Orquestra Eleazar de Carvalho e Carlos Prazeres se apresentam no TJA

25 de setembro de 2013

A troca de experiências no universo da música de concerto é requisito fundamental para o bom desenvolvimento de toda e qualquer formação orquestral. Ciente desse desafio, a Orquestra de Câmara Eleazar de Carvalho (Orcec) convida para reger o concerto da Série Oficial de setembro, o maestro Carlos Prazeres, diretor artístico da Orquestra Sinfônica do Estado da Bahia. A apresentação acontece nesta quinta-feira (26), às 19h30min, no Theatro José de Alencar, equipamento ligado a Secretaria da Cultura (Secult). A entrada é gratuita.

 

Regente titular da Orquestra Sinfônica da Bahia, Prazeres é também o regente assistente da Orquestra Petrobras Sinfônica (OPES), no Rio de Janeiro, desde 2005. Tem dividido o palco com artistas como Antonio Meneses, Rosana Lamosa, Ilya Kaler, Fábio Zanon, Augustin Dumay, Wagner Tiso, João Bosco, Ivan Lins, Stanley Jordan, Milton Nascimento, entre outros.

 

Como maestro convidado, Carlos Prazeres tem dirigido importantes conjuntos sinfônicos, tais como a Orchestre National des Pays de la Loire, na França, Orquestra Cherubini e Orquestra Internacional do Festival de Riva del Garda, na Itália, Youth Orchestra of the Americas, Junge Philharmonie Salzburg, Filarmônica de Buenos Aires, Filarmônica de Montevideo, Filarmônica de Bogotá, Sinfônica de Porto Alegre (OSPA).

 

Prazeres é graduado em Oboé pela UNI-Rio e foi bolsista da Fundação VITAE durante seus estudos de pós-graduação na Academia da Orquestra Filarmônica de Berlim/Fundação Karajan. Desempenhou as funções de oboísta solista junto à Barock Orchester Berlim, Orquestra Petrobras Sinfônica, Orquestra Sinfônica Brasileira e Orquestra do Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

 

Para o concerto da Série Oficial da Orcec, o regente preparou um repertório com peças que são verdadeiras referências concertistas, como a “Suíte Nº 3 em Ré Maior BWV 1068”, do compositor alemão Johann Sebastian Bach, “Bachianas Brasileiras Nº 9”, do maior expoente da música no modernismo brasileiro, Heitor Villa-Lobos, e “Concerto em Ré Menor para oboé e cordas”, do italiano Alessandro Marcello, obra amplamente divulgada após ser transcrita para o cravo por Johann Sebastian Bach.

 

A Orquestra de Câmara Eleazar de Carvalho é uma ação da Associação Artística de Concertos do Ceará (AACC), com apoio do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura. Nesse programa, conta ainda com o apoio do Theatro José de Alencar.

 

Mais informações:
AACC: 85 3252.3378
Roberto César Lima: 85 8828.6405

 

25.09.2013

Assessoria de Imprensa da Secult

85 3101.6762