#Cearáemférias: Dragão do Mar tem programação especial para agitar os últimos dias de julho

24 de julho de 2015

 

Os últimos dias de férias chegam com todo o gás no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. A programação especial “Final de Férias é no Dragão” apresenta mais de 30 atrações de 24 de julho a 2 de agosto para não deixar ninguém esmorecer antes de voltar ao batente. São parte deste ciclo grandes nomes da música como Odair José, Selvagens à Procura de Lei e Artur Menezes e ainda a Banda Renegados, Edy Star e Luciano Salt num show tributo aos 70 anos de Raul Seixas. Quem aporta pelo Dragão também é parte da programação do ForCaos, com shows, exibição de documentário e o bate-papo “Mulheres no Punk e no Metal”.

 

Já o Teatro Dragão do Mar recebe o espetáculo de teatro de animação do goiano Duda Paiva, “Angel”; o monólogo clássico do cearense Ricardo Guilherme, “Flor de Obsessão”; o espetáculo “Instalaformance I – Vestida de Luz”, de Silvia Moura; o drama “Comer Querer Ver”, do Outro Grupo de Teatro; e o infantil “O Aniversário do Palhaço”. A programação tem ainda o Festival de Circo do Ceará, planetário, exposições já em cartaz, Grandes Clássicos do Cinema Francês Restaurados, no Cinema do Dragão; o início da Temporada de Arte Cearense, com os projetos selecionados nos Editais Culturais 2015/2016; e a programação de projetos semanais do Dragão do Mar como Fuxico no Dragão, Pôr do Som, Planeta Hip Hop e Brincando e Pintando no Dragão.

 

“O Centro Dragão do Mar oferece uma carta variada de programação, com atrações de música, teatro, artes visuais, cinema, programação infantil, circo e sessões dentro e fora do Planetário. Unimos o que já estava programado para fim de julho e início de agosto e reforçamos o calendário com shows importantes como o lançamento dos novos discos de Siba, Odair José e Artur Menezes; o lançamento do single do novo disco dos Selvagens à Procura de Lei; e um tributo com a presença do grande parceiro musical de Raul Seixas, o músico Edy Star”, resume o diretor de Ação Cultural do Dragão, João Wilson Damasceno. Ele destaca ainda o espetáculo “Angel”, do diretor e bailarino goiano Duda Paiva, hoje radicado na Holanda. “Angel” reúne dança contemporânea e teatro-objeto e já percorreu mais de 30 países diferentes além do Brasil.

 

 

Cinema francês

 

De 23 a 29 de julho, o Cinema do Dragão-Fundação Joaquim Nabuco apresenta também uma programação especial para o ciclo “Final de Férias é no Dragão”. Trata-se de um excelente pacote de clássicos franceses restaurados em DCP 2K, oferecidos pela embaixada da França no Brasil e inéditos no cinema de Fortaleza. A programação Grandes Clássicos do Cinema Francês Restaurados traz, entre os títulos, A VIAGEM À LUA (Le Voyage dans la Lune), de Georges Méliès; O DESPREZO (Le mépris), de Jean-Luc Godard; O BATEDOR DE CARTEIRA (Pickpocket), de Robert Bresson; e A GRANDE ILUSÃO (La grande illusion), de Jean Renoir.

 

 

Temporada de Arte Cearense

 

Na segunda semana de programação do “Final de Férias Aqui é Verão”, o Centro Dragão do Mar estreia a Temporada de Arte Cearense, formada pelos projetos selecionados nos Editais Culturais 2015/2016.  No domingo, 2 de agosto, apresentam-se dois projetos de dois programas diferentes, o “Domingo no Circo” e o “Performance Multimídia”. A Companhia As 10 Graças de Palhaçaria estreia o Domingo no Circo com o espetáculo “Mais uma Grande Besteira”. O espetáculo acontece às 17h dentro do projeto Brincando e Pintando no Dragão, na Praça Verde.

 

Já a estreia do programa Performance Multimídia fica por conta de Ruy César Campos Figueiredo com Cyber-mendig@ “Futuro Mendigado”. A performance será a atração artística do Fuxico no Dragão, realizando-se às 18h, na Arena Dragão do Mar.

 

 

Confira a programação geral do “Final de Férias é no Dragão”:

 

 

Dia 24 | Sexta

 

Espetáculo Flor de Obsessão

De Ricardo Guilherme

Flor de Obsessão reúne três contos de Nelson Rodrigues (Morte pela Boca, Missa de Sangue, Unidos na Vida e na Morte) publicados na coluna A Vida Como Ela É, mantida pelo escritor nos anos cinquenta em alguns jornais cariocas, e mais um prólogo e um epílogo concebidos a partir de uma compilação de textos nos quais o autor explicita os temas centrais de sua obra, ou seja, sua obsessiva predileção por histórias em que o amor e morte se inter-relacionam e se completam a partir de personagens que – vivendo situações-limite – precisam matar ou matar-se para provar que amam.

