Infraestrutura: Ponte Estaiada é apresentada na Assembleia Legislativa

3 de Abril de 2013

O secretário da Infraestrutura do Estado, Adail Fontenele, esteve nesta quarta-feira (03), na Assembleia Legislativa para apresentar as  grandes obras tocadas pelo Governo do Estado. Um dos temas apresentados foi a implantação do  sistema de interseção viária, com a construção da Ponte Estaiada e Mirante de Fortaleza, que terá recursos do Governo do Estado e do Governo Federal, como assegurou a presidenta Dilma Roussef durante a visita a Fortaleza na última terça-feira (02). O Secretário explicou que esse empreendimento  vai desafogar o trânsito da região que mais cresce em Fortaleza.

 

De acordo com ele, a obra compreende a criação de novas vias e  recuperação e duplicação da malha existente, com a possibilidade de se  criar uma alternativa viária à CE 040 – avenida Washington Soares –  com uma ligação paralela até a CE-025, conhecida como Avenida Maestro Lisboa. Outro ponto muito congestionado da região, que também será  beneficiado com a implantação desse novo sistema, é a avenida Sebastião de Abreu. Para Fontenele, esse novo projeto chega para  atender uma demanda que já existe, visto que há uma quantidade  significativa de equipamentos importantes que precisam de vias de  acesso eficientes. São centros comerciais, universidades, órgãos  públicos e uma infinidade de empresas privadas que estão instaladas na  área que será beneficiada com a instalação desse sistema de interseção viária, que será implementado através de gestão  compartilhada por meio de uma Parceria Público-Privada, modelo que se   mostrou melhor relação custo-benefício.

 

O Governo do Estado do Ceará,  mediante a Secretaria da Infraestrutura, quer contratar a obra até o  mês de junho e prevê um prazo de conclusão dos trabalho de 16 meses.O projeto da Ponte Estaiada já nasce com o propósito de respeito ao  ecossistema do Rio Cocó. Esse tipo de projeto minimiza as  interferências no meio ambiente desde a sua construção. Em seus 850  metros de extensão, a ponte será sustentada por cabos de aço e  utilizará apenas dois pilares  no trecho estaiado – que compreende 500 metros – evitando contato com o leito do rio. Além da beleza arquitetônica, Fortaleza ganhará uma alternativa viária segura, sustentável e que possibilitará a criação  de novas linhas de transporte coletivo que vão atender aos bairros da  região. As obras vão seguir todas as orientações propostas por relatórios de estudos de impactos ambientais, procurando implementar  ações mitigadoras da interferência ao meio ambiente. Além disso, o  projeto levou em conta a utilização de espaços de antigas salinas e  que ainda não foram reocupados pela mata nativa.

 

Ainda faz parte do complexo, a instalação de um mirante na área  próxima ao novo Centro de Eventos do Ceará. A construção terá 121  metros de altura, equivalente a um prédio de 23 andares, e se tornará  um relevante ponto turístico, com restaurantes e pontos comerciais,  além de passar a ser um ícone arquitetônico da cidade.

 

A exposição foi feita atendendo  convite do presidente da casa, deputado José Albuquerque (PSB). Adail Fontenele foi o segundo secretário a conversar com os deputados sobre as realizações de cada uma das áreas do Executivo, o primeiro a apresentar foi o secretário da Fazenda, Mauro Filho. De acordo com o presidente da Assembleia, todos os demais gestores serão convidados a falar sobre os respectivos trabalhos para o legislativo estadual. Além do secretário, participaram da exposição os  gestores dos órgãos vinculados à Seinfra: Rômulo Fortes, presidente do Metrofor; Antônio Cambraia, presidente da Cegás; Sérgio Azevedo, superintendente do Departamento Estadual de Rodovias – DER; Igor Pontes, superintendente do Detran; Sílvio Campos, superintendente adjunto do Departamento de Arquitetura e Engenharia.

 

Além da Ponte Estaiada, Adail Fontenele apresentou o Porto do Pecém, Metrofor, Arena Castelão, VLT, parque de  energia eólica, infraestrutura de transporte, Transnordestina e  distribuição de gás. Adail Fontenele iniciou sua fala destacando a importância do complexo  portuário do Pecém, que “de forma muito eficiente, está com plano  diretor posto em prática, por meio da instalação da companhia  siderurgica, Zona de Processamento de Exportação, termelétrica e zona  industrial razoável, com boa parte do espaço ocupada”. Ele acrescentou ainda que o porto está apenas a 50 km de Fortaleza, com estrutura de transporte ferroviário, correia transportadora, equipamentos de  descarregamento de navio sem prejudicar o meio ambiente, “de fazer inveja a qualquer porto do mundo”. Sobre a ampliação, Fontenele explicou que “ela vai permitir o aumento da movimentação de contêineres, faturando por mês R$ 4 milhões. Antes era deficitário. De  100 mil contêineres transportados por ano podemos chegar a 750 mil contêineres, com a expansão”.

 

Outro ponto que o Secretário frisou foi a malha metroferroviária de  Fortaleza. Segundo ele o Metrofor foi recebido pela atual  administração com deficiências graves, mas que com trabalho e empenho  do Governo conseguiu render bons frutos. “A Linha Oeste foi  remodelada, com apoio do Governo Federal, servindo a cidade de  Caucaia. A Linha Sul, recompôs o escopo original, 8Km tinham sido  retirados. Até o meio do ano, esta linha estará em operação  comercial”, informou. De acordo com Fontenele, a Linha Leste do Metrô  terá investimento de R$ 3,4 bilhões, com R$ 1 bilhão do Governo Federal e R$ 1  bilhão financiado pela Caixa Econômica Federal e R$ 1,43 bilhão do  Governo do Ceará. Serão 13 km de linha, submetidos a uma parceria  público privada, a exemplo do Castelão.

 

03.04.2013

 

Assessoria de Comunicação da Seinfra
Marco da Escóssia
(85)3216-3764 (85)8898-4318
@seinfrace
facebook.com/seinfraCE