Primeira-dama se reúne com Comitê Consultivo Intersetorial das Políticas de Desenvolvimento Infantil

10 de fevereiro de 2015

A primeira-dama do Estado, Onélia Leite Santana, recebeu nesta segunda-feira (9/2) em seu Gabinete, na Praça Luiza Távora, em Fortaleza, o Comitê Consultivo Intersetorial das Políticas de Desenvolvimento Infantil (CPDI) no Ceará para tomar conhecimento das ações que estão sendo realizadas e da articulação de políticas, programas e projetos voltados para a melhoria da qualidade de vida da primeira infância e promoção do desenvolvimento infantil.

 

O comitê, criado em julho de 2013, é formado por representantes da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), da Secretaria de Educação (Seduc), Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), Secretaria da Saúde (Sesa), Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) e o Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará, órgão vinculado à Seplag.

 

Na ocasião, a professora Onélia recebeu o convite para participar e presidir o comitê. “Para mim seria uma honra fazer parte do Comitê”, ressaltou a primeira-dama. Segundo a presidente do CPDI, Lucidalva Bacelar, ter o reforço da primeira-dama será de grande importância para fortalecer as políticas voltadas para primeira infância. “O comitê veio convidar para ela participar e assumir a presidência. Nós nos reunimos antes, vimos que a primeira-dama tomou a decisão de priorizar, de fortalecer, de se dedicar pela causa das crianças e do desenvolvimento infantil. O comitê se viu em tudo que a primeira-dama se prontifica. Vai ser um avanço para o comitê e para o estado, porque a primeira-dama ocupa um lugar estratégico”, avaliou Lucidalva.

 

Artesanato

 

Onélia Leite Santana também se reuniu nesta segunda com a consultora Dorotéa Naddeo e a designer Angélica Freitas para debater sobre a construção do sistema de certificação de autenticidade do produto artesanal cearense. Dorotéa citou alguns benefícios da certificação como a garantia de qualidade e autenticidade da produção artesanal; proteção do artesanato cearense da contrafação e da concorrência desigual de produtos similares; promoção da confiança do consumidor através do título de reconhecimento, facilitando a identificação dos produtos artesanais com os industriais; além de possibilitar ampliação de mercados para os produtos artesanais do Ceará.

 

10.02.2015

Assessoria de Imprensa do Gabinete da Primeira-Dama

Déborah Vanessa ( deborah.vanessa@gabgov.ce.gov.br / 85 3101.1568 – 8809.8731)