Programação cultural da semana de 1º a 7 de dezembro de 2014

28 de novembro de 2014

PALESTRAS E SEMINÁRIOS

 

?GOLPE DE VISTA #2 – “Fotografia e religiosidades” 

 

Convidados: Alan Uchoa, Chico Gomes e Rodrigo Oliveira

 

O Programa de Educação Tutorial (PET) Pedagogia/UFC e o Laboratório de Pesquisa Digitais e Imagéticas da Faculdade de Educação/UFC, em parceria com o Dragão do Mar, promovem o segundo encontro do Golpe de Vista, nesta terça-feira, dia 2 de dezembro, às 19h, no Auditório do Dragão do Mar.

 

O evento Golpe de Vista são encontros mensais, em que convidados e público trocam experiências sobre imagem e artes visuais com ênfase na fotografia e seus desdobramentos. A iniciativa objetiva aprimorar os conhecimentos fotográficos de forma coletiva e fomentar fotopasseios mensais e intervenções no formato fotoclubista.

 

Neste segundo encontro, consolidando a ação e sua periodicidade, o assunto abordado será “Fotografia e Religiosidades”. Os convidados são os fotógrafos Chico Gomes e Rodrigo Carvalho, com mediação do Professor Dr. José Gerardo Vasconcelos/UFC. A abertura será com o fotógrafo Alan Uchoa na ação “Cartas Abertas”.

 

O “Cartas Abertas” é uma dinâmica onde um fotógrafo convidado expõe um trabalho em construção (work in progress). O intuito é mostrar a produção individual a opiniões, impressões e críticas do grupo coletivo.

 

Uma forma educativa do artista visual levantar duvidas, inquietações e fomentar o olhar crítico em torno da sua obra e na construção de um portfolio ou ensaio.

Dia 2, às 19h, no Auditório do Dragão do Mar. Acesso gratuito.

Contato: Éden Barbosa 9904.0014

 

?IV Seminário Internacional Violência e Conflitos Sociais

 

Lugar de reflexão, criação e difusão, o Dragão do Mar sedia mais um importante evento destinado à promoção e discussão de temas relevantes da contemporaneidade. De 02 a 05 de dezembro, acontece, em Fortaleza, o IV Seminário Internacional Violência e Conflitos Sociais, que, em sua quarta edição, discute o tema “Territorialidades e Negociações”, com conferências, mesas-redondas, lançamentos de livros e apresentações culturais. O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura sediará a abertura e o encerramento do evento. Somente terão direito à certificação os inscritos no Seminário, mas o acesso às atividades será livre, mediante a disponibilidade de vagas nos locais.

 

A abertura, no dia 02 de dezembro, às 18h, no Anfiteatro do Dragão do Mar, contará com presença do professor emérito da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP) José de Souza Martins, para ministrar conferência sobre “A violência reversa do linchamento”. O estudioso falará sobre essas diferentes formas de violência, um segundo tipo de violência autodefensiva, pelo qual a sociedade intenta restaurar os padrões da ordem social rompidos ou ameaçados pela primeira violência, aquela que os motiva.

 

Os demais encontros serão realizados no Departamento de Ciências Sociais e no Centro de Treinamento e Desenvolvimento – CETREDE. Participam renomados pesquisadores na área de violência e conflito, como: Luiz Antônio Machado, professor do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e líder do Coletivo de Estudos sobre violência e sociabilidade; Michel Misse, professor do Departamento de Sociologia e fundador do Núcleo de Estudos em Cidadania, Conflito e Violência Urbana, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), além dos pesquisadores de instituições de ensino estrangeiras Myriam Jimeno (UNAL-Bogotá/ Colômbia) e Daniel dos Santos (University of Otawa–Canadá).

 

A conferência de encerramento será no Cinema Dragão do Mar – Fundação Joaquim Nabuco, no dia 05 de dezembro, às 19h, com Álvaro Pires, Ph.D. em Criminologia e pesquisador da Universidade de Otawa, e Vera Telles, livre-docente do Departamento de Sociologia da Universidade de São Paulo. Os convidados discorrerão sobre “Penas, Ilegalidades e Negociações no Mundo Contemporâneo”. A mediação ficará por conta do Coordenador do LEV, Prof. César Barreira.

