Arena Castelão recebe a Copa das Confederações

18 de junho de 2013

A festa finalmente começou! Depois de dois de obras que levaram a Arena Castelão a se transformar no maior palco do futebol no Norte/Nordeste do país, o estádio mais querido do povo cearense recebe três jogos da Copa das Confederações da FIFA Brasil 2013. No jogo de estreia da Arena Castelão no torneio, um Clássico das Américas: a pentacampeã Seleção Brasileira joga contra o campeão olímpico México nesta quarta-feira (19), às 16 horas, no segundo jogo da fase de grupos da competição. Quatro dias depois, é a vez da atual campeã africana Nigéria encarar a Fúria, a campeã do mundo Espanha. Já no dia 27, a Arena Castelão recebe a última partida da Copa das Confederações em solo cearense: uma das semifinais do torneio, entre o primeiro lugar do Grupo B (da Espanha) e o segundo colocado do Grupo A (do Brasil). “A expectativa não poderia ser melhor: estamos recebendo na nossa capital duas seleções campeãs do mundo, a campeã da África e a última campeã olímpica. Sem contar que ainda podemos ter uma semifinal entre Brasil e Espanha por aqui. Fomos privilegiados pela tabela de jogos e assim Fortaleza se firmou como a Capital da Copa no nosso país!”, afirma Ferruccio Feitosa, secretário especial da Copa 2014 no Ceará.

 

O Governo do Estado, por meio da Secopa,  esteve a frente da reforma, ampliação e modernização do palco dos jogos em Fortaleza, que chegou ao fim no dia 16 de dezembro de 2012, com uma festa que contou com a presença da presidente Dilma Rousseff e show do cantor Fagner. Cerca de 40 mil pessoas estiveram presentes para conhecer o primeiro estádio da Copa a ficar pronto no país. No primeiro semestre de 2013, o estádio foi o mais testado da Copa, recebendo 21 jogos do Campeonato Cearense, Copa do Nordeste e Copa do Brasil. Foi palco ainda de 3 shows musicais, incluindo o primeiro grande show internacional que o nosso estado recebeu, de um dos líderes da maior banda de todos os tempos, o ex-beatle Paul McCartney. 

 

O primeiro jogo de futebol do estádio revisado foi em 27 de janeiro de 2013, quando as torcidas de Ceará e Fortaleza puderam voltar a frequentar a principal casa do futebol local. A rodada dupla inaugural do campo de jogo da Arena Castelão começou com a partida entre Fortaleza e Sport-Recife, seguida da disputa entre Ceará e Bahia. E para coroar a data histórica, a Arena Castelão recebeu a visita do secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke; do Ministro do Esporte; Aldo Rebelo; do presidente da Confederação Brasileira de Futebol, José Maria Marín; e dos ídolos Ronaldo e Bebeto que foram recepcionados pelo Governador do Estado, Cid Gomes; pelo secretário especial da Copa 2014 no Ceará, Ferruccio Feitosa; pelo prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, e pelo secretário da Copa da cidade, Domingos Neto.

 

A obra física da arena recebeu investimento de R$ 486.940,599,15 milhões, incluindo todas as transformações do estádio e entorno, com a construção da praça de acesso; estacionamento coberto para 1.997 veículos; edifício Fares Cândido Lopes, sede de dois órgãos estaduais. Ao todo, o projeto envolve recursos da ordem de R$ 518,6 milhões, que incluem ainda a operação do estádio por oito anos, o que irá cobrir todas as despesas com energia, água, telefonia, esgoto e pessoal de manutenção e conservação.  Além disso, a Arena Castelão tem o valor de assento mais barato do país entre os estádios da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014TM: R$ 7.608,45. Esse indicativo resulta da divisão do custo da obra (R$ 486,94 milhões) pela capacidade do estádio (64 mil lugares).