 

20h > Teatro > Gratuito (com retirada de ingressos 1h antes na bilheteria do Teatro)

 

 

? Shows de Concreto Asfalto e show especial Raul 70

 

A partir das 20h > Praça Verde > Gratuito

 

Concreto Asfalto

Na estrada dos festivais, intervenções culturais, pubs e afins. É por onde a banda Concreto Asfalto pretende caminhar e difundir o seu som e fortalecer cada vez mais o rock brasileiro e a boa música. Fundada no ano de 2008 em Fortaleza/CE, a banda é formada por Israel Ventura (voz, violão e guitarra), Thiago Probo (guitarra e violão), Davi Probo (teclados e vocais), Léo Almeida (baixo e vocais) e Denílson Lopes (bateria), e retorna agora de um hiato que começou em 2010 e se encerrou no final de 2014.

 

Show Raul 70

O dia 28 de junho de 2015 marcou os 70 anos de nascimento do cantor Raul Seixas (1945-1989). Aproveitando a data para saudar e homenagear um dos grandes nomes da música brasileira, o Centro Dragão do Mar reúne no mesmo palco Edy Star, Banda Renegados e Luciano Salt (cover do Raul no Ceará) para um emocionante tributo ao nosso “maluco beleza”. Entoando grandes clássicos, os três se revezarão numa grande noite do rock brasileiro.

 

// Edy Star

Ninguém é mais indicado a participar de um espetáculo sobre Raul Seixas do que o artista Edy Star*.

 

Edy Star é o único sobrevivente daquela ‘Sociedade da Grã-Ordem Kavernista’ formada por ele, Raul Seixas, Sergio Sampaio, e Miriam Batucada, para a gravação do cultuado album ‘Sociedade da Grã-Ordem Kavernista – Apresenta Sessão das 10’ (CBS 1972).

 

Amigo e parceiro de Raul desde a infância, quando em 1956 juntos com Waldir Serrão, fundaram em Salvador o Elvis Rock Clube. Depois trabalharam juntos, Edy Star e Raulzito e os Panteras, em vários shows e na Radio Cultura da Bahia.

 

Em 1970, Raulzito já produtor musical na CBS Discos, foi a Salvador contratar o Edy como um dos artistas produzidos por ele, chegando a gravar um disco compacto onde cantava uma música que Raulzito fez para ele (Aqui é quente, bicho).

 

– Esse artista, cantor, ator, performer, artista plástico e agora escritor, depois de residir 19 anos em Madrid–Espanha, voltou ao Brasil para uma série de shows, convidado dos festivais de Rock em Goiânia, Curitiba, Belo Horizonte, Cuiabá, Santos… Outras apresentações em Lisboa e Madrid.

 

– Dedicou-se aos shows de celebração e divulgação do relançamento do LP`Sociedade da Grã Ordem Kavernista – Apresenta  Sessão das 10´, cujo repertorio do mítico disco foi por ele interpretado na integra (por primeira vez) na Virada Cultural de São Paulo – 2009, no `Palco 20 Anos Sem Raul´. Devido a repercussão foi convidado a repeti-lo no ‘Palco Expoentes da Musica’ na Virada Cultural de São Paulo – 2010, seguindo suas exitosas apresentações na capital paulista no SESC Pompéia, no SESC Santos, na discoteca Espaço SP, na Sala Olido, etc. sempre aplaudido pelos fãs raulseixistas.

 

– Voltou a um dos palcos da Virada Cultural de 2011, junto a sua amiga Maria Alcina, com o show ‘Salve o Prazer’, em homenagem ao Centenário do compositor Assis Valente.

 

– Apresentou-se no Theatro Municipal de São Paulo, com participação do cantor Emilio Santiago, na Virada Cultural de São Paulo -2012, com o repertorio do seu elogiado disco ‘Sweet Edy’ (Som Livre – 1973), com musicas feitas para ele por Caetano Veloso, Gilberto Gil, Roberto Carlos & Erasmo Carlos, Jorge Mautner, e outros. Esse álbum teve o lançamento em CD remasterizado – edição de luxo, pela gravadora Jóia Moderna, sendo material de paginas inteiras nos mais importantes jornais e revistas do país, y entrevistas nos mais importantes programas de TV.

 

– Em 2013, subiu ao palco ao lado de Zeca Baleiro em Shows Tributo a Raul, em São Paulo e Brasilia.

 

– Este ano de 2015 realizou o ‘Jurassic Rock’ com o incrível Serguei, no Palco Rock da Virada Cultural de São Paulo.

 

– Edy Star* voltou agora á estrada, com seu novo show ‘Revirando o Baú do Raul!’ ainda homenageando o amigo Raul Seixas.

