Transferência hídrica do açude Flor do Campo garante água para Crateús

31 de julho de 2013

Com o objetivo de garantir o abastecimento hídrico do município de Crateús, distante cerca de 360 quilômetros de Fortaleza e que possui uma população estimada em 70 mil habitantes, o Governo do Estado, por meio da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), iniciou na manhã da última segunda-feira (29), a operação de transferência da água do açude Flor do Campo, localizado no município de Novo Oriente, para o açude Carnaubal, em Crateús.

 

A operação inclui a construção de uma adutora emergencial de montagem rápida –  insfraestrutura hídrica de 13,6 quilômetros de extensão que utiliza em sua composição tubos de aço corten de 300 milímetros, a limpeza e desobstrução do leito do Rio Poty e a transferência da água do açude Flor do Campo para o açude Carnaubal.

 

As ações para a limpeza e a desobstrução do leito já foram realizadas e as obras para a instalação da adutora emergencial estão 99% concluídas. A previsão é de que a Cogerh inicie ainda nesta semana a operação assistida do novo equipamento hídrico.

 

Nesta operação serão liberados cerca de 7 milhões de m3 de água a partir do açude Flor do Campo, volume suficiente para garantir o abastecimento de Crateús até fevereiro de 2014 e para manter uma reserva no açude Flor do Campo suficiente para abastecer o município de Novo Oriente até dezembro de 2014, mesmo na hipótese de ocorrência de reduzida precipitação nesta região na quadra chuvosa do próximo ano, comparável à seca de 2012.

 

Até o presente momento foram liberados 293 mil metros cúbicos de água, o que equivale a 4,2% do volume total a ser liberado durante toda a operação. O volume liberado já percorreu 15 dos 42 quilômetros a serem perenizados na transferência hídrica.

 

A operação foi planejada durante dois meses e iniciada após uma série de reuniões entre representantes do poder público e da sociedade civil organizada, encontros que tinham como objetivo principal esclarecer os detalhes técnicos que envolvem a transferência de água entre os dois reservatórios.

 

A transferência hídrica tem a supervisão da Secretaria dos Recursos Hídricos do Estado do Ceará – SRH e foi aprovada pelo Comitê da Bacia Hidrográfica dos Sertões de Crateús e pelo Conselho Estadual dos Recursos Hídricos – CONERH.

 

Além disso, estão envolvidos na operação técnicos da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos – Cogerh, da Superintendência de Obras Hidráulicas – Sohidra, da Companhia de Água e Esgoto do Estado do Ceará – Cagece, do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas – DNOCS e hidrólogos da Universidade Federal do Ceará – UFC.

 

31.07.2013

 

Assessoria de Comunicação da Cogerh
Leonardo Meireles E. de Souza – 85 3218.7020
ascom@cogerh.com.br
Twitter: @Cogerh_ce
Facebook:https://www.facebook.com/cogerh