Porto do Pecém vai operar com guindastes do tipo portainers

8 de Abril de 2013

A Cearáportos, empresa que administra o Porto do Pecém, finalizou com a prestadora de serviços operacionais APM Terminals os entendimentos para a importação de dois guindastes do tipo portainers (STS – Ship to Shore), que deverão operar no Terminal a partir de 2014.

 

A principal finalidade da transação é o interesse da APM em assegurar o comprometimento da empresa para contribuir com o desenvolvimento do Terminal cearense, de modo a torná-lo um porto concentrador e distribuidor de cargas conteinerizadas no nordeste do Brasil (hub port). Os dois guindastes vão gerar mais negócios para a região e possibilitando que o Pecém se torne um porto de classe mundial, com padrões de trabalho e métodos inovadores utilizados pelos terminais mais modernos do mundo.

 

O investimento do operador portuário APM é de R$ 40 milhões, com operação programada para outubro de 2014, os dois portainers estarão prontos para utilização com a inauguração das novas eclusas do Canal do Panamá, o que deverá ocorrer em 2015.

 

A partir desta data navios com capacidade para transportar até 13 mil TEUs (contêiner de 20 pés) poderão transitar através do canal, o que significa mais que o dobro dos atuais navios do tipo Panamax, que têm capacidade para transportar até cinco mil TEUs.

 

Este upgrade vai possibilitar, com mais agilidade, a operação desses navios no Pecém, uma vez que os super guindastes têm capacidade de movimentação média de 60 contêineres por hora, o dobro do que atualmente se faz no porto cearense, sem restrições operacionais, fator de extrema importância no desenvolvimento de um terminal portuário.

 

08.04.2013

Assessoria de Comunicação da Cearáportos

Joseoly Moreira (joseoly@gmail.com / 85 9983.2525)