Agentes de endemias são treinados no combate à dengue em Jaguaribe

24 de junho de 2013

As ações contra a dengue vão ganhar mais 80 profissionais capacitados no II Curso de Atualização para Agentes de Endemias da 10ª Região de Saúde, que o Núcleo de Controle de Vetores da Secretaria da Saúde do Estado (Nuvet/Sesa) realiza de 25 a 28 deste mês, em Jaguaribe, para profissionais dos municípios de Alto Santo, Ererê, Iracema, Jaguaribara, Jaguaribe, Limoeiro do Norte, Potiretama, Pereiro, Quixeré, São João do Jaguaribe e Tabuleiro do Norte. Em cinco cursos realizados este ano já foram treinados 400 agentes de endemias, 1,1 mil desde o ano passado. Serão ainda realizados quatro cursos em 2013. É a Sesa contribuindo com os municípios na formação de profissionais para o controle da dengue.

 

Este ano o Nuvet também treinou 90 profissionais que atuarão como multiplicadores da capacitação de agentes de controle de endemias também sobre a nova ferramenta de trabalho do Ministério da Saúde.  Trata-se do SIS-PNCD, um Sistema de Informação do Programa Nacional de Controle da Dengue que tem como principal objetivo monitorar, em tempo hábil, todas as ações de saúde e a situação epidemiológica da doença em cada município.

 

De acordo com o boletim semanal da dengue divulgado na sexta-feira, 14 de junho, pela Secretaria da Saúde do Estado, o Ceará este ano registrou 7.706 casos de dengue em 128 municípios. Foram registrados 30 casos graves da doença e seis óbitos, três deles em Fortaleza, um em Caucaia, um em Iguatu e um em Juazeiro do Norte.

 

DICAS PARA A POPULAÇÃO EVITAR A DENGUE:

– Manter a caixa d’água completamente fechada e bem limpeza para impedir que vire criadouro do mosquito

– Jogar no lixo todo objeto que possa acumular água, como embalagens usadas, potes, latas, copos, garrafas vazias.

– Guardar garrafas, para retorno ou reciclagem, emborcadas e em local em que não acumulem água

– Colocar o lixo em sacos plásticos e manter a lixeira bem fechada

– Não jogar lixo em terrenos baldios

– Manter o saco de lixo fechado e fora do alcance dos animais até o recolhimento pelo serviço de limpeza urbana

– Manter tampados tonéis e barris d’água

– Não deixar água acumulada sobre lajes

– Encher de areia até a borda os pratinhos dos vasos de planta ou lavá-los com escova, água e sabão semanalmente

– Lavar semanalmente por dentro, com escova e sabão, os tanques utilizados para armazenar água

– Remover folhas e galhos e tudo o que possa impedir a passagem da água pelas calhas

 

24.06.2013

Assessoria de Comunicação da Sesa

Selma Oliveira / Marcus Sá ( selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 / 3101.5221)

Twitter: @SaudeCeara

www.facebook.com/SaudeCeara