Umidade do Oceano Atlântico favorece chuvas no Ceará

5 de junho de 2013

Um escoamento de umidade do Oceano Atlântico vindo da direção leste associado ao efeito da brisa terrestre (ventos da madrugada que sopram do continente em direção ao mar) foram os dois fatores que causaram instabilidade na atmosfera e induziram chuvas nesta quarta-feira (05) no litoral cearense. Em Fortaleza, segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), choveu 38 milímetros até às 09 horas.

 

Além da Capital, choveu em outros 66 municípios, sendo os maiores registros em Iguatu (58mm), Cariús (54mm) e Aquiraz (50mm). “As precipitações ficaram concentradas na faixa litorânea e no centro-sul do Estado. Ao longo do dia, a tendência é que a nebulosidade fique esparsa e, à tarde, as chuvas diminuam e parem”, prevê Raul Fritz, meteorologista da Funceme.

 

Previsão

 

A instabilidade na atmosfera persiste até amanhã. Assim, a previsão para a quinta-feira é de céu nublado com chuvas na madrugada e início da manhã na faixa litorânea e centro-sul do Ceará. Nas demais regiões do Estado, nebulosidade variável com registros isolados de chuva.

 

05.06.2013

Assessoria de Comunicação da Funceme

Guto Castro Neto (comunicacao@funceme.br / 85 8814.41940)