2014 começa com os 18 CEOs regionais em total funcionamento

6 de Janeiro de 2014

Depois de realizar 487.092 atendimentos em 2013, o Ceará inicia 2014 com os 18 Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs regionais) construídos pelo Governo do Estado em pleno funcionamento, com o início dos atendimentos no CEO regional de Quixeramobim nesta segunda-feira (06). Com isso, já estão abertos e atendendo a população a rede total de 18 CEOs regionais em Ubajara, Baturité, Acaraú, Camocim, Itapipoca, Brejo Santo, Crato, Juazeiro do Norte, Russas, Limoeiro do Norte, Caucaia, Quixeramobim, Icó, Cascavel, Sobral, Canindé, Crateús e Maracanaú. Os cirurgiões dentistas atendem nas especialidades de periodontia, endodontia, cirurgia buco-maxilo-facial e ortodontia, incluindo instalação de aparelhos ortodônticos, e ainda fazem o diagnóstico de câncer de boca. Também há o serviço de prótese. As pessoas com deficiência são atendidas em estrutura e sala adequadas, com profissionais especializados. Além de consultas, a população tem acesso a exames em aparelhos de tecnologia moderna, como a panorâmica digital e o raio x.

 

Com 1.499 equipes de saúde bucal em funcionamento nos municípios, o Ceará garante acesso a dentistas no nível de atenção básica à saúde pelo SUS. A atenção especializada é garantida pelos CEOs regionais. O Ceará conta, atualmente, com 90 CEOs estaduais, regionais e municipais, e consolida a posição de segunda maior rede pública de atenção à saúde bucal do país, menor apenas que a do estado de São Paulo, segundo o Ministério da Saúde. Na capital, são três CEOs de referência estadual, com gestão da Secretaria da Saúde do Estado (CEO Centro, CEO Joaquim Távora e CEO Rodolfo Teófilo), 22 CEOs regionais e 65 municipais. No ano passado, o governador Cid Gomes acrescentou mais um CEO regional ao projeto de expansão e melhoria da saúde bucal. Será construído em Campos Sales, no Cariri. Assim, vai ampliar para 19 o compromisso inicial dele em construir 18 CEOs regionais.

 

Na atenção à saúde bucal, o atendimento é iniciado na atenção básica, pelas equipes de saúde bucal, e referenciado para o nível secundário (CEOs) ou terciário (atendimento hospitalar), nos casos de maior complexidade. Nos CEOs regionais, o encaminhamento de pacientes é feito pelas secretarias municipais de saúde, a partir da solicitação de consultas e exames feitas na atenção básica. No agendamento, o paciente escolhe data e horário para a consulta ou exame, de segunda a sexta-feira, de acordo com a disponibilidade de vagas. A distribuição de vagas para atendimento é proporcional à população de cada município da região de saúde.

 

Os CEOs regionais construídos pelo governo do Estado integram a Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência, instituída pelo Ministério da Saúde em 2012 para levar atendimento integral e de qualidade às pessoas com necessidades especiais. Todos os CEOs regionais novos têm acessibilidade garantida para cadeirantes e, para as pessoas com deficiência visual, existe piso tátil. No âmbito da saúde bucal, a Rede se propõe a garantir o atendimento odontológico qualificado a todos os portadores de deficiência. Todo atendimento a esse público é iniciado também na atenção básica, que encaminha para o nível secundário ou terciário apenas os casos que apresentarem necessidades especiais para o atendimento.

 

06.01.2014

 

Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá
selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 / 3101.5221
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara