Ceará deve receber mais investimentos sul-coreanos

9 de julho de 2013

O Presidente do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico (Cede), Alexandre Pereira, em missão oficial representando o Governo na Coreia do Sul, se reuniu nesta segunda (08) com a direção da Dongkuk Steel. Na pauta do encontro, a consolidação da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP). A Dongkuk é uma das sócias da CSP, juntamente com a brasileira Vale e da sul coreana Posco, que é a terceira maior produtora de aço do mundo.

 

Um dos mais importantes empreendimentos privados do Nordeste e um dos maiores do Brasil, a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), em fase de construção no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp) possui investimento de US$ 5,1 bi, e produzirá em sua primeira etapa, prevista para setembro de 2015, 3 milhões de toneladas de placas de aço/ano para exportação, podendo atingir 6 milhões de toneladas numa segunda etapa. Além de produtos siderúrgicos, a usina cearense também produzirá energia elétrica, cujo excedente será disponibilizado ao mercado nacional, e destinará 25% do investimento para modernos equipamentos de controle e monitoramento de emissões, lançamento de efluentes e gerenciamento de resíduos.

 

Na reunião, os sul-coreanos da Dongkuk manifestaram interesse em novos investimentos no Ceará, o único no Brasil em que eles estão presentes. Uma laminadora pode ser o próximo passo. A Dongkuk atua no setor da siderurgia há 57 anos, produzindo cerca de 6,4 milhões de toneladas de aço por ano em produtos como chapas grossas, vergalhões e perfil estrutural para a indústria naval, construção civil, máquinas e equipamentos, primando pela inovação tecnológica e pela excelência de seus produtos e serviços.

 

Ceará pode ganhar Consulado da Coreia do Sul

 

Pelo número crescente de coreanos atuando no Ceará, principalmente nas obras da CSP e pelo potencial de crescimento do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp), a direção da Dongkuk pediu ao Secretário Alexandre Pereira apoio para a criação de um consulado da Coreia do sul no Ceará. No mês passado, o embaixador da Coreia do Sul no Brasil, Koo Bom-Woo, junto com uma comitiva de empresários sul coreanos, manteve uma série de visitas no estado.

 

A abertura de um consulado da Coreia no Ceará tende a facilitar o trâmites legais de novos investidores e gerar uma maior aproximação diplomática e comercial entre os territórios. “Queremos fortalecer os laços do Ceará, que vem investindo fortemente em infraestrutura e educação ao potencial da nação que é uma das líderes em inovação e tecnologia do mundo, caso da Coreia do Sul. Essa aproximação vai gerar muitos benefícios para o nosso estado”, ressalta Alexandre.

 

A agenda do Secretário na Coreia segue durante a semana, envolvendo encontros na Posco e visita a um estaleiro e empresa de fabricação de VLTs, além de encontro com a direção da Hyundai, para avançar as negociações com vistas à instalação de uma fábrica de elevadores no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp).

 

09.07.13

Assessoria de Comunicação do Cede

Paulo Sombra (paulo.sombra@cede.ce.gov.br / 85 3101.1602 – 9909.3843)