 

 

// Banda Renegados

 

Tendo nas composições próprias, elementos da música de várias partes do mundo, especialmente da música brasileira com raízes nordestinas. Sempre antenada com os acontecimentos atuais, a Banda tem influência direta das épocas áureas do rock (anos 50, 60 e 70), com as características da pulsação, criatividade e energia das artes daquele período.

 

Tendo um cuidado especial com a timbragem dos equipamentos e instrumentos, os músicos procuram usar sempre amplificadores valvulados para guitarras e contrabaixo. A bateria possui timbres variados e efeitos de percussão. Também são usados instrumentos como violão, harmônica, teclado e outros. Os efeitos de guitarra, que dão um toque experimental, progressivo e psicodélico ao som, vêm de pedais analógicos, tipo: Phaser, Flanger, Delay e Wah Wah, usando também distorção Over-Drive do amplificador. Contrabaixo com equalizador e distorção Bass Drive.

 

Além da parte instrumental, a Banda traz fortes letras que abrangem variados temas sociais, políticos e poéticos. Junto com o repertório autoral, a Banda Renegados faz uma viagem pelo universo musical de vários artistas e bandas como Jimi Hendrix, Led Zeppelin, Cream, Santana, The Doors, Raul Seixas, Luiz Gonzaga, entre outros.

 

 

Dia 25 | Sábado

              

? Feira Fotografia Fortaleza

 

Já tradicional evento da fotografia na cidade, a Feira Fotografia Fortaleza tem como principal objetivo agregar fotógrafos, amantes da fotografia e artistas que têm a imagem como suporte de seu trabalho e assim trocarem ideias entre si e alavancarem esta arte. Além da exposição e da feira em que se comercializa tudo relacionado a fotografia, há ainda palestras e workshops.

 

Das 14h às 18h > Arena Dragão do Mar > Gratuito

 

 

? Pôr do Som – Música de Câmara no Dragão

 

Com Ferreira Júnior e Assaré Big Band

 

O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura apresenta ao público mais uma programação para encher de boas vibrações o fim de tarde por aqui. É o projeto semanal Pôr do Som – Música de Câmara no Dragão que, todos os sábados, às 17h, traz em apresentação gratuita um grupo de instrumentistas da Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual do Ceará (Osuece), na Arena Dragão do Mar. Nesta edição, confira Ferreira Júnior e a Assaré Big Band.

 

No Pôr do Som, os grupos de câmaras (música erudita composta para um pequeno grupo de instrumentos ou vozes) oriundos da OSUECE, com formações variadas, mostrarão um repertório variado de música de concerto de câmara de vários compositores cearenses, brasileiros e de outras nacionalidades. Serão apresentados até canções imortalizadas pelo cinema e músicas que compõem as trilhas de jogos de videogame, entre outras surpresas.

 

“O objetivo desta série de concertos é proporcionar ao público diferentes aspectos da apreciação musical, com perspectiva de formação de plateia, informação e interação com o público”, define o professor de música da Uece e maestro da Osuece, Alfredo Barros.

 

Ferreira Junior & Assaré Big Band // Surgiu em Fortaleza efetivamente em 2008, inicialmente, com o nome de “Assaré Band” até o ano de 2011, quando incorporou o nome do idealizador e fundador, o saxofonista e arranjador Ferreira Junior. Com proposta inovadora, arranjos elaborados e raízes firmes, leva a tradição para o palco, mas não abre mão da liberdade. Com formação de Big Band tradicional, une o melhor da cultura nordestina e brasileira, dando uma nova roupagem e inserindo ritmos como o das bandas Cabaçais do Cariri, Maracatu, Côco de Embolada, Repente, Caboclinho, Bumba-meu-boi e vários outros, resgatando os nossos sons sem deturpar a essência popular e com a liberdade da improvisação. Tudo isso está sob a batuta de Ferreira Junior, que acumula as funções de saxofonista, arranjador e diretor musical.

 

Ferreira atua à frente dos 20 músicos que compõem o grupo, com seus naipes de Saxofones, Trombones, Trompetes, além de Flauta, Clarinete, Guitarra, Contrabaixo, Piano, Bateria e Percussão. O grupo propõe, além do resgate rítmico, uma incorporação dos Mestres Regionais ao universo da Big Band, interagindo em participações com Cantadores, Repentistas, Poetas,

 

Rabequeiros e tantos outros artistas da nossa Cultura. Ferreira Junior & Assaré acumula apresentações em diversos espaços culturais do estado sendo as de maior relevância a IX Feira da Música, III Mostra Petrúcio Maia, Conservatório Alberto Nepomuceno, TV O Povo e a Primeira Edição do Ceará Instrumental. Atualmente, está concluindo a gravação do Primeiro CD autoral e a pré-produção do DVD.

 

17h > Arena Dragão do Mar > Gratuito

 

 

? Planeta Hip Hop

 

Grupos promovem exibições de dança e música hip hop.

