VLT Parangaba Mucuripe: novas intervenções alteram trânsito

30 de setembro de 2013

As obras do VLT ramal Parangaba-Mucuripe avançam em várias frentes de obra. A partir desta segunda-feira (30), será iniciado o trabalho de cravação de estacas dos pilares do viaduto da Avenida Pontes Vieira, no bairro Dionísio Torres. Com esta operação, até o dia 30 de outubro, a Rua Professor Aderbal Nunes Freire (continuação da Avenida Pontes Vieira), mais precisamente no trecho sob o viaduto ferroviário, estará parcialmente interditada.

 

A interdição, conforme a Secretaria da Infraestrutura do Estado, se faz necessária para que haja o livre tráfego de equipamentos pesados envolvidos na ação. O trabalho será realizado em duas etapas. Num primeiro momento, o bloqueio afetará apenas a pista oeste (sentido Pontes Vieira/Iguatemi). Em seguida a intervenção abrangerá a pista leste (sentido Iguatemi/Pontes Vieira). A expectativa é que os trabalhos no local durem três semanas. Como os bloqueios não serão simultâneos, a opção para os motoristas é trafegar sempre na pista contrária que passa a operar com sentido duplo de circulação. O local já está devidamente sinalizado e, para informar à população acerca da mudança, agentes de trânsito da da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC) estarão no local fazendo um trabalho de orientação.

 

Na altura da Avenida Aguanambi, continua a operação de içamento das primeiras 14 vigas de concreto sobre as travessas da parte elevada do Ramal. A ação acontece no trecho situado ao lado do Comando da Polícia Militar, no bairro de Fátima, em direção à estação Rodoviária, num trecho de 400 metros de extensão. A colocação das vigas, fabricadas no local em concreto protendido e pesando 97 toneladas e 33 metros de vão cada uma, está sendo feita com a utilização de guindastes especiais pelo consórcio CPE-VLT, supervisionado por técnicos da Seinfra.  A operação começou com a colocação das nove primeiras vigas sobre os pilares  no trecho entre as avenidas Aguanambi e Borges de Melo.

 

A frente de obra já alcançou o outro lado da avenida Aguanambi concentrando agora seus trabalhos nas proximidades da ponte do canal do Tauape, perto da Base Aérea de Fortaleza. O trecho também será em elevado, mas as vigas serão feitas diretamente naos pilares, sem necessidade de içamento das peças. Na Estação Iate, no Mucuripe, estão sendo feitos os serviços de implantação da estação.  A construção de um muro de arrimo ao longo da Via Expressa, entre as avenida Santos Dumont e Alberto Sá, no bairro do Papicu, também continuam. Estão sendo construídas as passagens inferiores nas avenidas Padre Antônio Tomás, Santos Dumont e Alberto Sá, além de passarelas dentre outros locais sobre as avenidas Expressa e Pontes Vieira. Ao mesmo tempo que ocorre a implantação do VLT estão sendo realizados trabalhos de remodelação da linha de carga que segue paralela à linha do ramal.

 

Na  Estação Parangaba, que será elevada, as obras continuam, inclusive com a implantação do elevado de Parangaba, logo após a estação. Este trecho terá quase um quilômetro de extensão e vai contar com 52 vigas de concreto, em construção nas proximidades. No bairro Vila União, onde ficará a Estação Rodoviária, está sendo construído um túnel para permitir que a Avenida Borges de Melo passe por baixo da linha férrea, de forma a fazer fluir melhor o trânsito naquela via. No mesmo local já estão sendo instalados os gradis que vão isolar linha férrea, possibilitando a segurança de moradores e usuários do novo transporte. A estação Rodoviário está em fase de finalização e será a primeira, entre as dez estações previstas, a ficar pronta.

 

VLT beneficiará cerca de 100 mil passageiros

 

O Ramal Parangaba-Mucuripe terá 12,7 km, sendo 11,3 km em superfície e 1,4 km em elevado. O VLT deverá ser entregue à população até o primeiro semestre de 2014. As cinco restantes serão colocadas no decorrer das próximas semanas. O novo modal implantado pelo Governo do Estado mediante a Seinfra, vai operar em via dupla e fará conexão ferroviária entre a Estação Parangaba e o Porto do Mucuripe e se constitui em uma das grandes obras estruturantes no conceito de mobilidade urbana em Fortaleza para a Copa do Mundo da FIFA no Brasil em 2014. O VLT cruzará 22 bairros de Fortaleza e beneficiará cerca de 100 mil pessoas por dia quando em operação. Estão sendo investidos no novo modal recursos da ordem de R$ 276,9 milhões.

 

O projeto prevê, dentre outras, a construção de três tipologias de estação, sendo uma elevada em Parangaba, que fará integração com a Estação Parangaba – Linha Sul do Metrô de Fortaleza e o terminal de ônibus do Sistema Integrado de Fortaleza, a Estação elevada do Papicu (que fará a integração com a Linha Leste do Metrô e o terminal de ônibus) e outro tipo de padronização para as outras oito estações: Montese, Vila União, Rodoviária, São João do Tauape, Pontes Vieira, Antônio Sales, Mucuripe e Iate.

 

30.09.2013

 

Assessoria de Comunicação da Seinfra
Marco da Escóssia – (85) 8898-4318 | (85) 8130-9565 | (85) 3216-3764