Primeiro Censo Penitenciário do Ceará é lançado nesta quinta-feira (07)

6 de Fevereiro de 2013

Será lançado nesta quinta-feira (07), às 14h, no auditório da Reitoria da Universidade Federal do Ceará (Av. da Universidade , 2853, Benfica) o primeiro Censo Penitenciário do Ceará que tem o objetivo de traçar um perfil sociológico e demográfico da população penitenciária em regime fechado do Estado do Ceará, bem como realizar avaliação psicossocial visando a caracterizar e compreender a história de vida dos detentos, as vivências dos sujeitos ao longo período de encarceramento e as disposições para a reinserção social mediada pelo trabalho. O projeto da Secretaria de Justiça e Cidadania do Estado do Ceará (Sejus) terá a execução feita por pesquisadores da UFC, por meio da Fundação Cearense de Pesquisa e Cultura (FCPC).

 

Na ocasião, o reitor da Universidade Federal do Ceará, Jesualdo Pereira Farias, e a secretária da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará, Mariana Lobo, apresentam a equipe que fará o trabalho coordenado pelos professores Drª Celina Amália Ramalho Galvão Lima (Laboratório de Estudos da Violência- LEV/UFC), Dr. Cássio Adriano Brás de Aquino (Núcleo de Psicologia do Trabalho- NUTRA/UFC) e Dr. Walberto Silva dos Santos (Departamento de Psicologia/UFC).

 

A pesquisa de campo será realizada por alunos da graduação e pós-graduação dos cursos de Psicologia, Serviço Social e Ciências Sociais da UFC, coordenados pelos professores e profissionais da Secretaria da Justiça e Cidadania. A pesquisa observará dados básicos de identificação, escolaridade, tipificação penal, dados do processo penal, tempo de pena e reincidência. Além disso, traçará o perfil do detento a partir de três eixos analíticos: a caracterização da história de vida que antecede a condição de privado de liberdade, a vivência do sujeito dentro do sistema e as suas possibilidades de reinserção social pelo trabalho. A pesquisa aborda ainda questões mais complexas como os conflitos existentes no interior das unidades, enfermidades, relações familiares, atividades laborais, capacitação profissional, dependência química e etc.

 

O Ceará possui hoje 17.843 presos, sendo 12.835 cumprindo pena em regime fechado, ou seja, privados de liberdade. A secretária da Sejus, Mariana Lobo, explica que a pesquisa dará o embasamento científico para as políticas públicas na área. “Nosso intuito é subsidiar as políticas públicas para que elas encontrem eficácia. Ou seja, devemos entrar com base científica para que a educação, saúde, trabalho entre outros itens que, por empirismo e experiência prisional, são ofertados, mas que não sabemos ao certo a extensão desta problemática. Queremos trabalhar pela não reincidência desta população carcerária, através de oferta de oportunidades. Com a pesquisa teremos estes dados em mãos para buscar recursos, parceiros e direcionar as políticas penitenciárias do Ceará. Ressaltamos ainda a importância destes estudos também para a comunidade acadêmica e estendendo para a política de segurança do Estado do Ceará”.

 

O Censo será também a porta para o Centro de Triagem, um importante projeto da Sejus. “Um dos nossos programas é a substituição gradual da CPPL de Caucaia por um Centro de Triagem, que será a porta de entrada do sistema e terá como base fundamental a pesquisa para a separação dos internos em unidades adequadas ao perfil do apenado. Importante ressaltar que o Censo Penitenciário nos ajudará a criar os parâmetros para o novo Centro de Triagem, que está em processo de contratação da obra”, finaliza a secretária.

 

Serviço:
Lançamento do Censo Carcerário
Dia 07 de fevereiro de 2013, às 14h
No auditório da Reitoria (av. da Universidade , 2853 – Benfica)

 

06.02.2013

 

Assessoria de Imprensa da Sejus
Bianca Felippsen – (85) 9688-8008 / 8878-8464