Crianças com 6 meses já devem ser vacinadas contra sarampo

16 de janeiro de 2015

O surto de sarampo no Ceará fez com que mais uma faixa etária fosse incluída no esquema de vacinação da criança, por orientação do Ministério da Saúde. Ao completar 6 meses de vida toda criança deve tomar uma dose da vacina tríplice viral, recomendação válida para todos os 184 municípios do Estado. A vacinação contra o sarampo foi antecipada para os seis meses no Ceará porque a partir desta idade as crianças não têm mais anticorpos maternos suficientes para proteção contra doenças.

 

Ao completar 1 ano, a criança deve ser vacinada novamente com a tríplice viral e, três meses depois, precisa ser vacinada novamente. Só que desta vez com a tetra viral, que além de proteger contra sarampo, caxumba e rubéola evita a catapora. A vacinação aos 6 meses de idade deve ser mantida em todos os municípios do Estado até 90 dias após a data do último caso confirmado da doença, mediante orientação da Coordenação Estadual de Imunizações.

 

A Secretaria da Saúde do Estado confirma 656 casos de sarampo no Ceará a partir de 25 de dezembro de 2013 até o último dia 8 de janeiro. O Ceará não registrava casos da doença há 15 anos. Durante o surto iniciado em 2013, o último caso confirmado ocorreu em 27 de dezembro do ano passado. Dos casos notificados, foram descartados 1.106 e há 54 casos em investigação em quatro municípios.

 

Para vencer a batalha contra o sarampo, a Coordenação Estadual de Imunizações alerta os municípios para a necessidade de realizar corretamente o Monitoramento Rápido de Cobertura (MRC) para garantir a homogeneidade da cobertura vacinal. O MRC consiste em uma averiguação da situação vacinal das crianças com a verificação do cartão de vacina da criança. Esse trabalho é feito casa a casa, por meio de amostragem. A realização do MRC permite resgatar as crianças não vacinadas, ampliar as coberturas vacinais e melhorar a homogeneidade de coberturas vacinais no município e entre os municípios.

 

Conforme o Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI), 60 municípios cearenses estão com 100% de cobertura no MRC. Com isso, há ainda 124 municípios que não vacinaram todas as crianças monitoradas, não realizaram o monitoramento ou não realizaram corretamente. A Secretaria da Saúde do Estado orienta os municípios que não atingiram cobertura de 100% no MRC a realizarem varredura casa a casa para identificar crianças ainda não vacinadas.

 

16.01.2015

 

Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá /  ( selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 / 3101.5221)
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara