Febre e manchas vermelhas pelo corpo podem ser sinais de sarampo

20 de fevereiro de 2015

Em 31 municípios há casos confirmados de sarampo desde o início do surto, no dia 25 de dezembro de 2013 até a última sexta-feira, 13 de fevereiro (ver boletim epidemiológico). São considerados casos confirmados pacientes com febre, manchas vermelhas por todo o corpo e com um ou mais dos seguintes sinais e sintomas: tosse, coriza e conjuntivite. A recomendação da Secretaria da Saúde do Estado é procurar  imediatamente uma unidade de saúde para o diagnóstico precoce e evitar a transmissão aos familiares, colegas de escola e do trabalho e para os vizinhos. O sarampo é uma doença altamente transmissível. A pessoa com sarampo transmite a doença para outra pessoa ao falar, respirar e tossir.

 

 

A vacina é a única proteção contra o sarampo.  Os adultos que um dia já tomaram a vacina não precisam mais serem vacinados. Quem já teve a doença também não precisa ser vacinado. Já as crianças, as mais atingidas pela doença, precisam ser bem protegidas e vacinadas três vezes. A primeira dose da vacina começa cedo. Quando elas completam seis meses de vida são vacinadas com a tríplice viral nas Unidades Básicas de Saúde, mais conhecidas como postos de saúde, das prefeituras municipais. A tríplice viral, além de proteger contra o sarampo evita a caxumba e a rubéola. Quando completam 1 aninho, precisam ser vacinadas de novo com a tríplice viral. Com 1 ano e três meses os pais devem levá-las novamente aos postos de saúde.  Desta vez, serão vacinadas com a tetra viral, que protege contra o sarampo, a rubéola, a caxumba e também a catapora.   

 

A vacina está disponível em todas as unidades básicas de saúde dos municípios. Para eliminação do sarampo é fundamental que os municípios reforcem as ações de prevenção e controle da doença.

 

 

20.02.2015

 

Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá /  (selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 / 5221)
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara