Mais de 5 mil testes rápidos de tuberculose em apenas seis meses

30 de junho de 2015

No final do ano passado, o Estado foi liberado pelo Ministério da Saúde para realizar o teste rápido de tuberculose, através do GeneXpert, equipamento que permite a emissão do diagnóstico laboratorial da doença em apenas duas horas. O Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) foi habilitado como coordenador de seis unidades – Hospital de Messejana, Unidade Prisional Otávio Lobo, Centro de Saúde de Sobral, Centro de Especialidades José Alencar, Hospital São José e Hospital Abelardo Gadelha Rocha em Caucaia, que foram  contempladas com a instalação do equipamento. Desde a implantação do serviço, que incluiu a distribuição dos equipamentos pelo Ministério da Saúde e treinamento dos profissionais até maio deste ano, 5.412 laudos foram liberados, com 4.739 negativos e 673 positivos.

 

O diagnóstico da baciloscopia do escarro, um exame simples e que pode ser realizado em vários laboratórios. O processo todo, desde a chegada ao laboratório até a emissão do resultado, dura entre 24 e 48 horas. O novo exame tem alta sensibilidade e especificidade que diminuem as chances de um laudo falso negativo e ainda indica se o paciente tem resistência a rifampicina, medicamento utilizado no tratamento. Nos exames liberados, 30 pacientes apresentaram resistência.

 

 A tuberculose é uma doença infectocontagiosa causada pelo “bacilo de Koch”, cujo nome científico é Mycobacterium tuberculosis. O contágio ocorre por meio das secreções respiratórias. Doentes não tratados costumam eliminar grande quantidade de bactérias no ambiente, ao tossir, falar ou espirrar. Esses microrganismos podem ser transmitidos via aérea para pessoas saudáveis e provocar o adoecimento.

 

Entre os principais sintomas estão: tosse (por mais de três semanas seguidas), febre (mais comum ao entardecer), falta de apetite, perda de peso, cansaço e suores noturnos. Ao apresentar esses sintomas, a pessoa deve procurar o posto de saúde mais próximo de onde mora, para ser examinada pelo médico. A tuberculose tem cura. Para obter sucesso no tratamento é necessário tomar os medicamentos corretamente durante seis meses, sem interrupção. Os medicamentos são garantidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).  

 

 

30.06.2015

 

Assessoria de Imprensa – Lacen/CIDH/IPC
Suzana de Araújo Mont’Alverne ( suzana.alverne@lacen.ce.gov.br / 85 – 3101.1488)

Giselle Dutra
Gestora de Célula/Secretarias

 

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado – Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br
 (85) 3466.4898