 

O IV Seminário Internacional Violência e Conflitos Sociais celebra os 20 anos de atividades do Laboratório de Estudos da Violência (LEV), vinculado ao curso de Ciências Sociais da UFC, e visa ao fortalecimento e alargamento das redes de pesquisa que se dedicam a pensar esses fenômenos sociais contemporâneos numa perspectiva sociológica, antropológica e política. A ação é uma iniciativa do Laboratório de Estudos da Violência (LEV) do Departamento de Ciências Sociais e do Programa de Pós-graduação em Sociologia da Universidade Federal do Ceará (UFC). São instituições parceiras desta 4ª edição: Prefeitura Municipal de Fortaleza, por meio da Coordenadoria da Juventude; Governo do Estado do Ceará, por meio da Casa Civil e do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura; Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, por meio do Instituto de Estudos e Pesquisas sobre o Desenvolvimento do Estado do Ceará; Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico – FUNCAP, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Capes, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq, Financiadora de Estudos e Projetos – Finep, Programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia – INCT e Instituto de Desenvolvimento do Trabalho – IDT.

 

PROGRAMAÇÃO

 

Dia 02/12/2014 – Terça-feira

16h00min às 18h00min – Credenciamento
Local: Espaço Mix do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura
18h00min – Apresentação do Grupo Capoeira Brasil
18h30min às 19h00min – Cerimônia de Abertura: Prof. Dr. César Barreira (Presidente do Conselho Deliberativo do LEV e Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Sociologia); Prof. Dr. Valmir Lopes (Chefe do Departamento de Ciências Sociais-UFC); Profª. Drª. Vládia Borges (Diretora do Centro de Humanidades-UFC); Prof. Dr. Jesualdo Farias (Reitor da UFC)
19h00min às 20h30min – Conferência de Abertura: Prof. Dr. José de Souza Martins (USP)
Moderador: Prof. Dr. César Barreira (LEV-UFC)
Local: Anfiteatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura
20h30min – Coquetel de Abertura / Lançamento de Livros ao som da Banda Capotes Pretos na Terra Marfim
Local: Arena Dragão do Mar

 

Dia 03/12/2014 – Quarta-feira

08h00min às 09h00min – Credenciamento
Local: Departamento de Ciências Sociais
09h00min às 11h30min – Mesa Redonda 1: Moralidades, Crime e Violência
Local: Auditório Luiz de Gonzaga, Departamento de Ciências Sociais
Moderador: Prof. Dr. Leonardo Sá (LEV-UFC)
Expositores:
Prof. Dr. Luiz Antonio Machado (UERJ)
Prof. Dr. Alexandre Werneck (UFRJ)
Prof. Dr. Henrique Carneiro (UFPE)
Prof. Dr. Theophilos Rifiotis (UFSC)
Profª. Drª. Carly Machado (UFRRJ)
14h00min às 17h30min – Grupos de Trabalho
Local: Salas de aula do Departamento de Ciências Sociais e do CETREDE
18h00min às 20h30min – Mesa Redonda 2 – Criminalidade e Controle Social
Local: Auditório Luiz de Gonzaga, Departamento de Ciências Sociais
Moderador: Prof. Dr. Mauricio Russo (LEV-UFC)
Expositores:
Prof. Dr. Arthur Trindade (UnB)
Prof. Dr. Luiz Lourenço (UFBA)
Prof. Dr. Alex Niche (UFRGS)
Prof. Dr. Edmilson Lopes (UFRN)
Profª. Drª. Mariana Possas (UFBA)

 

