Sejus promove palestra para sensibilizar jovens dos riscos do tráfico de pessoas

13 de maio de 2014

Sensibilizar jovens e adolescentes sobre os riscos do tráfico de pessoas com a realização de grandes eventos na cidade é a meta de uma parceria entre Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado (Sejus) e Rede Cuca, ligada à Coordenadoria Municipal de Juventude. O trabalho conjunto terá início nesta quarta-feira (14), às 09 horas, no Cuca Mondubim, com uma palestra ministrada por técnicos do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas (NETP), da Sejus. A ação contará com a presença da secretária da Justiça e Cidadania do Ceará, Mariana Lobo, e do secretário de Juventude de Fortaleza, Elcio Batista, que levam o programa de educação em direitos para os jovens daquela região.

 

Voltada para jovens a partir dos 14 anos, a palestra terá como foco apresentar o tráfico de pessoas, mostrar os tipos e as finalidades do tráfico, apontar possíveis danos causados às vítimas e apresentar a rede de assistência a essas vítimas. A ação será realizada também nos outros dois equipamentos da rede Cuca. As próximas datas serão divulgadas em breve.

 

A ideia é conscientizar o público jovem, faixa etária que é a principal vítima de aliciadores para o tráfico de pessoas. “Essa visão de viver um conto de fadas no exterior ainda é muito presente no imaginário, sobretudo dos jovens que tem esta visão romantizada que encontrarão um passaporte premiado para uma nova realidade. Nosso papel preventivo é fundamental para que eles sejam alertados destas falsas promessas e os riscos que elas podem trazer”, pontua a secretária da Justiça e Cidadania do Estado, Mariana Lobo.

 

Além da prevenção, a Sejus atua na atenção às vítimas em todo o Estado. Nesse aspecto, a Secretaria conta com o Posto Avançado de Atendimento Humanizado ao Migrante (PAAHM) que é uma porta de acolhimento com atendimento humanizado localizado no Aeroporto Internacional Pinto Martins e o Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, que faz toda a reinserção da vítima de volta à sociedade. “Ministramos oficinas para a população vulnerável, palestras para rede de atendimento visando à formação de multiplicadores sobre o tema. Mostramos o como acontece e como é feito o aliciamento, damos dicas de prevenção, fazemos o recebimento de denúncia e o acolhimento inicial da vítima, encaminhando à rede de atendimento e monitoramento do caso”, descreve a secretária.

 

Para o secretário da Juventude de Fortaleza, Elcio Batista, estas ações intersetoriais dentro da política pública são importantes para assegurar a promoção da educação em direitos. “A Rede Cuca prioriza as ações de cidadania para a juventude e ficamos felizes quando os órgãos comprometem-se em o auxiliar nesta missão potencializando nosso papel de educação e formação para a vida. Precisamos apostar em uma juventude mais consciente e comprometida. Hoje os jovens querem ser atuantes e participar de tudo que os cerca, sendo protagonistas de mudanças significativas na sociedade”, aposta.

 

Serviço:

Palestra de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas – A ação acontece no Cuca Mondubim (R. Santa Marlúcia, s/n), na próxima quarta-feira (14), às 09 horas.

 

13.05.2014

Assessoria de Comunicação da Secretaria da Justiça e Cidadania do Ceará

Bianca Felippsen (ascom.sejus@gmail.com / 85 3101.2862) 

twitter:@sejus_ce

facebook: sejusceara