Dragão do Mar abre exposição inédita nesta quinta-feira (7)

6 de março de 2013

O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura abre nesta quinta-feira (07), às 19 horas, no Museu de Arte Contemporânea do Ceará, a Exposição “Rotas: desvios e outros ciclos”. A Mostra, com curadoria de Bitu Cassundé e Marisa Mokarzel, ocupará todas as salas do MAC, apresentando um recorte que integra 12 artistas do Ceará, Piauí e Pará.

 

A Exposição utiliza eixos que discutem mecanismos de trânsitos, fluxos, deslocamentos e que confluem com estratégias do corpo, do desejo, da ficção, a partir das relações de poder, subjetivação e dimensão simbólica. Incorpora possibilidades metafóricas para discutir a instância da “redescoberta” ou do “novo lugar” por ciclos que pertencem ao processo histórico, econômico e cultural desses estados. A mostra é composta pelos artistas: Armando Queiroz (PA), Berna Reale (PA), Danilo Carvalho (CE/PI), David Cury (PI), Efrain Almeida (CE), Eduardo Frota (CE), Emmanuel Nassar (PA), Herbert Rolim (PI/CE), Karin Aïnouz e Marcelo Gomes (CE/PE), Orlando Maneschy (PA), Paula Sampaio (PA) e Priscilla Brasil (MG/PA).

 

Rotas: desvios e outros ciclos

 

Rotas se expandem além das regiões, independentes de cronologias, são partes de um todo impossível de abarcar, seja por suas grandes dimensões, seja pela inutilidade das generalizações. O delimitar surge como um pequeno traço, uma linha que se move e ora se delineia, ora se desfaz frente a um olhar possível entre tantas trajetórias e rios que nascem e perdem-se em meio às secas e aos oceanos. Ceará, Piauí e Pará são atravessados e se entrecruzam abrigados em suas distintas culturas e histórias, unem-se provisoriamente na diversidade da arte que produzem. Não há uma direção, mas um fluxo de caminhos. Este é um eixo fora do prumo, a semear possibilidades de pensar e sentir os vários trânsitos e deslocamentos que confluem com as estratégias do corpo, do desejo, da ficção. A proposta é deparar-se com as tessituras formadas pelas relações de poder, subjetivação e dimensão simbólica. A partir dos três estados das duas regiões (Norte/Nordeste) discute-se a instância da “redescoberta” ou do “novo lugar”, que, ainda em formação, traz, desprende-se e reformula os ciclos herdados do processo histórico, econômico e cultural.

 

Povoada de Antônios e Cândidas “com seus sonhos de sorte”, a Transamazônica perdida, intercalada por vazios, margeada por florestas, prolonga-se em outras estradas. Integra-se na viagem sem fim, de quem da cabine do caminhão tece histórias que se misturam à paisagem na qual o semiárido pulsa de amor e dor. Na outra margem, tempos continuados, interrompidos, constituem as delicadas imagens recolhidas de um cotidiano dos anos 70, pequena narrativa tramada em um caleidoscópio afetivo. Ficção e arte se misturam, delas emerge o homem solitário, diminuto, esculpido na madeira assim como os olhos cravados, incrustados na parede, ou proeminentes a velar tristezas e a inquietar os outros olhos que os veem. Outras formas cilíndricas e orgânicas provenientes da madeira, cortadas em lâminas, podem brotar a qualquer instante, ocupar espaços. É possível em meio a tantas rotas encontrar o plano da cor, a gambiarra a propor díspares conexões. O espaço é simbólico, é o chão sem fronteira que acolhe a mancha vermelha invasiva a cobrir a “Rasa cova dos vivos”.  O Eldorado está ali, na Serra Pelada, na boca do Midas, na terra de ninguém. No corpo que corre as ruas, e nu despe-se de si mesmo. Feito carne transforma-se em gado… Mas, do outro lado, ou no mesmo território, Chiquita prepara o baile. “Entre o verde desconforto do úmido” o corpo adentra na mata e dança e canta, porque viver também é cantar.

 

Serviço:

Abertura da Exposição “Rotas: desvios e outros ciclos”

Local: Museu de Arte Contemporânea do Ceará
Hora: 19h.
Acesso gratuito
A exposição pode ser visitada de terça a domingo, das 10h às 20h (acesso até 19h30)

 

Informações à imprensa: 3488.8625 / 87338829
06.03.2013

Assessora de Comunicação do IACC

Luciana Vasconcelos (imprensa@dragaodomar.org.br – 85 3488.8625 – 8733.8829)

@_dragaodomar
www.facebook.com/dragaodomar