Secult debate formação de orquestras jovens com maestro João Carlos Martins

14 de Março de 2014

O secretário da Cultura, Paulo Mamede, e a secretária adjunta, Ana Márcia Diógenes, começaram esta sexta-feira (14) se reunindo, em Aquiraz, com o maestro João Carlos Martins, mundialmente reconhecido como um dos maiores intérpretes de Bach, ao piano, e dedicado atualmente à regência musical e a projetos de inclusão social por meio da música e de formação de orquestras jovens.

 

Acompanhados pela ex-prefeita de Aquiraz, Ritelza Cabral, diretora da organização não governamental Tapera das Artes, de Aquiraz, e pelo professor Ênio Antunes, que trabalha com João Carlos Martins e é autor do método Alla Corda, os secretários seguiram até a ONG, para acompanhar a visita do maestro. A visita tem como objetivo iniciar no Ceará ações que visam estender para o Nordeste o projeto de João Carlos Martins, de criação de mil orquestras jovens em todo o Brasil.

 

Desde 2012, a Tapera das Artes deu início à parceria com a Fundação Bachiana, de São Paulo, e com o maestro João Carlos Martins, que viabilizou a implantação de uma Orquestra Bachiana Jovem em Aquiraz, em 2013. Com apoio da Petrobras, a Tapera das Artes começou um novo programa de musicalização e capacitação em música e artes visuais, atendendo 458 crianças, adolescentes e jovens de Aquiraz e municípios vizinhos.

 

Paulo Mamede e João Carlos Martins dialogaram sobre o cenário da música no Ceará, com o secretário destacando, além da efervescente cena de música popular e instrumental, a importante atuação da Orquestra de Câmara Eleazar de Carvalho, consolidando a formação de público para a música erudita. Também discutiram o projeto de formação de orquestras jovens, no Ceará. “Como disse Villa-Lobos, não é um público culto que vai julgar as artes. São as artes que mostram a cultura de um povo”, ressaltou João Carlos Martins, referindo-se ao maior expoente da música clássica brasileira.

 

O secretário também expôs algumas das ações mais recentes da Secult, como a reforma do conjunto de equipamentos culturais do Estado, incluindo o Cine-teatro São Luiz e o Theatro José de Alencar, e o projeto do Centro de Cultura e Memória Engenheiro João Felipe, que inclui a Pinacoteca do Ceará, a ser instalado nos galpões da antiga Rede Ferroviária Federal (RFFSA), no Centro de Fortaleza, também um espaço a ser utilizado para a música de concerto.

 

14.03.2014

 

Assessoria de Comunicação da Secult
(85) 8699.6524 – Dalwton Moura
(85) 8878.8805 – Raimundo Madeira
(85) 9608.5822 – Sonara Capaverde