Dia 04/12/2014 – Quinta-feira

08h00min às 09h00min – Credenciamento
Local: Departamento de Ciências Sociais
09h00min às 11h30min – Mesa Redonda 3 – Diálogos entre Brasil e Colômbia: fronteiras e violências na América Latina
Local: Auditório Luiz de Gonzaga, Departamento de Ciências Sociais
Moderador: Prof. Dr. Luiz Fábio da Silva Paiva (LEV-UFC)
Expositores:
Prof. Dr. Jaime Zuluaga (EXTERNADO-Bogotá)
Profª. Drª. Myriam Jimeno (UNAL-Bogotá)
Prof. Dr. Lindomar Albuquerque (UNIFESP)
Prof. Dr. Carlos Zárate (UNAL-Amazônia)
14h00min às 17h30min – Grupos de Trabalho
Local: Salas de aula do Departamento de Ciências Sociais e do CETREDE
18h00min às 20h30min – Mesa Redonda 4 – Segurança Pública e Justiça Social
Local: Auditório Luiz de Gonzaga, Departamento de Ciências Sociais
Moderador: Profª. Drª. Celina Lima (LEV-UFC)
Expositores:
Profª. Drª. Rochele Fachinetto (UFRGS)
Profª. Drª. Glaucíria Mota Brasil (UECE)
Prof. Dr. Renato Sérgio de Lima (FBSP, FGV-Direito SP)
Prof. Dr. Eduardo Batitucci (Fundação João Pinheiro)
Profª. Drª. Marisol Reis (UFAC)

 

Dia 05/12/2014 – Sexta-feira

08h00min às 09h00min – Credenciamento
Local: Departamento de Ciências Sociais
09h00min às 11h30min – Mesa Redonda 5 – Narrativas sobre a Sociologia do Crime no Brasil: pioneiros e fundadores
Local: Auditório Luiz de Gonzaga, Departamento de Ciências Sociais
Moderador: Prof. Dr. César Barreira (LEV-UFC)
Expositores:
Prof. Dr. Michel Misse (UFRJ)
Profª. Drª. Stela Grossi (UnB)
Prof. Dr. Luiz Antonio Machado (UERJ)
Prof. Dr. Roberto Kant de Lima (UFF)
14h00min às 16h30min – Mesa Redonda 6 – Fluxos e Fronteiras: o legal e o ilegal
Local: Auditório Luiz de Gonzaga, Departamento de Ciências Sociais
Moderador: Profª. Drª. Jânia Perla Diógenes de Aquino (LEV-UFC)
Expositores:
Profª. Drª. Joana Vargas (UFRJ)
Prof. Dr. Arturo Alvarado (El Colegio de México)
Prof. Dr. Daniel dos Santos (University of Ottawa)
Prof. Dr. Antônio Carlos Rafael Barbosa (UFF)
Prof. Dr. Marcos César Alvarez (USP)
19h30min às 21h30min – Conferência de Encerramento – “Penas, Ilegalidades e Negociações no Mundo Contemporâneo”: Prof. Dr. Álvaro Pires (University of Ottawa) e Profª. Drª. Vera Telles (USP)
Local: Cinema do Dragão – Fundação Joaquim Nabuco
Moderador: Prof. Dr. César Barreira (LEV-UFC)
21h45min – Coquetel dançante
Apresentação do Tambor de Crioula Filhos do Sol Discípulos de Mestre Amaral
22h30min – Samba de roda – Rubens Golveia
Local: Arena Dragão do Mar

 

Inscrições
Os valores das inscrições para o evento variam conforme categoria do interessado:
Graduando – R$ 40,00
Graduado – R$ 80,00
Mestrando – R$ 100,00
Doutorando – R$ 140,00
Profissional – R$ 180,00

 

Serviço: IV Seminário Internacional Violência e Conflitos Sociais
De 02 a 05 de dezembro
Local: Dragão do Mar, Departamento de Ciências Sociais da UFC e Cetrede
Certificação mediante inscrições: http://lev.ufc.br/seminario2014/ e Laboratório de Estudos da Violência (LEV): Av. da Universidade, 2995, Benfica – Fortaleza – CE. Telefone (85) 3366.7425. E-mail: secretariaseminario@lev.ufc.br
Acesso livre para interessados mediante disponibilidade de vagas após entrada dos inscritos.

