Infrações florestais lideram a lista de ocorrências junto à Semace

9 de fevereiro de 2015

As irregularidades relacionadas aos produtos florestais lideraram o ranking de ocorrências atendidas pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) no ano de 2014. Quase 29% das ações realizadas pela Diretoria de Fiscalização (Difis) da autarquia tinham ligação com desmatamento, queimada, comércio de madeira, carvão etc.

 

Ao todo, foram protocoladas junto à Semace 3.602 denúncias, oriundas do Disque Natureza, Ministério Público, entre outros. Desse total, as equipes de fiscais ambientais constataram irregularidades em 879 casos, ocasionando a lavratura dos autos de infração. Outras irregularidades bem comuns encontradas pela Difis foram as de fontes poluidoras (postos de combustíveis, indústrias, matadouros, estações de tratamento), agressões a recursos hídricos e zona costeira e maus tratos e tráfico de fauna silvestre.

 

De acordo com o diretor de Fiscalização da Semace, Tiago Bessa, a Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) foi a área onde se concentrou a maior quantidade de ocorrências. “Mais de 35% das denúncias que chegaram a nós solicitavam fiscalizações nos municípios que compõem a zona metropolitana (RMF)”, disse o diretor que também é fiscal ambiental da autarquia por carreira. Bessa concluiu informando que o Litoral Oeste, com 14%, e o Maciço de Baturité, com 7%, foram as outras duas regiões com maior número de delações.

 

Operações

 

Em 2014 a Semace realizou, também, três grandes operações de fiscalização com atividades específicas. A Potyguaras fiscalizou irregularidades em carciniculturas. A Musa teve como foco as construções não permitidas em áreas de preservação permanente da Lagoa do Banana. E, por fim, a Password, que abordou o comércio de madeira e movimentações suspeitas no sistema que controla o Documento de Origem Florestal (DOF).

 

A Difis foi criada em meados de 2010, após os fiscais ambientais aprovados no primeiro concurso público da Semace tomarem posse de seus cargos. Nesse período de atividade, a diretoria recebeu 11.478 ocorrências, tendo superado a média de 90% de atendimento.

 

Como denunciar

 

O cidadão que desejar relatar à Semace qualquer situação suspeita de irregularidade ambiental pode ligar para o Disque Natureza, que funciona com o número 0800-275-2233, de segunda a sexta-feira, das 08 horas às 12 horas e das 13 horas às 15 horas. É importante que o denunciante repasse a maior quantidade de detalhes da ocorrência para auxiliar a equipe de fiscalização, como pontos de referência, responsável pela situação, horário comum de ocorrer a ação e qualquer outro fato que achar relevante.

 

09.02.2015

Assessoria de Comunicação da Semace

Fhilipe Augusto (comunicacao@semace.ce.gov.br / 85 3101.5554)

Twitter: @Semace

Facebook: semace.gov