 

19h > Arena Dragão do Mar > Gratuito

 

 

? Espetáculo Angel

 

De Duda Paiva

 

A peça é uma história clássica de um vagabundo que encontra um anjo num cemitério e os dois fazem dele um lar. Através da delicadeza do anjo, a história entra no ambivalente mundo dos sonhos, maldições e revelações. Será o anjo um companheiro, um mensageiro, um juiz ou apenas fruto das alucinações de um vagabundo que bebeu demais? Com uma técnica de dança em que um objeto inanimado se transforma num parceiro de dança, é criada uma mágica. Com uso de uma espuma de borracha ultraleve, o boneco torna-se muito flexível e dá leveza aos movimentos.  

 

Sobre o artista: O diretor e bailarino Duda Paiva é radicado na Holanda há 15 anos e retornou várias vezes ao Brasil. Em 2011 ele voltou ao País para apresentar pela primeira vez aqui o espetáculo Angel, que reúne dança contemporânea e teatro-objeto. O espetáculo já percorreu mais de 30 países diferentes além do Brasil.

 

20h > Teatro > Gratuito (com retirada de ingressos 1h antes na bilheteria do Teatro)

 

? Shows dos Descendentes da Índia Piaba e de Odair José

 

A partir das 20h > Praça Verde > Gratuito

 

Descendentes da Índia Piaba

A Amazônia é um caldeirão de diversidade cultural e, no Pará, o carimbó é uma das principais referências da música, do canto e da dança. Esta, que é uma das mais extraordinárias manifestações de criatividade artística do povo paraense, teria sido criada pelos índios Tupinambás que, segundo os historiadores, eram dotados de um senso artístico singular e, assim como diversas outras manifestações culturais brasileiras, o carimbó miscigenou-se e recebeu forte influencia dos ritmos africanos, das danças folclóricas lusitanas e da música do Caribe.

 

A realidade é que, nos anos 70, o carimbó invadiu rapidamente a periferia das grandes cidades do norte e nordeste do país. Não demorou muito para que esta música se espalhasse pela periferia de todo o Nordeste e, para muitos destes artistas, o polo irradiador para este movimento foi a cidade de Fortaleza.

 

É fato que o carimbó Paraense fez sucesso em Fortaleza antes da maioria das cidades do Nordeste passou a ser escala obrigatória para aqueles artistas do Norte do país que queriam difundir seu trabalho pelo resto do Nordeste.

 

Fortemente influenciados pelo carimbo elétrico de Pinduca, Pim, Alípio Martins e pela guitarrada de Vieira e Aldo Sena, resgatando ritmos que fizeram grande sucesso na Fortaleza dos anos setenta e oitenta, Os Descendentes tocam seus tambores e revivem Índia Piaba do Cunhaú, ancestral indígena que originou várias famílias cearenses, através do estranho ritual da pajelança, misturando Pará e do Ceará com a energia do Carimbó Punk. “Piaba é prima longe de Iracema e aqui viveu seu poema de alegria e de dor.” Sua história é a história da formação do povo cearense e suas tradições.

 

 

Odair José

Com pegada rock’n’roll, Odair José lança DIA 16

 

Com 45 anos de carreira, Odair José retorna ao cenário musical para lançar “Dia 16”, seu novo álbum de estúdio. O cantor e compositor goiano leva para o palco o som pop e analógico de Dia 16, com novas composições como “Dia 16”, “Encontro”, “Sem compromisso” e “A moça e o velho”, sem deixar de lado sucessos como “Cadê você”, “Eu vou tirar você desse lugar”, “A Noite mais linda do mundo (Felicidade)” e “Nunca Mais”, que faz parte da sua ópera rock, “O Filho de José e Maria”, e está na trilha do filme ‘Tim Maia’, de Mauro Lima.

 

 

DIA 16, o disco

 

Nos dias 16, de qualquer tempo, mês ou ano, não importa a época, fatos (alguns históricos) aconteceram. Odair José nasceu no dia 16 de agosto de 1948. E no ano de 2014, num dia 16, Odair – junto a Junior Freitas (baixo, guitarra e teclados) e Caio Mancini (bateria) – foi ao encontro de Alexandre Fontanetti (produção, guitarra e vocais) no estúdio Space Blues, na Vila Mariana (São Paulo), para a gravação do seu 35º álbum de inéditas.

 

DIA 16, a faixa de abertura que dá nome ao disco, completa com outras 11 canções este trabalho simples, despojado e com espírito rock, mas feito com grande esmero técnico e musical. O lançamento é da Saravá Discos.

 

Realizado com a atmosfera de uma jovial banda de garagem, o disco foi concebido de forma coletiva e executado e gravado da forma mais analógica possível, a partir da nova safra de canções de Odair. Desde “Praça Tiradentes”, seu último disco de inéditas lançado em 2012, Odair mostrou-se motivado e inspirado a compor como há muito tempo não se via.

