Desemprego tem a menor taxa em agosto na RMF

25 de setembro de 2013

Em agosto de 2013, a taxa de desemprego registrou a queda mais expressiva dos últimos cinco meses, saindo dos 8,4%, em julho de 2013, para 7,9% da População Economicamente Ativa – PEA. O total de desempregados foi estimado em 143 mil pessoas. Os resultados destacam-se como a menor taxa e o menor contingente de desempregados para o mês de agosto desde 2009, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

 

A queda da taxa de desemprego foi observada também para homens, mulheres e jovens. Registrou-se redução do desemprego masculino, para 6,5%, feminino (9,6%) e entre os jovens (19,0%) e relativa estabilidade na faixa de 25 a 39 anos (7,1%).    Em relação à ocupação, os principais indicadores, no mercado de trabalho da RMF, indicam um cenário de relativa estabilidade do nível geral de ocupação, nos últimos meses. Houve um ligeiro crescimento do contingente de ocupados e redução da PEA.

 

Bandeira de luta

 

Os dados são da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) na região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e foram divulgados na manhã desta quarta-feira, 25, pela Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), pelo SINE/CE, o DIEESE e a Fundação SEADE. “Além dos avanços conquistados nos últimos 12 meses, na redução do nível de desemprego, é importante destacarmos a PED como instrumento indicador dos rumos das políticas públicas na área do trabalho”, observou o secretário Estadual do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), Josbertini Virgínio Clementino.

 

Diante dos números da pesquisa, o secretário ressaltou a alta rotatividade que ainda se registra no setor produtivo, sobretudo de jovens. “Precisamos capacitar mais nossos jovens, como forma de reduzirmos essa rotatividade no mercado”, defendeu o secretário, ao anunciar mais uma bandeira de luta sua, à frente da Pasta, além do trabalho decente para todos, jovens, homens e mulheres.

 

De acordo ainda, com a pesquisa, foram gerados cinco mil postos de trabalho (0,3%) na RMF, na comparação com o mês anterior. Foi estimado um total de 1.666 mil ocupados. Por setor de atividade, aumentou o número de postos de trabalho no comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas (6 mil) e no setor de serviços (4 mil), diminuiu na construção (-8 mil) e não variou na indústria de transformação.

 

A PED de agosto revela também, que houve relativa estabilidade do emprego nos setores privado (1 mil) e público (1 mil), que elevou-se o nível ocupacional dos autônomos (4 mil) – a quarta ampliação seguida –, e reduziu-se o do agregado demais posições em um mil, enquanto o emprego doméstico não variou. Entre junho e julho de 2013, os rendimentos médios reais dos ocupados (-0,9%) e dos assalariados (-1,7%) diminuíram para R\$ 1.080,00 e R\$ 1.132,00, respectivamente. A PED é realizada nas regiões metropolitanas de Fortaleza, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife, Salvador, São Paulo e no Distrito Federal.

 

25.09.2013

Assessoria de Comunicação da STDS

Carlos Eugênio (85 3101.2099 / 2089 – 8878.8510)