 

Atendimento à Imprensa
Luciana Vasconcelos e Luar Maria Brandão
E-mail: imprensa@dragaodomar.org.br; imprensadragaodomar@gmail.com
Contatos: +55-85-3488-8617 / 3488.8625 / 8733.8829 / 8970.8081

 

Contatos para entrevista: César Barreira – Coordenador do LEV: (85) 8737.4749
Suiany Silva – Produtora do IV Seminário Internacional Violência e Conflitos Sociais: fone: 85 (85) 3366.7425 / 8771.1362

 

DANÇA

 

?Ciranda da terra [dança] 

 

Espetáculo do 1º ano do Curso de Formação Básica em Dança da Vila das Artes 

Ciranda buscou inspiração nos mitos do folclore brasileiro, mergulhando no universo das culturas populares e trazendo referências estéticas e imagéticas a partir de uma pesquisa realizada pelos alunos. Dessa aproximação, elaboraram-se experiências de dança que se configuraram em elementos de criação, dando corpo às nossas reinvenções desse universo.

 

A nossa ciranda convida Iara, Vitoria Régia e Boitata, evocando-os como referências criativas, transformando-os em outros possíveis mitos criados pelo universo imaginário dos alunos. Na nossa roda, entra a cidade e a natureza, e no girar, tudo se mistura. Surge assim a nossa dança, do que a terra dá e do que, com ela, reinventamos.

 

Ficha técnica

Coordenação Geral: Ernesto Gadelha
Direção coreográfica: Rosa Ana Druot
Professores assistentes: Amanda Teixeira, Hans Müller
Trilha Sonora: Uakti,
Iluminação: Fábio Oliveira
Registro videográfico: Eudes
Fotografia: Anderson Damasceno
Dias 04 e 05, às 16h, no Teatro Dragão do Mar. Acesso gratuito. Classificação livre.

 

Primavera [dança]

Espetáculo do 3º ano do Curso de Formação Básica em Dança da Vila das Artes
Tempo de aflorar. É a própria vida que chama para se viver. Vidas plurais, de cores, movimentos, afetos e amores. Vidas de muitos, de pesos e levezas, quedas e flutuações, vagarezas e acelerações. Primaveril é, antes de tudo, um jeito de estar no mundo, aberto, vibrátil para tudo aquilo que pulsa ao redor e se faz gesto no corpo de cada um. Estações. Humores, plenitudes, vazios, inércias e dinâmicas, de si e do outro. Primaveris. Entre o ímpeto de voar e a gravidade do existir, nós no mundo.

 

Ficha técnica
Coordenação Geral: Ernesto Gadelha
Direção coreográfica: Edvan Monteiro
Professores assistentes: Dandara Mattos, Gizele Patrício, Silvana Marques
Figurino: Marina Carleial
Iluminação: Fábio Oliveira
Registro videográfico: Eudes
Fotografia: Anderson Damasceno
Design e Concepção Gráfica: Leandro Ferreira
Dias 03, 04 e 05, às 19h30, no Teatro Dragão do Mar. Acesso gratuito. Classificação livre.

Contato: Marina Carleial (3105-1402 / 8619-6113 / escoladedancadefortaleza@gmail.com)

 

?Espetáculo “Histórias de Acordar o Amanhã” [dança] 

 

Cia. Vidança

 

Aqui era tudo salina, antigamente… Era uma época que tinha ainda barro de sal. Ficavam morros de sal por aqui e ali… Na medida em que os morros iam se desmanchando, se ia vendo as casas aparecendo aqui e ali. O tempo das salinas…

 

Dez filhos, sem marido – meu pai tinha se ido – e ela costurando sempre, dia e noite… Antes, quando eu ia dormir escutava as coisas bêbadas de meu pai…De noite minha avó me contava que ia ver a roda de cantiga no mato…Era tarde da noite, a gente só vendo mata e lua…Aquele pedaço de terra perto do mar…Lembro que ela contava de uma enchente… A enchente levou nossas casas, tudo…