 

“É com certeza um dos meus trabalhos mais pop, com muitas canções de apelo popular e radiofônico. Mesmo que as rádios não o toquem, é um disco radiofônico”, comenta o compositor goiano, que tem servido como fonte de inspiração para uma nova geração de músicos e despertado o interesse do público jovem. “Agora, estão vendo meu trabalho de forma mais respeitosa, não preconceituosa. É a tal critica do tempo… os jovens sempre foram o meu público”, comenta Odair.

 

Nesse projeto percebe-se a especial predileção do artista pelo som das guitarras. Linhas de baixo simples e diretas, levadas sempre envolventes da bateria, sutis ornamentos de teclados dando colorido e charme às harmonias e arranjos vocais virtuosos dão suporte substancial ao canto cada vez mais visceral de Odair.

 

Como mais um atrativo, inspirados pelo título do álbum, a capa e todo o projeto gráfico – idealizado por Odair e realizado por Caio Bars, trazem à cena fatos históricos e corriqueiros ocorridos na mesma data (dia 16), em diferentes épocas.

 

 

 

Dia 26 | Domingo

 

 

? Brincando e Pintando no Dragão do Mar

 

Brincadeiras e atividades infantis para todas as idades orientadas por monitores, além de homenagem ao Palhaço Carequinha, com 100 anos de história.

 

Das 16h às 19h > Praça Verde > Gratuito

 

 

? Fuxico no Dragão Especial

 

Tribos indígenas cearenses fazem uma feirinha com artesanato feito por eles e apresentam danças típicas.

Das 16h às 20h > Arena Dragão do Mar > Gratuito

 

 

? Quarteto Cearense [Circuito de Música Erudita]

 

O Quarteto é um dos grupos da Orquestra de Câmara Eleazar de Carvalho e apresentará repertório que vai do barroco ao contemporâneo.

 

18h > Auditório > Ingressos: R$ 4 e R$ 2 (meia)

 

 

? Espetáculo Comer Querer Ver

 

Outro Grupo de Teatro

 

Comer Querer Ver apresenta forma, cores, texturas, gostos e tudo que esteja à vista no primeiro olhar como em um cartão de visitas. A montagem traz quatro estórias sobre conflitos do homem contemporâneo consigo mesmo, cotidianamente, e com o próximo, em seus relacionamentos. A peça lança mão da homoafetividade como pano de fundo para estabelecer sua trama e é uma comédia sobre a instabilidade humana.

 

19h > Teatro > Gratuito (com retirada de ingressos 1h antes na bilheteria do Teatro)

 

 

 

Dia 28 | Terça

 

? Bando de Pássaros Gordos

 

Entre um encontro de degustação e o ensaio de uma banda fantástica, seis atores inventam um mundo de impulsos. Um mundo em que cada palavra dita, cada olhar, tem apenas um significado, cada toque não tem passado nem futuro, cada beijo é um beijo desconhecido. Motivados pelo livro “Os sonhos de Einstein” de Alain Lightman, a peça existe num tempo surreal.

 

Ficha Técnica

Direção: Andréia Pires

Elenco: Bruna Pessoa, Felipe Bira, Gabriella Ribeiro, Getúlio Cavalcante, Leonardo William e Thiago Andrade

Texto: Produção Colaborativa

Sonoplastia (Bateria): Pepeu

Figurinos: Alexandre Arara e Isac Bento

Fotografia: Fernanda Siebra

Arte Gráfica: Getúlio Cavalcante

Iluminação: Andréia Pires

Técnica | Audiovisual: Lucas Girino

Técnica | Sonoplastia: Pedro Henrique

Desenhos : Thiago Beck

Preparação Vocal: Ari Sousa

Produção Executiva: Michell Barros

Produção em Cena: Marcos Paulo

20h > Teatro > R$10 / R$5 > Classificação Livre

 

 

 

Dia 29 | Quarta

 

 

? Espetáculo Música para Teatro

 

Música para Teatro trata-se do resultado de um projeto de pesquisa direcionado para as canções que foram concebidas especialmente para peças teatrais em Fortaleza. O referido projeto foi contemplado no Edital das Artes da Secretaria de Cultura do Estado no ano de 2014 na categoria pesquisa. O resultado dessa pesquisa é a apresentação de um espetáculo cênico musical com parte das canções identificadas durante o processo. A direção musical do show é assinada pelo músico e pesquisador Rami Freitas. O projeto conta com a direção artística, atuação e produção da atriz Maria Vitória e os músicos Gustavo Portela, Thiago Almeida e Plínio Câmara.

 

Ficha Técnica

Direção Musical: Rami Freitas

Direção artística, atuação e produção: Maria Vitória

Músicos: Gustavo Portela, Thiago Almeida e Plínio Câmara.

