Encontro reúne ouvidorias do SUS nos dias 02 e 03 de julho

1 de julho de 2013

O Fórum Cearense de Ouvidorias do SUS (FOCOS) realiza o nono encontro nos dias 2 e 3 de julho para discutir os desafios atuais das ouvidorias públicas no Brasil, a ampliação da escuta ao cidadão, a implantação da Rede de Atenção à Urgência e Emergência e da Rede de Atenção Psicossocial e o desenho atual das ouvidorias do SUS no Ceará, depois da implantação dos Contratos Organizativo de Ação Pública, que no Estado teve a adesão de 84 municípios. Realizado pela Ouvidoria Geral da Secretaria da Saúde do Estado, o IX Encontro do Fórum Cearense de Ouvidorias do SUS será realizado a partir das 8h30min, no Hotel Mareiro, Avenida Beira Mar, 2380, Meireles.

 

Criado em setembro de 2007, por iniciativa da Ouvidoria Geral da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará, o Fórum Cearense de Ouvidorias do SUS/FOCOS constitui-se num espaço permanente de discussões sobre as ouvidorias do SUS no Estado, sendo pioneiro no país. Congrega ouvidores do SUS e articuladores do Sistema OuvidorSUS nos municípios cearenses e realiza atividades periódicas sob a coordenação de Núcleo Mobilizador, formado pela Ouvidoria Geral da Sesa e ouvidorias municipais eleitas nas reuniões do FOCOS.

 

As ouvidorias do SUS têm o papel de acolher as manifestações dos cidadãos, efetuar o encaminhamento, orientação e acompanhamento da demanda e dar retorno ao usuário, na busca de propiciar uma resolução adequada aos problemas apresentados; ampliar a participação dos cidadãos na gestão do SUS; possibilitar à instituição a avaliação contínua da qualidade das ações e dos serviços prestados; e subsidiar a gestão nas tomadas de decisões e na formulação de políticas públicas de saúde. A estruturação do Sistema Nacional de Ouvidorias do SUS no âmbito do Estado do Ceará envolve o apoio, o monitoramento e a avaliação do processo de implantação e implementação das Ouvidorias do SUS nos municípios e nas unidades assistenciais de saúde pública.

 

Em 2012, as ouvidorias da rede Sesa registraram 14.748 manifestações, segundo relatório divulgado recentemente. Os dados mostram que as mulheres são as que mais acessam os serviços da ouvidoria. No ano passado representaram um total de 60%. Em relação a faixa etária, os usuários entre 31 e 60 anos são os que mais procuram as ouvidorias da Sesa. Dos 6.326 usuários que informaram a idade, 63% tinham essa faixa de idade. Na maioria dos casos, os usuários moram na capital: 58%. Essa participação de Fortaleza já foi maior. Em 2009, chegou a 64%. O relatório da ouvidoria geral da Sesa atribui a redução de usuários da capital a dois fatores: expansão da rede de assistência no interior, com o Hospital Regional do Cariri, em Juazeiro do Norte, policlínicas e CEOs regionais, e a descentralização das ouvidorias do SUS nos municípios cearenses. Deve ser ainda mais reduzida com o funcionamento, este ano, do Hospital Regional Norte, em Sobral.

 

Os usuários do SUS podem falar com as ouvidorias da Secretaria da Saúde do Estado, incluindo hospitais, unidades e regionais de saúde pelo telefone 0800.275.1520, por carta (Avenida Almirante Barroso, 600, Praia de Iracema – CEP 60060-440), ou pelo SOU Sistema de Ouvidoria.

 

01.07.2013

Assessoria de Comunicação da Sesa

Selma Oliveira / Marcus Sá (selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 – 3101.5221)

Twitter: @SaudeCeara

Facebook.com/SaudeCeara