 

Então nós vimos para cá…

 

Ficha técnica:

Direção Geral e Concepção: Anália Timbó
Acessória pedagógica e Dramaturgia: Ângela Linhares
Coreografia: Anália Timbó, Elisilene Mesquita, Socorro Timbó e Vanda Januario.?
Ensaiadores: Anália Timbó, Elisilene Mesquita, Socorro Timbó,
Criação de figurinos, Adereços e Cenário: Anália Timbó
Confecção dos Figurinos: “Retalhos da Vida” Alex Gomes e Mirian Gomes
Criação de Luz: Samir Kassouf
Oficinas de danças dramáticas: Ermeson Dias
Bailarinos intérpretes: Ana Paula, Aliny Kelly, Barbara Araujo, Carol Santos, ?Elisilene Mesquita,? Evelin Pereira, Elane Suelem, Fernanda Karoline, Fabyan Laurino, Gilmar Oliveira, ? ?Gilclecio Sales, Leonardo Justino, Laiza Torres, ?Socorro Timbó, Kauane Oliveira, Suziane Gomes, Samyra Gomes, Vanda Januario, Vitoria Eduarda, Williany Dantas.

 

Dias 06 e 07, às 19h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 20,00 / 10,00. Classificação livre.

 

Contato: Cristiane Pires e Alene Araújo (8691-3542 / 9705-7433 / 8932-0569 / cristianeproducao@gmail.com / alenearaujo4148@gmail.com)

 

FEIRA

?Fuxico no Dragão
DJs, exposição de fotografias de artistas locais e uma feirinha com vinte jovens expositores em design, moda, produtos terapêuticos e gastronômicos agitam as tardes de domingo do Centro Dragão do Mar. O programa perfeito para jogar longe o marasmo dominical.
Dias 7, 14, 21 e 28, das 16h às 20h, na Arena Dragão do Mar. Acesso gratuito.

 

MÚSICA

 

? NAÇÃO ZUMBI [show musical]

 

Show de lançamento do álbum “Nação Zumbi” – Realização: Freeelancer Produções

Após o lançamento de Fome de Tudo, em 27 de outubro 2007, álbum de estúdio com as composições inéditas mais recentes até então, muitas foram as correrias. Shows em vários cantos do país, culminando com a histórica apresentação no Marco Zero, que gerou Ao Vivo no Recife, em CD e DVD, em 2012. A Nação Zumbi continuou a se espalhar em profícuos projetos paralelos e nunca ficou no mesmo lugar.

 

Era grande a expectativa de saber onde aterrissaria o passo seguinte da banda. Foi aqui: Nação Zumbi (slap/Natura Musical), décimo álbum da carreira (contando os discos ao vivo e os primeiros, assinados por Chico Science & Nação Zumbi). Ele foi produzido por Berna Ceppas e Kassin. Ambos são amigos da banda há tempos e chegaram a trabalhar juntos anteriormente. Aqui, além da produção, participam de algumas faixas com diversos synths e programações agregados àquele peculiar som de uma tonelada, que o sexteto consegue emitir.

 

“Cicatriz”, primeira faixa a ser apresentada ao público (ela pôde ser baixada no site da Natura Musical desde 25 de fevereiro), abre o novo trabalho. Entre o iê-iê-iê e o bolero pós-moderno, com a guitarra de Lucio Maia por vezes entoando surf music de algum deserto, comprova a vontade da banda em não se ater a modelos consagrados. Mais lenta e uma das melhores do álbum, “Bala Perdida” chega na sequência com o baixo marcante de Dengue e uma letra inspiradíssima – uma crônica que narra o quase encontro com um projétil.

