Curso inscreve para atualização em vigilância do óbito materno

21 de Janeiro de 2014

Estão abertas até sexta-feira (24) as inscrições para o Curso de Atualização em Vigilância do Óbito Materno, Infantil e Fetal e atuação em Comitês de Mortalidade no contexto do município, oferecido pela Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP), na modalidade a distância. Com carga horária total de 60 horas e 300 vagas disponíveis, o curso é destinado a alunos que fizeram o curso de atualização em Vigilância do Óbito Materno Infantil e Fetal e com atuação em Comitês de Mortalidade que possuam formação de nível médio ou superior e experiência de atuação, há pelo menos um ano, em Vigilância Epidemiológica/Vigilância em Saúde, em Núcleo Hospitalar de Epidemiologia (NHE), em Comitê de Análise de Óbitos Hospitalar ou na Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH), nas áreas técnicas da Saúde da Mulher, Criança e Adolescente.

 

Os interessados devem se inscrever exclusivamente via internet, no endereço inscricao.ead.fiocruz.br/287, preenchendo a ficha de inscrição. Além de efetuar sua inscrição pela internet, o candidato também deverá enviar, via correios, toda a documentação comprobatória exigida no edital. Informações adicionais poderão ser obtidas por meio do endereço eletrônico pseletivo@ead.fiocruz.br, da Subárea de Processo Seletivo e Editais da EAD/ENSP. O curso tem como objetivo qualificar profissionais de saúde para desenvolver a vigilância do óbito materno, infantil e fetal e atuar em conjunto com os comitês de mortalidade, a fim de propor medidas de intervenção em diferentes contextos sociais por meio da articulação das experiências práticas com os conhecimentos atualizados e a contextualização política.

 

O curso foi desenvolvido em parceria com o Instituto Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz) e a Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV) e o apoio da Área Técnica de Saúde da Mulher do Departamento de Ações Programáticas Estratégicas da Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde (ATSM/Dapes/SAS/MS) e Departamento de Análise de Situação de Saúde da Coordenação Geral de Informações e Análises Epidemiológicas da Coordenação Geral de Doenças e Agravos não Transmissíveis da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (Dasis/CGIAE/SVS/MS).

 

21.01.2014

 

Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá /  ( selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 / 3101.5221)
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara