Conselho do Meio Ambiente aprova parecer técnico da Ponte Estaiada e Mirante

12 de Abril de 2013

O Conselho Estadual do Meio Ambiente (Coema) aprovou por 16 votos favoráveis e seis abstenções o parecer técnico da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) referente à análise do Estudo de Impacto Ambiental e respectivo Relatório (EIA/Rima) do sistema de interseção e acessos de vias urbanas à CE 040, incluindo a Ponte Estaiada sobre o rio Cocó e Mirante em Fortaleza. A votação ocorreu na tarde da última quinta-feira (11), durante a 217ª Reunião Ordinária do Conselho, no auditório Régia Nântua, na Semace.

 

Antes da votação, o parecer foi apresentado pela empresa que elaborou o estudo, mostrando aspectos como características técnicas, localização e trechos das áreas, além dos benefícios e a avaliação dos impactos ambientais. De acordo com a Seinfra, o obra, que deverá ter custo de cerca de R$ 300 milhões, tem como objetivo: expandir o sistema viário de ligação às Zonas Norte/Leste e Leste/Sul, através da construção da Ponte sobre o rio Cocó; desafogar o trânsito nas Avenidas Sebastião de Abreu e Washington Soares; melhorar o trânsito na região e integração com vias paisagísticas previstas, além de construir o Mirante de Fortaleza, equipamento que possibilitará uma visão panorâmica da cidade, com restaurante, galeria de arte e lojas.

 

Ainda segundo a Seinfra, além de ações ambientais propostas como a implementação do Plano de Monitoramento da Fauna e Flora, serão executados diversos planos e programas para mitigar, monitorar e compensar as alterações ambientais, além de potencializar alterações positivas. Para emitir a licença prévia do projeto, a Semace deverá aguardar a publicação no Diário Oficial do Estado. A reunião foi presidida pelo titular do Conselho de Políticas e Gestão do Meio Ambiente (Conpam), Paulo Henrique Lustosa, e o vice-presidente do Conselho e titular da Semace, José Ricardo Araújo.

 

Ponte Estaiada

 

A Ponte Estaiada deverá ser a mais nova opção de acesso entre o seu Litoral Norte e Leste e a Zona Sul, e junto com o Mirante de Fortaleza, será equipamento turístico de referência para cidade. Os equipamentos deverão ser construídos mediante uma Parceria Público Privada (PPP) estando orçados inicialmente em R$ 298,6 milhões, ficando a empresa ganhadora da licitação com a concessão dos serviços de manutenção e conservação. Na recente visita da presidenta Dilma Rousseff ao Ceará, ela assegurou recursos do Governo Federal para o equipamento.

 

Conforme estudos feitos pelo consórcio OAS/Marquise, ao custo de R$ 6 milhões a ponte estaiada deverá ter 850 metros de comprimento, devendo ser implantada entre o bairro Cidade 2.000 e o Centro de Eventos do Ceará (CEC). A ponte será suportada por dois mastros distantes 500 metros um dos outro, de forma a intervir o mínimo possível na área de preservação do rio Cocó.

 

De arquitetura diferenciada de forma a reforçar a vocação turística da cidade e atrair visitantes, a ponte terá dois trechos de acesso em laje de concreto, sendo do lado sul com 250 metros de extensão e do lado norte 100 metros; trecho estaiado – seguro por cabos – com 500 metros sendo o vão central de 250 metros e dois adjacentes com 125 metros; quatro faixas de 3,60 metros de largura; quatro faixas de segurança e barreiras de concreto lateral e central; dois mastros com  
64 metros de altura. O acesso será facilitado mediante a construção de uma rótula na confluência da avenida Padre Antônio Tomás com a rua magistrado Pompeu, na entrada da Cidade 2.000 e o alargamento da rua Magistrado Pompeu e da avenida das Adenanteras, contornando aquela área residencial.

 

A ponte estaiada e acessos deverão contribuir sobremaneira para desafogar o fluxo de veículos nas avenidas Sebastião de Abreu, alimentada principalmente pelas avenidas Antônio Sales, Padre Antônio Tomás e Santos Dumont em direção à avenida Washington Soares. Por outro lado, contribuirá para a ocupação ordenada daquela região e facilidades de acesso aos diversos equipamentos que funcionam naquela área como o Centro de Eventos do Ceará (CEC), o Fórum, shoppings, corredor gastronômico e faculdades.

 

Mirante

 

Além da Ponte a área ganhará ainda o Complexo de Cultura e Lazer Mirante de Fortaleza. Será uma estrutura em forma torre e possibilitará uma visão panorâmica de Fortaleza e vista privilegiada do Rio Cocó. Com cerca de 100 metros de altura, terá capacidade para receber grande número de visitantes, oferecendo simultaneamente atrações como galeria de arte, restaurante 360º e praça. Segundo Ricardo Muratori, arquiteto que projetou o Mirante, este levou em conta em sua concepção a necessidade de deixar nos visitantes uma memória do local, de forma que promova a divulgação da cidade no País e no exterior, contribuindo para o incremento de toda a cadeia produtiva do setor de turismo.

 

12.04.2013

Assessoria de Comunicação da Semace

Ana Luzia Brito (comunicacao@semace.ce.gov.br / 85 3101.5554)

Twitter: @Semace

Facebook: semace.gov

 

Assessoria de Comunicação da Seinfra

Marco da Escóssia (comunicacao@seinfra.ce.gov.br / 85 3216.3764)

Twitter: @seinfrace

facebook.com/seinfraCE