Ações de controle da tuberculose serão feitas em locais públicos

21 de Março de 2014

Praças, terminais de ônibus, mercado público são locais de ações educativas neste sábado, 22, e nos dias 24, 25, 26, 27 e 28 de março. Serão feitas por um grupo de profissionais da Secretaria da Saúde do Estado e de instituições que integram o Comitê Estadual de Controle da Tuberculose que durante todo o ano trabalham na prevenção e controle da doença. A programação marca o Dia Mundial de Combate à Tuberculose, em 24 de março. No sábado haverá panfletagem na Praça do Ferreira, em Fortaleza, das 8 às 13 horas, com  distribuição de folderes sobre os sintomas da tuberculose e a importância de fazer o tratamento até o final dos seis meses de medicação e ficar curado da doença. Ainda no sábado, no período da tarde, das 14 às 17 horas, será realizada uma exposição itinerante sobre tuberculose no Shopping Caucaia, na Região Metropolitana.

Na segunda-feira, 24, as ações educativas ocorrem em seis locais. Em três pontos, a partir das 8 horas, os profissionais estarão no Mercado São Sebastião, terminal do Conjunto Ceará e no hospital de Maracanaú, unidade que trata pacientes com a doença. Outra ação que se destaca está agendada para o dia 27, quinta-feira. Logo cedo, às 6 horas, será oferecido um café da manhã para população em situação de rua na Praça José de Alencar, na capital, para busca e identificação de  casos de tuberculose. Das 8 horas até às 12 horas a mobilização, com informações para a população, será na Praça de Messejana. À noite, às 18 horas, a equipe de técnicos estará no “Simpósio multiprofissional em tuberculose do Ceará”, na faculdade Christus. No encerramento da programação, dia 28 de março, das 8 horas às 14 horas haverá capacitação no município de Cascavel para atualizar os profissionais de saúde em tuberculose.   

O Plano Global para o Combate da Tuberculose 2011-2015 proposto pela Organização Mundial da Saúde (OMS) tem como objetivo reduzir drasticamente a carga da doença até 2015. Segundo a OMS, foram diagnosticados e notificados 6,2 milhões de casos de tuberculose no mundo. Ainda de acordo com a OMS o Brasil está entre os 22 países que concentram 82% dos casos da doença no mundo. No Ceará, a série histórica de 2001 a 2012 mostra uma tendência de declínio nas taxas de incidência. Em 2001, a taxa de incidência foi de 46,8 casos para cada grupo de 100 mil habitantes. Caiu para 38,8 em 2012, ano em que foram notificados no Estado 3.338 casos novos. A taxa de mortalidade ficou em 3,4 óbitos para cada grupo de 100 mil habitantes. Em 2011 ficou em 2,8, o que significa uma queda de 17,7% na taxa de mortalidade da tuberculose no Ceará em 10 anos.    

            
Sintomas
Tosse por mais de três semanas, produção de catarro, febre, cansaço, dor no peito, falta de apetite e emagrecimento são os principais sintomas da tuberculose, que é transmitida pelo bacilo de Koch. Pessoas com esses sintomas associados ou isoladamente devem procurar um posto de saúde. O tratamento é gratuito e feito com três medicamentos diferentes. Durante dois meses, o paciente toma os três medicamentos. A partir do terceiro mês toma só dois. É preciso seguir a risca o tratamento. Os remédios devem ser tomados por seis meses.   

 

21.03.2014

Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá
selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 / 3101.5221
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara