Governo entrega 273 títulos de propriedade de terra em Massapê

31 de outubro de 2013

O Governo do Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) e do Instituto de Desenvolvimento Agrário do Ceará (Idace), entregou, nesta quinta-feira (31), 273 títulos de propriedade rural para agricultores de Massapê, na Região Norte. O presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar no Ceará, Moisés Bras Ricardo, destacou a importância da política de regularização fundiária no Ceará. “Com o documento, os agricultores familiares poderão ter acesso às políticas de crédito e assistência técnica dos Governos Federal e Estadual e nós estamos vendo cada vez mais agricultores sendo beneficiados com os títulos de terra e aumentando a sua produção”.

 

O governador Cid Gomes destacou que as políticas do Estado do Ceará de investimento na agricultura familiar reafirmam o compromisso desta gestão na zona rural. “Ao final de 2014 o interior do Ceará terá uma nova feição e nós estamos ampliando cada vez mais as parcerias com o Governo Federal para viabilizar este desenvolvimento”, afirmou. Cid Gomes destacou também as políticas que estão em andamento para o desenvolvimento rural, entre elas o projeto São José III, o Projeto Paulo Freire, além projetos de valorização das cadeias produtivas do Ceará, como o investimento em Casas de Farinhas e em Mandalas.

 

Durante a solenidade foram entregues dois projetos de modernização de casas de farinha para associações dos municípios de Santana do Acaraú e Sobral.  A entrega dos títulos acontece dentro do Programa de Regularização Fundiária do Estado do Ceará, realizada em parceria com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

 

Para o superintendente do Idace, Ricardo Durval, o Programa de Regularização Fundiária do Ceará tem começo, meio e fim. “A entrega de títulos de terra representa o reconhecimento da cidadania do homem do campo, lhe garantindo a segurança jurídica da propriedade rural da terra onde ele nasceu”, afirmou.

 

O secretário Nelson Martins afirma ainda que a partir do momento em que o agricultor familiar recebe o título de terra é possível fazer um trabalho de planejamento agrícola para fazer o desenvolvimento do município, já que é possível saber quem são os donos de cada terra.

 

31.10.2013

Assessoria de Imprensa da SDA

Lúcio Filho (ascom@sda.ce.gov.br / 85 3101.8105)