20h > Teatro Dragão do Mar > Ingressos: R$ 10 e R$ 5 (meia). Classificação: 10 anos.

 

 

 

Dia 30 | Quinta

 

 

? Forcaos | Exibição de Documentário

O festival de rock pesado apresenta o documentário “Ruídos das Minas”, seguido de conversa com a produtora Gracielle Fonseca (MG).

 

// Gracielle Fonseca – Formada em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). É coautora do documentário “Ruído das Minas: a origem do Heavy Metal em Belo Horizonte” e autora do documentário “Mulheres no Metal”. Trabalhou na Associação Imagem Comunitária (AIC) como uma das coordenadoras do projeto Rede Jovem de Cidadania, um programa de televisão colaborativo produzido em parceria entre a AIC, Rede Minas e TV Brasil com diversos grupos culturais e juvenis de Belo Horizonte e Região Metropolitana. Atualmente é blogger, editora e produtora do site Festivalando, que traz dicas e experiências de viagens para festivais de música.
10h > Auditório > Gratuito

 

 

? Forcaos | Debate

O festival de rock pesado apresenta o bate papo “Mulheres no Punk e no Metal” com Gracielle Fonseca (MG) e João Batista (CE), com mediação de Abda Medeiros.

 

// Gracielle Fonseca – Formada em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). É coautora do documentário “Ruído das Minas: a origem do Heavy Metal em Belo Horizonte” e autora do documentário “Mulheres no Metal”. Trabalhou na Associação Imagem Comunitária (AIC) como uma das coordenadoras do projeto Rede Jovem de Cidadania, um programa de televisão colaborativo produzido em parceria entre a AIC, Rede Minas e TV Brasil com diversos grupos culturais e juvenis de Belo Horizonte e Região Metropolitana. Atualmente é blogger, editora e produtora do site Festivalando, que traz dicas e experiências de viagens para festivais de música.

 

// João Batista – Doutor em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e professor da Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Pesquisador do Mandacaru – Núcleo de pesquisas em Gênero, Saúde e Direitos Humanos (UFAL). Atua principalmente nos seguintes temas: Culturas Juvenis, Cartografias do corpo e da subjetividade, Dinâmicas da masculinidade, Violência e medo social. É autor do livro Sóbrios, firmes e convictos: uma etnocartografia dos straightedges em São Paulo, publicado recentemente pela editora Annablume.

 

*Lançamento do livro do prof. Dr. João Batista Bittencourt intitulado Sóbrios, firmes e convictos: uma etnocartografia dos straightedges em São Paulo, resultado de sua pesquisa de Doutorado pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

 

16h > Auditório > Gratuito

 

 

? Bando de Pássaros Gordos

 

Entre um encontro de degustação e o ensaio de uma banda fantástica, seis atores inventam um mundo de impulsos. Um mundo em que cada palavra dita, cada olhar, tem apenas um significado, cada toque não tem passado nem futuro, cada beijo é um beijo desconhecido. Motivados pelo livro “Os sonhos de Einstein” de Alain Lightman, a peça existe num tempo surreal.

 

Ficha Técnica

Direção: Andréia Pires

Elenco: Bruna Pessoa, Felipe Bira, Gabriella Ribeiro, Getúlio Cavalcante, Leonardo William e Thiago Andrade

Texto: Produção Colaborativa

Sonoplastia (Bateria): Pepeu

Figurinos: Alexandre Arara e Isac Bento

Fotografia: Fernanda Siebra

Arte Gráfica: Getúlio Cavalcante

Iluminação: Andréia Pires

Técnica | Audiovisual: Lucas Girino

Técnica | Sonoplastia: Pedro Henrique

Desenhos : Thiago Beck

Preparação Vocal: Ari Sousa

Produção Executiva: Michell Barros

Produção em Cena: Marcos Paulo

20h > Teatro > R$10 / R$5 > Classificação Livre

 

 

 

Dia 31 | Sexta

 

Forcaos | Exibição de Documentário

O festival de rock pesado apresenta o documentário “35 anos da Gravadora Cogumelo”, seguido de conversa com o realizador Clinger Teixeira (MG), produtor e editor do Programa Web televisivo Heavy Metal On Line.

 

// Clinger Teixeira – Bacharel em Administração de Empresas pela UNEC (Centro Universitário de Caratinga). Produtor e Editor do Programa Web televisivo Heavy Metal On Line, hoje com 56 edições lançadas, com matérias e entrevistas com bandas renomadas no cenário nacional e internacional, como Krisiun, Angra, Rotting Christ, Autopsy, Ratos de Porão, dentre outros. Possui uma palestra (em ppt.) que tem o tema voltado para “O Bussines e o Heavy Metal”, onde confronta suas experiências dentro do Heavy Metal e exemplos de grandes nomes e marcas dentro do cenário, para aplicar em sua empresa. Produtor e Editor dos documentários O HOMEM E A OBRA, lançado em maio de 2014, com o seu tema voltado para a pergunta: “O Homem precisa ser na vida cotidiana o que ele prega em suas letras?; o doc. EVOLUÇÃO?!, lançado em novembro de 2014, com o seu tema voltado para a pergunta: “A evolução musical é benéfica ou prejudicial ao Heavy Metal?! Além destes, inclui-se o COGUMELO 35 ANOS!, lançado em maio de 2015, com o seu tema baseado na história da Cogumelo Records, loja e gravadora que lançou para o mundo importantes nomes do Heavy Metal Nacional, tais como Sepultura, Sarcófago, Sex Thrash, Overdose, dentre outros.

