Museu do Ceará sedia ação com palestras abertas ao público

16 de abril de 2015

O Museu do Ceará, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, sediará nesta sexta-feira (17), às 9h, os “Diálogos Arqueológicos”, ação didática voltada para alunos, professores e pesquisadores das áreas da arqueologia, história, geografia e biologia, entre outros interessados. Nesta edição, os Diálogos trarão apresentações de pesquisa sobre os primeiros indicadores palinológicos em contexto arqueológico no Ceará: o caso do Sítio Arqueológico Evaristo (1280-1390 AD), situado no município de Baturité, e a pesquisa sobre o Sítio Aratu, situado na Bahia.

“Estamos trabalhando com fragmentos. Tentaremos, portanto, tecer algumas comparações entre os achados de cada região e mesmo compará-los, uma vez que trazem semelhanças, não só com o que já foi encontrado aqui no Ceará e na Bahia, mas também em outras regiões do País”, destacou Igor Pedroza, doutorando em Arqueologia, que proferirá palestra sobre o Sítio Evaristo.

As palestras têm por objetivo apresentar experiências diversas em contextos similares; discutir os limites dos dados e análises arqueológicas; destacar sua necessária interdisciplinaridade e a  necessidade de formação de pesquisadores no Ceará.

Os “Diálogos Arqueológicos” convidaram também o professor, pesquisador e colaborador do Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE/UFBA) e membro do grupo de pesquisa Bahia Arqueológica, Dr. Henry Luydy Abraham, para proferir palestra sobre o tema “Sítio Aratu na Bahia: Paisagem, sepultamentos e indústria lítica”.

Vestígios arqueológicos

As palestras possibilitarão ainda aos participantes cotejar experiências, metodologias e acervos entre cada sítio e os expostos no Museu do Ceará, tais como vasilhas cerâmicas, lâminas polidas, sepultamentos e suas cronologias.

“Queremos também possibilitar que se conheça uma nova linha de pesquisa composta pelo estudo de microvestígios orgânicos (sementes, carvões, fitólitos e grãos de pólen) agregando-os aos estudos macro”, ressaltou Igor Pedroza.

As informações das palestras já foram compartilhadas em eventos regionais, nacionais e internacionais e agora chegam ao público em geral, no Museu do Ceará.

Sobre os palestrantes:

Palestra 1 – Sítios Aratu na Bahia: Paisagem, Sepultamento de Indústria Lítica

Dr. Henry Luydy Abraham Fernandes
Doutor em Antropologia, com concentração em Arqueologia (UFBA, 2011). Mestre em Ciências Sociais, com concentração em Antropologia e Arqueologia (UFBA, 2003). Graduado em Museologia (UFBA, 1999). Atua como pesquisador colaborador do Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE/UFBA) e é membro do grupo de pesquisa Bahia Arqueológica. Atualmente é professor da Universidade do Recôncavo da Bahia, lotado no Centro de Artes, Humanidades e Letras, em Cachoeira (UFRB/CAHL).

Palestra 2 – Primeiros Indicadores Palinológicos em Contexto Arqueológico no Ceará: o caso do Sítio Evaristo, Baturité.

Me. Igor Pedroza
Doutorando em Arqueologia pelo Programa de Pós-Graduação em Arqueologia da Universidade Federal de Pernambuco (PPGArq/UFPE). Mestre em Arqueologia (PPGArq/UFPE, 2011). Graduado em História pela Universidade Estadual do Ceará (UECE, 2008). Desde o ano de 2006 atua em pesquisas arqueológicas no Ceará. Atualmente é bolsista de doutorado do CNPq-PPGArq/UFPE e pesquisa sobre as práticas agrícolas desenvolvidas no sítio arqueológico Evaristo (1280-1390 AD), situado no município de Baturité, Ceará.

SERVIÇO:
Dia: sexta-feira (17.04)
Hora: 9h
Local: Museu do Ceará (Rua São Paulo, 51, Centro, Fortaleza)

Mais informações: 3101.2610.

16.04.2015

Assessoria de Comunicação da Secult
Dalwton Moura / Clovis Holanda ( secultmkt@gmail.com )
85 3101.6761 / 8699.6524 / 8829.8222

Giselle Dutra
Gestora de Célula/Secretarias

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br /  (85) 3466.4898