13.400 exames de fibrose cística são feitos pelo Lacen em apenas dois meses

8 de Abril de 2014

O Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), da Secretaria da Saúde do Estado,  iniciou em fevereiro deste ano a realização da fase III do Teste do Pezinho, que inclui a fibrose cística na triagem neonatal de doenças genéticas e/ou congênitas e desde o início do serviço já foram feitos 13.400 exames. Quanto mais precoce o diagnóstico, melhor o prognóstico e a taxa de sobrevida. O laboratório também executa os exames das fases I e II do teste, que identificam fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito e doença falciforme. O teste é feito a partir de gotas de sangue colhidas do calcanhar do recém-nascido.

 

A doença, também conhecida como mucoviscidose, se manifesta com sintomas respiratórios, gastrointestinais e presença excessiva de cloro no suor. Causada por um gene defeituoso, a fibrose cística induz o organismo a produzir secreções espessas que obstruem pulmões e pâncreas. A insuficiência do pâncreas faz com que a digestão de gorduras e proteínas não seja adequada e os pacientes ficam desnutridos, pois não conseguem absorver os alimentos. A identificação precoce de doenças permite evitar o aparecimento dos sintomas, através do tratamento apropriado, por isso, recomenda-se realizar a coleta para o teste imediatamente entre o 3º e o 5º dia de vida do bebê e as amostras de sangue devem chegar o mais rápido possível ao Lacen.

 

O tempo entre a coleta e a realização do teste é de importância vital para dar início ao tratamento dos casos diagnosticados, que deve começar antes dos primeiros 30 dias de vida. Até o dia 4 de abril, 9 crianças foram diagnosticadas com a doença. Em 2013, o Lacen realizou mais de 310 mil exames da fase I e II de todos os 184 municípios do Estado. O laboratório cumpre um importante papel para o fortalecimento do Sistema Único de Saúde quando contribui com a prevenção e redução da morbimortalidade provocada pelas patologias triadas.

 

08.04.2014

 

Assessoria de Imprensa do  Lacen/CIDH/IPC
Suzana de Araújo Mont’Alverne (85 9663.2344/ 3101.1488)
Twitter: @SaudeCeara