10h > Auditório > Gratuito

 

 

? Festival de Circo do Ceará

 

De 31 de julho a 2 de agosto, o público poderá conferir, no Dragão, mostra nacional e internacional de números, intervenções, performances e espetáculos circenses. Para o público que vem assistir aos espetáculos fica reservada a surpresa e toda magia que só o circo é capaz de oferecer. Programação livre e gratuita em todos os espaços.

 

A partir das 18h > Praça Verde > Gratuito

 

 

? Dragão Blues

 

O Centro Dragão do Mar e a Casa Blues trazem apresentações mensais gratuitas do gênero musical, sempre com duas atrações na noite. Nesta edição, apresentam-se Victor Gueiros e André de Sousa.

 

 

Victor Gueiros

 

O guitarrista Victor Gueiros toca e compõe desde os 10 anos, sempre como autodidata. Uma das principais revelações do blues-rock do Ceará. Foi membro de bandas como a HOLOCASTO, BLACK MOUNTAIN e MAMAKIN. Suas principais influências são: Slash, Joe Bonamassa, Gary Moore, BB King, Eric Clapton.

 

Em 2011, inicia seu trabalho solo enveredando pelo blues e passa a atuar em participações especiais em bares, casas noturnas e festivais, até consolidar seu nome e se tornar parte das atrações de grandes eventos. Atualmente, Victor produz seu primeiro álbum com 13 faixas harmoniosas do blues, rock e baladas, com letras em inglês com sua voz e guitarra marcantes, sua originalidade característica de suas composições com guitarras bem distorcidas, mas soam suaves ao mesmo tempo.

 

 

André de Sousa

 

Guitarrista, compositor, arranjador e professor de música de Teresina, Piauí, André de Sousa dedica-se profissionalmente a seu belo ofício desde 1996. Atuou como sideman de incontáveis artistas e bandas, subiu no palco ao lado de músicos do mundo inteiro nas mais diversas ocasiões, em shows e festivais, sobretudo no nordeste brasileiro. O popular Andrezinho é artista plural, virtuose, sensível e extremamente produtivo, e por causa desta vasta produção é que se torna difícil citar seu currículo em poucas palavras. No mundo pop, fundou, tocou e gravou com a Banda Brigitte Bardot, que praticamente foi o start profissional do cenário de rock no Piauí.

 

Girando o leme pra outro rumo, foi músico de confiança do grande pianista brasileiro Luizão Paiva, que o fez engolir em seco o jazz e a música brasileira garganta abaixo, e lhe deu a chance de se apresentar ao lado de craques como Pascoal Meireles, Ney Conceição e Nélio Costa.

 

Só que o blues sempre foi o grande pride and joy do nosso herói. E então André entrou de cabeça na banda Caro Watson, o que o levou a tocar com grandes músicos de blues nacional e internacional, como Kenny Brown (EUA), Jefferson Gonçalves, Fernando Noronha, Andreas Kisser, Vasco Fae, Donny Nichilo (EUA), Celso Blues Boy, André Matos, Atiba Taylor (EUA), Greg Wilson (Blues Etílicos), Danny Vincent, só pra citar alguns. Participou juntamente com os grandes guitarristas Artur Menezes (CE), Fernando Noronha (RS) e Fred Sun Walk (SP) do Guitar Night, dentro da programação do OI Blues by Night, no Órbita Bar, em Fortaleza (CE).

 

Enfim é chegada a hora de André de Sousa ir pro centro do palco, e desde o primeiro show já chegou com trabalho próprio, mas também com a diversão pura que é tocar de Muddy Waters a Eric Clapton, de Albert Collins a Steve Ray Vaughan, de Nuno Mindelis a Blues Etílicos, de Elmore James a Luiz Gonzaga.