 

No quesito acessibilidade, a arena também larga na frente: 2,6% dos 63.903 lugares são destinados a pessoas com deficiência, com mobilidade reduzida e idosos. O esgotamento sanitário é todo a vácuo, o que garante uma economia de 90% de água. Dos 5 mil colaboradores, envolvidos direta ou indiretamente na obra do estádio, contamos com 24 egressos do sistema penal, que mudaram de vida com a nova oportunidade. Cerca de 70 mulheres e 6 deficientes físicos também ajudaram a erguer o Castelão, fazendo do canteiro de obras um espaço para todos, que resultou na construção da maior praça esportivo do Norte/Nordeste, com cerca de 150 mil m² de área e uma esplanada de 55 mil m² disponível também para a realização de eventos e o lazer da população.

 

A Arena Multiuso ainda conta com um Espaço Cultural em que os amantes do futebol podem apreciar a história do estádio e do futebol cearense, com destaque para os grandes clássicos cearenses e de seus protagonistas. Além disso, o Castelão tem com uma sala de cinema com capacidade para 150 lugares e uma tela de 7m de largura por 4m de altura. As sessões gratuitas aos sábados são abertas à população. O Restaurante da Arena Castelão também é aberto ao público, recebendo clientes de toda a região próxima ao estádio e até alguns curiosos que vêm de longe para almoçar com vista para o gramado da maior arena do Norte/Nordeste do país. Com capacidade para 250 pessoas, o espaço funciona de segunda a sexta-feira das 8h às 17h. Já em dias de jogos e outros eventos, oferece serviço de lanches rápidos, começando o atendimento com a abertura dos portões e finalizando com a saída do último cliente.

 

Números do Novo Castelão

 