 

“Defeito Perfeito”, canção de letra ultrarrealista, parte do reggae com zumbidos eletrônicos, comprovando um certo ecletismo ao longo da audição. Marisa Monte faz uma bela parceria com Jorge du Peixe, de voz e peito aberto em “A Melhor Hora da Praia”, acompanhados de um classudo naipe de cordas com arcos. A lista de convidados especiais ainda inclui o tecladista norte-americano Money Mark, parceiro antigo da Nação Zumbi, e o co-produtor de Fome de Tudo – o brasileiro radicado nos EUA Mario Caldato, Jr. – na mixagem de algumas faixas. O álbum Nação Zumbi ainda traz as vozes de Lula Lira (filha de Chico Science e cantora do projeto Afrobombas, encabeçado por Jorge du Peixe) e Laya Lopes (cantora da banda O Jardim das Horas).

 

 

O intervalo entre os álbuns foi mais do que salutar para a banda. Nação Zumbi conta com canções como “Um Sonho”, que habita um patamar bem acima das costumeiras músicas românticas, confundindo a lógica. Na mesma pegada vem “Nunca Te Vi”, uma espécie de insight recorrente sobre amores idealizados que caminha para uma psicodélica sonora. “Não entendo muito bem quando querem definir a unidade de um disco”, du Peixe discorre sobre uma medida para lá de arbitrária. “Aqui são onze faixas como se fossem onze capítulos diferentes de um livro”, ele completa. Assim, episódios mais introspectivos, como “Novas Auroras” e as “saudades do que nem foi” – uma investigação do tempo e seus ardis, marcada por vários timbres de guitarras – convivem com o rock que invita à dança e ao jogo de palavras de “Cuidado”, a belíssima “Foi de Amor”, e “Pegando Fogo”, que fecha o disco com uma guitarra nervosa junto com a familiar tonelada sonora fornecida por Toca Ogan (percussão), Gilmar Bola 8 (tambor) e Pupillo (bateria). Nação Zumbi agrega todos os elementos que tornou a banda uma das mais respeitadas e influentes desde a década de 90.

 

Breve história de uma Nação

 

Há exatos 20 anos, um dos grupos mais importantes do país lançava seu primeiro registro para a posteridade. Da Lama ao Caos, álbum de estreia de Chico Science & Nação Zumbi saiu em abril de 1994. O trabalho foi um marco de uma turma que criou uma cena que criou um movimento que, enfim, desestabilizou o eixo da produção musical no Brasil. Como a obra de outras bandas conterrâneas, era o expressar sonoro dos caranguejos com cérebro, da parabólica na lama, e tudo o mais que as pessoas sabem, sentem, ou ouvem dizer como manguebeat. A diferença é que essa banda das cercanias de Recife se fez conhecida no mundo, muito mais do que todas as outras.

 

O segundo álbum, Afrociberdelia, foi lançado em junho de 1996, e em menos de um ano, a banda – e o mundo – perdeu Chico Science. Apesar do baque gigantesco, não foi o fim. “Quando fica a cicatriz, fica difícil de esquecer…”, mas a Nação Zumbi se reestruturou e soube se reinventar ano após ano, disco após disco até chegar aqui. Acumulou então mais seis álbuns de estúdio – CSNZ (1998), Rádio S.Amb.A (2000), Nação Zumbi (2002), Futura (2005), Fome de Tudo (2007) e o novíssimo, novamente intitulado Nação Zumbi – além de dois álbuns ao vivo que também viraram vídeos em DVD: Propagando ao Vivo (2006) e Ao Vivo no Recife (2007). O lançamento do décimo álbum da carreira vem perto do show da Nação Zumbi no Lollapalooza, oportunidade para mostrar as músicas novas e relembrar tantas outras desses 20 anos.

 

Milhares de passos e milhões de outros lugares, o que era leitmotiv então ficou na essência. Hoje, a banda suscita o manguebeat, mas também faz nascer outros sons, de uma seara lavrada por tantos anos. Não é acaso a Nação Zumbi ser até hoje uma das bandas mais influentes e respeitadas na música brasileira.

