Primeira-dama do Estado reforça apoio ao artesanato

23 de janeiro de 2015

“Vamos apoiar o artesanato do Ceará. Estou aqui para somar. O que for preciso para inovar, melhoras as vendas, eu vou fazer. Vamos ampliar, intensificar, capacitar, continuar valorizando o artesão, além da autoestima, valorizar também a parte financeira”, disse a primeira-dama do Estado, Onélia Leite, em reunião, nesta quinta-feira (22/1), com funcionários do Central de Artesanato do Ceará (Ceart) e da Gráfica Braille, que funcionam na Praça Luiza Távora, em Fortaleza.

 

Onélia ouviu a função, sugestões e anseios de cada um dos cerca de 50 colaboradores. Ela reforçou a importância do trabalho realizado para o desenvolvimento do artesanato. “Eu sei o quanto o artesanato é importante para os que trabalham no setor, para o turismo, e que é referência em outros países. Contribui para a economia, a geração de emprego e renda do nosso Estado. Parabéns pelo o que vocês têm feito para que o artesanato continue vivo, que passe de geração para geração. Já avançou muito e precisa avançar ainda mais”, completou a primeira-dama.

 

Funcionária da Ceart desde 1988, a servidora pública Beth Colares destacou os avanços do artesanato no Ceará. “Basta comparar quando estamos lá fora, melhorou na informatização, infraestrutura, qualidade dos produtos. Fazemos capacitações, identificamos as habilidades dos municípios e os produtos passam por uma curadoria para analisar se estão no padrão da Ceart”, citou. Beth reconheceu a importância do apoio da primeira-dama ao setor. “São 42 mil artesãos cadastrados. Sendo que alguns deles representam grupos, entidades, associações, então são muitas pessoas que dependem do artesanato”, apontou.

 

23.01.2015

Assessoria de Imprensa do Gabinete da Primeira-Dama

Déborah Vanessa ( jornalistadeborahvanessa@gmail.com / 85 8809.8731)