que Amávamos Tanto a Revolução”. A programação especial terá início nesta quarta-feira (14), com o seminário “A Ideia de Revolução”, do renomado professor Marcelo Ridenti. Às 19 horas, no Auditório, o especialista abordará questões referentes ao discurso revolucionário que caracterizou a década de 60. Ridenti irá refletir sobre como o discurso de revolução foi construído no Brasil.

 

Tivemos, de fato, uma revolução naqueles anos? Como a cultura e a política se entrecruzaram neste período? E hoje, é possível falar de revolução? A palestra remete ao último livro de Ridenti, intitulado Brasilidade Revolucionária.  Um século de cultura e política (Ed. Unesp, 2010). 

 

Currículo do conferencista

 

Marcelo Ridenti é graduado em Ciências Sociais e Direito pela Universidade de São Paulo (USP). Doutor em Sociologia, é também professor titular da disciplina na Unicamp, desde 2005.  Integra a Coordenação de Ciências Humanas e Sociais na Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). Foi Secretário Executivo da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (ANPOCS, 2004-2008). É especialista nos temas: cultura; arte e política; esquerda brasileira; intelectualidade brasileira; pensamento marxista; ditadura militar brasileira; anos 1960. Autor d e diversos títulos, entre os quais “Brasilidade Revolucionária”, “Em busca do Povo Brasileiro” e “O Fantasma da Revolução Brasileira”, que contribuíram significativamente para desenhar a historiografia da produção intelectual e artística da esquerda brasileira.

 

Uma noite em 68 – Show com Céu e Fernando Catatau

 

O debate sobre a Revolução será seguido do show “Uma Noite em 68”, às 21h, no Anfiteatro. A direção artística, a concepção e a produção são do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura e a direção musical fica por conta de Fernando Catatau. A apresentação de Céu, Paula Tesser, Vitoriano, Soledad Brandão e do próprio Catatau, promete levar o público a experimentar a atmosfera da década de 60, através de performances icônicas de grandes músicas que marcaram toda uma geração e influenciaram as gerações seguintes. Os artistas comandam o espetáculo com releituras de clássicos de protesto da música brasileira que embalaram os movimentos revolucionários.

 

Os artistas foram cuidadosamente selecionados para a apresentação, sendo escolhidos por se apresentarem como os que mais se adequariam à proposta da Noite, seja pelo repertório musical ou por características na sua sonoridade. Céu e Catatau já vinham realizando parcerias, sendo ele o produtor musical da cantora em alguns trabalhos. Soledad Brandão desponta como um novo nome da cena musical cearense e apresenta em seu show próprio releituras de cantores da época, como Caetano Veloso e Erasmo Carlos. Paula Tesser também está produzindo um show no qual interpretará canções de Gal Costa. Vocalista dos Transacionais, banda que toca clássicos tropicalistas, Vitoriano apresenta traços psicodélicos em seu álbum, estilo presente nos movimentos subversivos da década de 60.

 

Desde o dia 05 desde mês em Fortaleza, para dirigir os ensaios do show, Fernando Catatau selecionou não apenas o repertório do “Uma Noite em 68”, do qual podem ser citadas as clássicas “É Proibido Proibir”, “Como Nossos Pais” e “Roda Viva”, mas também cada um dos músicos que compõem a banda.

 

Serviço:
Seminário “A Ideia de Revolução”
Dia 14, às 19h, no Auditório. Acesso Livre
Show “Uma Noite em 68” com Fernando Catatau, Céu, Paula Tesser e Vitoriano
Dia 14, às 21h, no Anfiteatro. Ingressos limitados: R$ 10,00 (inteira) e 5,00 (meia), a serem adquiridos na Bilheteria do CDMAC, de terça a domingo, das 14h às 20h. Informações sobre ingressos: 3488.8602

 

13.11.2012

Assessoria de Imprensa do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura

Luciana Vasconcelos (imprensa@dragaodomar.org.br / 85 3488.8625)