Núcleo de Defesa da Saúde da Defensoria Pública comemora um ano de atividades

5 de fevereiro de 2014

O Núcleo de Defesa da Saúde (Nudesa) da Defensoria Pública Geral do Estado do Ceará está a cada dia se tornando referência para a população cearense. Recentemente, um caso bastante peculiar chamou a atenção da Instituição, que foi procurada pela família de uma senhora diagnosticada com aneurisma cerebral, em decorrência de complicações da gravidez. Os médicos confirmaram a morte cerebral para a família no dia 24 de janeiro, e o desligamento dos aparelhos estava previsto para acontecer no dia seguinte, 25.

 

Foi então que a DPGE, por meio do NUDESA, entrou em ação com uma liminar para para que a paciente continuasse a receber suporte médico. De acordo com o defensor público Dani Esdras Cavalcanti, a família informou que não teve acesso a todos os procedimentos médicos realizados e questionou algumas ações. Com o deferimento da liminar pelo juiz, os aparelhos não foram desligados.

 

Este é apenas um exemplo das inúmeras ações que chegam ao núcleo o qual comemora em fevereiro seu primeiro ano de atividades e tem à frente os Defensores Públicos Dani Esdras Cavalcante Feitosa e Sheila Florêncio Alves Falconeri. O Núcleo oferece orientação jurídica para todos os casos referentes à saúde pública e privada em Fortaleza. O cidadão carente de recursos financeiros pode procurar a Defensoria Pública com os laudos, receitas médicas,pedidos de exame, e ainda qualquer outro procedimento que tenha sido solicitado junto aos setores de saúde pública sem sucesso.

 

De acordo com o defensor público Dani Esdras Cavalcante, entre as solicitações mais comuns estão pedidos de alimentação especial, bombas de insulina, cujo aluguel chega a R$14 mil por mês,  medicamentos, exames, cirurgias, consultas médicas, leitos em UTI, tratamentos para dependentes químicos, aparelhos e próteses. O NUDESA também recebe demandas de usuários de planos de saúde privados. “ Toda vez que a pessoa tiver uma demanda de saúde, tanto do Sistema Único de Saúde como privada, pode nos procurar. A gente já fazia isso antes de forma dispersa, já que a demanda é grande, mas agora, com o núcleo, tudo fica centralizado”, finaliza.

 

O atendimento é feito por ordem de chegada de segunda à sexta-feira das 8h às 17h.
Endereço: Rua Nelson Studart, s/n Bairro Luciano Cavalcante
Informações: Alô Defensoria – 129

 

05.02.2014

Assessoria de Imprensa da Defensoria Pública

Déborah Duarte (85 3101.4372 – 8707.8541)