Pessoas com deficiência são atendidas nos novos 14 CEOs regionais

10 de julho de 2013

Os novos Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs regionais) construídos pelo Governo do Estado e já em funcionamento integram a Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência, instituída pelo Ministério da Saúde em 2012 para levar atendimento integral e de qualidade às pessoas com necessidades especiais. No âmbito da saúde bucal, a Rede se propõe a garantir o atendimento odontológico qualificado a todos os portadores de deficiência. Todo atendimento a esse público é iniciado na atenção básica, que encaminha para o nível secundário (CEOs) ou terciário (atendimento hospitalar) apenas os casos que apresentarem necessidades especiais para o atendimento.

 

A Secretaria da Saúde do Estado solicitou no ano passado a adesão de 25 CEOs regionais e estaduais à Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência, inclusive aqueles que estão para ser inaugurados. Atualmente, no nível secundário da atenção, o atendimento às pessoas com deficiência é realizado em 14 novos CEOs regionais de Acaraú, Baturité, Juazeiro do Norte, Russas, Ubajara, Brejo Santo, Camocim, Cascavel, Caucaia, Crateús, Itapipoca, Limoeiro do Norte, Crato e Sobral. Na rede estadual, o atendimento terciário é realizado no CEO Centro, em Fortaleza, Hospital de Saúde Mental Professor Frota Pinto (HSM), Hospital Geral de Fortaleza (HGF), Hospital Infantil Albert Sabin (HIAS). Até o dia 15 deste mês o novo CEO regional em Canindé também estará funcionando e atendendo às pessoas com deficiência. 

 

Com a adesão à Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência, os CEOs cumprem, entre outras exigências, 40 horas semanais, no mínimo, para atendimento exclusivo a pessoas com deficiência, manter profissionais de saúde bucal capacitados para o atendimento odontológico de pessoas com deficiência e garantir condições de acessibilidade e mobilidade nas instalações da unidade. A atenção especializada é garantida pelos Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs regionais). O Ceará conta, atualmente, com 88 CEOs estaduais, regionais e municipais, a segunda maior rede pública de atenção à saúde bucal do país. Desse total, 15 construídos no governo Cid Gomes e ainda há mais três com as obras já prontas e sendo equipados para inaugurações em Icó, Maracanaú e Quixeramobim. Há pouco mais de um mês o Governador anunciou o 19 º CEO regional, em Campos Sales.    

 

Acesso aos CEOs

 

Como unidades especializadas, que realizam serviços de periodontia, endodontia, instalação de próteses, os três CEOs estaduais na capital recebem pacientes encaminhados pelas equipes do Programa Saúde da Família (PSF) do município. A exceção são os casos de emergência. No CEO Centro e no CEO Joaquim Távora funciona sem parar, inclusive nos finais de semana e feriados, o serviço de emergência 24 horas. Nos CEOs regionais que já funcionam no Interior do Estado, o encaminhamento de pacientes é feito pelas secretarias municipais de saúde, a partir da solicitação de consultas e exames feitas na atenção básica. No agendamento, o paciente escolhe data e horário para a consulta ou exame, de segunda a sexta-feira, de acordo com a disponibilidade de vagas. A distribuição de vagas para atendimento é proporcional à população de cada município da região de saúde.

 

10.07.2013

Assessoria de Comunicação da Sesa

Selma Oliveira / Marcus Sá (selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 / 3101.5221)

Twitter: @SaudeCeara

Facebook: SaudeCeara