•         Assentos modernos e 100% cobertos;
•         100% de visibilidade em todos os setores;
•         Amplo restaurante com visão para o campo de jogo;
•         Padrões internacionais de segurança e conforto;
•         Novos acessos, com grande praça de eventos;
•         Projeto elaborado de acordo com todas as normas de acessibilidade.
•         Área construída: cerca de 150 mil m2
•         Capacidade total: 63.903 espectadores
•         Área de Hospitalidade: 5.600 espectadores
•         Camarotes: 52 camarotes
•         Banheiros: 85
•         Quiosques de alimentação: 44
•         Restaurantes: 3
•         Estacionamento coberto: 1.900 vagas
•         Estacionamento ônibus: 97 vagas
•         Estacionamento aberto (legado): 2.200 vagas
•         Museu do futebol: 1.500 e 6.000 m2
•         Área da cobertura do público: 34.000 m2
•         Área da praça elevada de público: 55.000m2
•         Acessos ao pódium do estádio: 6
•         Acessos ao estádio: 18 rampas e 13 elevadores
•         Tempo de espera para ingresso no estádio: quase nulo
•         Tempo máximo de evacuação: 5 minutos
•         Área de imprensa dentro do estádio: 4.800 m2
•         Área temporária de imprensa: 6.000 m2
•         Área de tendas temporárias de hospitalidade: 62.464,94 m2
•         Dimensões do gramado: Padrão FIFA: 105m x 68m
•         Distância da arquibancada para o campo: 10 metros
•         Placares: De LED, do tamanho de uma tv de 580 polegadas (92 m²)
•         Quantos pavimentos e setores terão o estádio: Na arquibancada, anel inferior e anel superior. No prédio central, 6 pavimentos (vestiários, Lounge FIFA – onde hoje funciona o Espaço Cultural – 2 andares de camarotes, 1 andar de tribuna de imprensa e 1 andar de estúdios de tv – skyboxes)
•         Central de segurança: A Arena Castelão vai contar com mais de 240 câmeras de vigilância posicionadas em locais estratégicos abrangendo áreas internas e externas do perímetro da Arena. As imagens serão monitoradas através de sistema de monitoramento e comando da Arena Castelão, centralizado em um ambiente de mais de 200m². A sala, composta por um sistema de alta tecnologia vai funcionar 24h por dia, durante os 7 dias da semana. Além do sistema de monitoramento, a Arena contará com uma equipe de segurança patrimonial com postos fixos e postos móveis que farão uma ronda em todo os ambientes de movimentação. Esse ambiente também controlará o acesso de todo o publico ao estádio, desde as 144 catracas de público geral, VIP’s e PNE, até cerca de 130 salas que terão seu acesso controlado via leitores, que restringirão o acesso de pessoas não autorizadas.
•         Vestiários: 4 vestiários para atletas, 1 do mascote, 2 vestiários de árbitro e 2 para treinadores
•         Sustentabilidade: A Arena Castelão se destaca por suas ações ecologicamente corretas, que cooperam na tentativa de alcançar a certificação LEED. São elas: montagem de usina de reciclagem no canteiro de obras para reutilização de todo concreto; implantação de um “lava-rodas” de caminhões, um sistema para evitar sujeira no entorno da construção, bem como o desgaste do solo; parte metálica da cobertura, bem como a estrutura de aço do que foi demolido, é cuidadosamente separada e destinada para reciclagem; materiais que ainda estão bons para uso estão sendo doados e destinados para seu uso original (ao todo, mais de treze cidades foram beneficiadas com doações de quase 60 mil cadeiras, placares eletrônicos, gramado e cobertura dos bancos de reserva, entre outros); sistema eficiente de reaproveitamento da água da chuva para a irrigação do campo e para os sanitários, com utilização de metais e louças com menor consumo de água, como descargas Dual Flush e torneiras com temporizadores; no estacionamento, o Castelão contará com espaços reservados para carona solidária, carro com combustível renovável e bicicletário para funcionários.
•         Iluminação: No campo são 332 refletores da Phillips com 2 mil watts cada
•         Cobertura: A estrutura possui revestimento termoacústico translúcido que vai proporcionar aos torcedores uma sensação térmica mais agradável por suportar os índices de insolação do Nordeste brasileiro, não absorvendo calor e permitindo a circulação de ar dentro do estádio; e um isolamento acústico, o que melhora o acompanhamento dos jogos pela torcida e a transmissão dos jogos. A estrutura terá ainda uma área de 6 mil metros quadrados de policarbonato que vai evitar o sombreamento e o contraste nas transmissões televisivas.
•         Fachada: A estrutura externa, chamada “pele de vidro”, é formada por cerca de 760 peças, cada uma com 1,51m x 2,42m. Juntas, as peças vão perfazer uma área aproximada de 2.800 m², revestindo parte da estrutura externa do prédio central da Arena Castelão. Ela também servirá para refletir os raios solares, amenizando o calor.
•         Gramado: O gramado utilizado no estádio é do tipo Bermuda, da variedade “Celebration”, especial para cidades de clima tropical como Fortaleza, recomendado pela FIFA.
•         Acessibilidade: Dos 63.903 mil lugares totais, 335 serão reservados aos cadeirantes; 1.220 para pessoas com mobilidade reduzida; e 120 lugares para obesos, representando mais de 2,6% de sua capacidade total. A portaria 205 publicada no Diário Oficial da União em 5 de setembro deste ano, através do Ministério do Esporte, determina que portadores de deficiência deverão ter, no mínimo, 1% dos assentos assegurado nas instalações para a Copa das Confederações em 2013 e Copa do Mundo da FIFA 2014™. Os assentos estarão distribuídos no anel inferior do Castelão, contemplando todos os ângulos do campo. Todos atendem às exigências de serem locais de boa recepção de mensagens sonoras, devidamente sinalizados e de acordo com os padrões das normas técnicas de acessibilidade da ABNT. Além disso, das 1.900 vagas cobertas, 100 são destinadas para deficientes. Outras facilidades para estes torcedores são os elevadores para recepcioná-los. No acesso à Arena e em seu interior, o piso tátil direcional e de alerta para cegos, além de 18 rampas construídas para entrada e chegada às arquibancadas.
•         Cabines de imprensa: 12 cabines para os eventos FIFA, que serão transformadas em 24 cabines depois como legado. Área de imprensa dentro do estádio – 4.800 m²; Área de imprensa durante a Copa – 6.000 m²

 

18.06.2013

Coordenadoria de Comunicação da Secretaria Especial da Copa 2014

Sabrina Lima e Ana Martins (imprensa@secopa.ce.gov.br / 3264.5359 / 8778.0024 / 8688.2163)