Profissionais do Samu são capacitados em Operações Aéreas para atuar em aeronaves com UTIs

13 de fevereiro de 2015

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), por meio da Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (Aesp/CE), encerrou nesta quinta-feira (12) o primeiro Curso de Capacitação em Operações Aéreas para Profissionais de Saúde do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). As aulas tiveram como objetivo habilitar médicos e enfermeiros ao voo nas aeronaves para o atendimento às ocorrências de resgate e remoção aeromédicas. Ao todo, foram capacitados 19 profissionais de saúde (sete médicos e 12 enfermeiros emergencistas) formados nesta primeira edição do Curso.

 

O curso teve uma carga horária de 158 horas/ aula e contemplou aulas práticas e teóricas sobre salvamento terrestre, acidentes com múltiplas vítimas, catástrofes, procedimento de evacuação de emergência, fraseologia aeronáutica, segurança de vôo, procedimentos de segurança de aeronaves, equipamentos e procedimentos aeromédicos, regulamentação de aviação civil e sobrevivência em regiões inóspitas, entre outras. O treinamento é possível graças a atuação em conjunto entre a Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) da SSPDS e equipes do Samu/CE, resultado de convênio firmado, e em vigor, entre as pastas da Segurança Pública e da Saúde.

 

A cerimônia de encerramento contou com a presença do Secretário da Segurança Pública e Defesa Social, Delci Teixeira, Secretário da Saúde do Estado do Ceará, Carlile Lavor, e do Diretor Geral da Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará, Cel PM José Herlínio Dutra.

 

Durante a solenidade, o secretário da SSPDS, Delci Teixeira, ressaltou a importância do serviço prestado pelas aeronaves aeromédicas, que transportam os cidadãos cearenses com acesso a equipamentos modernos e com o acompanhamento de profissionais treinados. O secretário ainda parabenizou os concludentes do curso, ressaltando a importância do trabalho deles perante a sociedade cearense.

 

Na ocasião, a SSPDS apresentou as aeronaves que prestam serviços aeromédicos, equipadas com unidade de tratamento intensivo. A UTI aeromédica tem uma autonomia de três horas de vôo ou 600 quilômetros, contando com toda a tecnologia de resgate e salvamento. Desta forma, o Ceará é o primeiro Estado brasileiro a oferecer esse serviço público de resgate com o mesmo padrão dos países europeus.

 

Tecnologia moderna

 

Os dois helicópteros modelo EC145 dispõem de capacidade para operar em vôo por instrumentos (IFR), que proporcionam maior alcance operacional, pois podem atuar no período noturno em uma distância que cobre toda extensão do território cearense. Podem ainda voar em condições meteorológicas adversas, em virtude do aparato tecnológico embarcado, com todos os sistemas de dados de vôo duplicados e um radar meteorológico integrado ao painel da aeronave. As aeronaves têm capacidade máxima de dois pilotos e nove passageiros. Entretanto na utilização aeromédica ficam compostas por dois pilotos, um médico, um enfermeiro, um tripulante, além de uma ou duas vítimas, totalizando seis ou sete pessoas.

 

Atendimentos aeromédicos

 

As duas aeronaves médicas do Estado do Ceará realizaram um total de 317 resgates em todo o Estado. Foram 140 ocorrências atendidas em 2013 e 172 no ano de 2014. Entre as ocorrências atendidas estão acidentes de trânsito, no total de 51 atendimentos em 2013 e 50 ano passado; remoção aeromédica – 30 em 2013 e 66 em 2014,  transporte de civis feridos – 51 em 2013 e 44 em 2014, além do transporte de policiais feridos, totalizando 20 ocorrências, oito em 2013 e 12 em 2012.

 

Existem 20 profissionais de saúde do Samu/CE capacitados para este tipo de atendimento, além de 12 pilotos e 20 tripulantes da Ciopaer. As equipes de saúde são formadas por médicos e enfermeiros do Samu. os pilotos são oficiais da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, além de Delegados da Polícia Civil, e os tripulantes são praças da PM e BM e inspetores da PC.

 

13.02.2015

Assessoria de Comunicação da SSPDS

Kélia Jácome (ascom@sspds.ce.gov.br / 85 3101.6517 – 6519)