 

Dia 6, às 21h, na Praça Verde. Ingressos: FrontStage: R$ 100,00 (inteira) e R$ 50,00 (meia)

Pista: R$ 60 (inteira) e R$ 30,00 (meia) + R$ 2,00 (taxa administrativa). Vendas:
Bilheteria do Dragão do Mar (de terça a domingo, das 14 às 20h) e quiosque da Bilheteria Virtual no Shopping Del Paseo – 3º piso. Site: www.bilheteriavirtual.com.br. Informações: 3261.0665

 

Contato: Assessoria de Imprensa | Renata Tavares – (85) 3261-0665 e 9174-3636
renata@freelancerproduccoes.com.br

 

FESTIVAL

 

?Festival Cearense de Hip Hop – FCH2 [festival] 

 

O Instituto de Dança, Arte, Cultura e Educação – IDANCE em parceria com o Governo do Estado do Ceará / SECULT e a COELCE realizam mais uma edição do Festival Cearense de Hip Hop, direcionando suas ações para o fortalecimento e valorização das Danças Urbanas.

 

Em sua quarta edição o FESTIVAL CEARENSE DE HIP HOP vem conquistando o público participante e hoje tem se tornado uma referência em nosso estado como maior evento voltado exclusivamente para as danças urbanas no nordeste Brasileiro com repercussão no País inteiro.

 

O evento prevê a realização de Workshops, Showcases e Apresentações de Dança na modalidade Competitiva e Mostra livre. Esta ação propõe o fortalecimento das danças urbanas no Ceará apresentando uma programação que permite o diálogo entre dançarinos, coreógrafos e grupos oriundos de diversas localidades, proporcionando um momento único de fruição e intercâmbio cultural.

 

Além de promover esta grande confraternização, o evento oferece a qualificação profissional dos participantes com artistas renomados do Brasil e do mundo. Confira a programação completa através do site www.fch2.com.br. e curta a Fan Page no FACEBOOK. Festival Cearense de Hip Hop.

 

COMPETIÇÕES DE DANÇA – Nas modalidades Freestyle, Breaking e Popping. Os Grupos vencedores recebem uma premiação em dinheiro além de participar do programa de residência artística nos maiores eventos de Hip Hop do País;

 

MOSTRAS LIVRES de Dança Hip Hop – Apresentações de dança não competitivas, um espaço para os grupos de dança apresentarem os seus trabalhos artísticos. Estes acontecem nos palcos principais e palcos das intervenções urbanas.

 

PALCO SUNSET – Palcos montados nos principais cartões postais da Cidade para realização das intervenções urbanas contracenando com o pôr do sol da nossa belíssima capital.

 

Dias 05, 06 e 07, às 18h30, no Anfiteatro. Acesso gratuito

Contato: Andres Perdomo (9709-9000 / 3046-5457 / andres.perdomo@yahoo.com.br)

 

?Brincando e Pintando no Dragão do Mar 

 

Brincadeiras e atividades infantis para todas as idades orientadas por monitores. 

Todos os domingos, das 16h às 19h, na Praça Verde. Acesso gratuito.

 

MOSTRA BOM JARDIM

 

Promovido pelo Centro Dragão do Mar de Arte em parceria com o Centro Cultural Bom Jardim – dois equipamentos do Instituto Dragão do Mar -, a Mostra Bom Jardim realiza um intercâmbio artístico Bom Jardim-Praia de Iracema. Grupos de teatro, dança, música e demais produtos do Centro Cultural Bom Jardim ocupam os espaços diversos do Dragão do Mar com arte, neste fim de ano. Confira a programação do mês:

 

Música

Grupo Zip Zap
Show “Cantando o Nordeste” faz uma bela homenagem aos compositores nordestinos, entoando suas canções e contando um pouco da história de cada uma delas.
Dia 06, às 19h30, no Espaço Rogaciano Leite Filho. Acesso gratuito.

 

Teatro
Andarilhos
Companhia de Theatro Arcárdia – Direção: Cintia Alves
A saga emocionante de dois palhaços sob um sol escaldante.
Dia 07, às 17h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 4,00 / 2,00. Classificação livre.

  

28.11.2014

Assessoria de Comunicação do Instituto Dragão do Mar

Luciana Vasconcelos (85 3488.8625 / 8970.8081)