Método Canguru realiza curso de tutores para a atenção básica no HGCC

24 de Maio de 2015

O Hospital Geral Dr. César Cals, unidade de alta complexidade da rede estadual de saúde, sediará nos dias 25, 26 e 27 de maio o I Curso de Capacitação de Tutores para o Método Canguru na Atenção Básica: Cuidado Compartilhado. O evento irá reunir nos três dias, sempre de 8h às 17h, no Centro de Estudos do HGCC, na Avenida Imperador, 372. 30 profissionais de saúde da atenção básica de Fortaleza e do interior do Ceará.

 

O curso é uma proposta do Ministério da Saúde para capacitar os profissionais das unidades básicas de todo o Brasil. No Ceará, o Hospital César Cals, por ser a referência, fica responsável pela execução e será a sede do curso. A iniciativa foi discutida no último encontro nacional do Método Canguru, realizado a cada dois anos. De acordo com Natércia Bruno, enfermeira responsável, o Ministério da Saúde vai qualificar a atenção básica para favorecer o acesso da família, após alta hospitalar, que é a terceira etapa do método, para o acompanhamento do bebê. Dessa forma, não há mais necessidade de deslocamento da mãe e do bebê ao hospital. Ela pode ir ao posto de saúde mais próximo de casa, especialmente aquelas que moram no interior.

 

O Método Canguru está estruturado em três etapas. O cuidado começa ainda na gestação e continua após a alta. Na primeira etapa, estão incluídas a gestação de risco e a internação do recém-nascido na Unidade de Cuidados Intermediários Convencionais (UCINCO) e UTI. É nesse momento que a gestante é orientada sobre as especificidades da gestação de risco, os cuidados que serão dispensados ao filho, a tecnologia envolvida, os profissionais responsáveis e a maneira de cuidar do prematuro, minimizando os riscos. Após o nascimento, a mãe é convidada a colocar o filho no colo de forma precoce, assim que ele esteja estabilizado, a amamentar, a realizar o contato com a pele, o que favorece o vinculo afetivo, o equilíbrio da temperatura e o aleitamento materno.

 

Na segunda etapa, o hospital vai oferecer uma enfermaria diferenciada onde o bebê permanecerá o mais tempo possível na posição canguru, que também pode ser feita ainda na UTI, ou seja, o contato com a pele da mãe quase que 24 horas por dia. A mãe passa a participar intensamente dos cuidados com o filho. A terceira e última etapa acontece após a alta hospitalar. Os bebês ainda precisam de cuidados e nada melhor doe que sejam feitos em local de origem, o mais perto de casa. É a assistência na atenção básica. Dessa maneira, a mãe terá acesso ao serviço com mais comodidade, sem necessidade de deslocamento para fazer o acompanhamento da evolução do filho.

 

O curso de capacitação para tutores da atenção básica é mais um que passará a fazer parte da agenda de cursos do hospital, por meio do Centro de Estudos. O primeiro terá acompanhamento do Ministério da Saúde. As próximas edições serão totalmente realizadas pelo Hospital César Cals. Atualmente, quatro bebês estão internados na enfermaria do Método Canguru no HGCC.

 

Assessoria de Comunicação do HGCC
Wescley Jorge
ascom@hgcc.ce.gov.br / 85 3101.5323 – 8828.7463
Twitter: @Hosp_CesarCals
www.facebook.com/HospitalGeralCesarCals

Giselle Dutra
Gestora de Célula/Secretarias

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br / (85) 3466.4898