Setembro tem menor taxa de desemprego em 2013

30 de outubro de 2013

Entre agosto e setembro, a taxa de desemprego na Região metropolitana de Fortaleza (RMF) passou de 7,9% para 7,7% da População Economicamente Ativa – PEA, alcançando a menor taxa mensal em 2013. O quantitativo de desempregados apresentou uma pequena redução (-3 mil) e foi estimado em 140 mil pessoas.

 

O número de postos de trabalho na RMF cresceu em nove mil (0,5%), em relação a agosto de 2013, elevando a estimativa do total de ocupados para 1.675 mil. Por setor de atividade econômica, aumentou o número de empregos na indústria (11 mil ou 3,6%) e, em menor intensidade, no setor de serviços (5 mil ou 0,6%) e na construção civil (1 mil ou 0,7%). No comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas houve redução do nível de ocupação (-8 mil ou -2,0%).

 

“Em setembro, o mercado de trabalho já apresentou uma recuperação dos postos, que deve crescer nos próximos meses em virtude das oportunidades geradas pelo aquecimento das vendas de Natal e dos serviços para a alta estação,” analisa Gilvan Mendes, presidente substituto do SINE/IDT.

 

Por posição na ocupação, o emprego assalariado elevou-se (11 mil), alavancado pela ampliação do emprego no setor público (7 mil) e, em menor medida, no setor privado (4 mil). No setor privado, o emprego com carteira de trabalho assinada voltou a crescer (7 mil) e o sem registro declinou (-3 mil). Praticamente estabilizou-se a ocupação para os autônomos (1 mil) e ficou inalterado o número de trabalhadores classificados nas demais posições. No emprego doméstico houve diminuição (-3 mil).

 

No mês de agosto, comparado com julho de 2013, os rendimentos médios reais dos ocupados (2,4%) e dos assalariados (2,9%) cresceram e foram estimados em R$ 1.105 e R$ 1.164, respectivamente.

 

Sobre a PED

 

Os dados da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), na região metropolitana de Fortaleza, são divulgados mensalmente pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) e do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), o Sine/CE, o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e a Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade).

 

Atualmente, a PED é realizada nas regiões metropolitanas de Fortaleza, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife, Salvador, São Paulo e no Distrito Federal.

 

30.10.2013

 

Assessoria de Comunicação do IDT

Ana Clara Braga (anaclara@idt.org.br / 85 3101.5500)