Mais de dois mil internos já iniciaram as aulas nas unidades prisionais

24 de Fevereiro de 2015

Mais de dois mil internos já estão matriculados na Educação de Jovens e Adultos (EJA) nas unidades prisionais de todo o Estado. Nas grandes unidades da Região Metropolitana de Fortaleza são 595 internos e outros 1.443 estão inscritos nas cadeias públicas do interior, totalizando 2.038 pessoas. A Educação para Jovens e Adultos é ofertada em 56 unidades prisionais em uma parceria da Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado (Sejus) e Secretaria da Educação do Estado (Seduc).

 

As aulas já começaram, mas as permanecem abertas. No sistema de ensino do EJA, as matrículas podem ser feitas ao longo de todo o ano, no início de cada mês. Por isso, a expectativa é que este número ainda supere o total registrado no ano passado (2.222). “A educação dentro das prisões é uma forma de trabalhar a ressocialização do interno, oferecer a ele uma forma mais digna e humana de ele cumprir a pena a qual foi submetido. E, principalmente, de se tornar uma pessoa melhor em seu retorno à sociedade”, pontua o titular da Sejus, Hélio Leitão.

 

O estudo também é uma forma de o interno do sistema remir parte de sua pena. Para cada 12 horas de estudo, um dia pode ser debitado da pena, conforme estabelece o art. 126 da Lei de Execução Penal. “A importância da educação em prisões é garantir o direito das pessoas privadas de liberdade. Oportunizar ao interno o acesso, permanência e conclusão dos seus estudos”, comenta o assessor educacional da Sejus, Rodrigo Moraes.

 

 

24.02.2015

 

Assessoria de Comunicação 
Secretaria da Justiça e Cidadania do Ceará 
– (85) 3101-2862 www.sejus.ce.gov.br
email: ascom.sejus@gmail.com
twitter:@sejus_ce
facebook: sejusceara