 

Já participou de importantes festivais no Piauí e Ceará, entre eles o “Teresina é Pop”, “Teresina Rock”, “Rock Cordel Teresina”, “Rock Cordel Ceará”, realizado em Fortaleza no Anfiteatro do Espaço Cultural Dragão do Mar em Janeiro de 2012, “Barra Jazz & Blues Festival” e o “Festival da Música Instrumental de Fortaleza” no CCBNB, foi Headline da edição 2014 do “Festival de Inverno de Pedro II”, realizado na cidade de Pedro II, Piauí. Participou também da edição de agosto de 2014 do “Casa do Blues”, no Estoril e do “Festival de Jazz e Blues de Guaramiranga” de 2015. Preocupado em assumir o sotaque local no blues, lançou em agosto de 2012 o seu primeiro CD gravado ao vivo no Palácio da Música, em Teresina-PI.  O repertório do Cd é formado de composições de própria autoria, além de releituras inusitadas como “Respeita Januário”, do mestre do baião Luiz Gonzaga. O segundo Cd – e primeiro de estúdio – está em fase de pré-produção e será gravado no primeiro semestre de 2015.

 

19h30 > Espaço Rogaciano Leite Filho > Gratuito

 

 

? Artur Menezes

 

DRIVE ME é o terceiro álbum de Artur Menezes. Após o sucesso de “#2” – seu disco anterior, que foi pré-selecionado ao Prêmio da Música Brasileira de 2013 na categoria de “Melhor Disco em Língua Estrangeira” – Artur continua no caminho de mesclar suas influências com o blues, definindo um estilo mais moderno e verdadeiro. Com “Drive Me”, Artur Menezes deixa claro que não é mais um “guitarrista que canta”, mas sim um guitarrista, cantor e compositor. O disco mostra também uma evolução na técnica e nos arranjos. As músicas são muito bem construídas e criativas. As letras estão cada vez mais maduras, mas sem perder o caráter sexy, romântico, irônico e brincalhão que sempre são presentes em seus discos. Na última faixa temos uma surpresa: Artur Menezes canta em português, mesclando blues e música nordestina. Aos 29 anos de idade e doze de carreira, Artur Menezes não só toca guitarra, mas compõe e interpreta de uma forma tão peculiar que impressiona até os grandes mestres. Talvez por isso tenha ficado conhecido como “o garoto prodígio do blues”. Em 2014 esteve em turnê na Europa – onde foi headline do “Augusti Bluus Festival” (Estônia), além de shows na Inglaterra.

 

Ainda em 2014, Artur esteve por duas vezes em turnê no México e, no Brasil, passou pelo “Festival Blues de Londrina” (PR), “Lençóis Jazz & Blues Festival” (MA), “Festival SESC Jazz & Blues” em S. J. do Rio Preto (SP), Piracicaba (SP), Bauru (SP) e Presidente Prudente (SP), “Festival Jazz & Blues de Guaramiranga (CE), “Garanhuns Jazz Festival (PE), além de diversos shows nas cidades de Fortaleza e Juazeiro do Norte (CE), Rio de Janeiro e Teresópolis (RJ), São Luís (MA) e  São Paulo (SP).

 

Em anos anteriores, Artur Menezes fez shows nos EUA (Chicago), Argentina e em diversos festivais pelo Brasil. Mesmo residindo há cinco anos em São Paulo, Artur faz questão de disseminar a cultura de sua “terra natal”, além do blues: “Tenho orgulho de ser cearense e de poder levar a música da minha região, misturada ao meu blues, para o mundo”, afirma.

 

Artur Menezes é endoser da Suhr Guitar, Fire Custom Pedals e Santo Angelo Cables.

 

22h > Anfiteatro > Ingressos: R$ 20 e R$10 > Classificação Livre

 

 

 

Dia 01 | Sábado

 

 

? Pôr do Som – Música de Câmara no Dragão

 

 

Com o Trio de Guitarras da Uece

 

O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura apresenta ao público mais uma programação para encher de boas vibrações o fim de tarde por aqui. É o projeto semanal Pôr do Som – Música de Câmara no Dragão que, todos os sábados, às 17h, traz em apresentação gratuita um grupo de instrumentistas da Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual do Ceará (Osuece), na Arena Dragão do Mar. Nesta edição, confira o Trio de Guitarras da Uece

 

No Pôr do Som, os grupos de câmaras (música erudita composta para um pequeno grupo de instrumentos ou vozes) oriundos da OSUECE, com formações variadas, mostrarão um repertório variado de música de concerto de câmara de vários compositores cearenses, brasileiros e de outras nacionalidades. Serão apresentados até canções imortalizadas pelo cinema e músicas que compõem as trilhas de jogos de videogame, entre outras surpresas.

 

“O objetivo desta série de concertos é proporcionar ao público diferentes aspectos da apreciação musical, com perspectiva de formação de plateia, informação e interação com o público”, define o professor de música da Uece e maestro da Osuece, Alfredo Barros.

 

17h > Arena Dragão do Mar > Gratuito.

 

 

?Festival de Circo do Ceará

 

De 31 de julho a 2 de agosto, o público poderá conferir, no Dragão, mostra nacional e internacional de números, intervenções, performances e espetáculos circenses. Para o público que vem assistir aos espetáculos fica reservada a surpresa e toda magia que só o circo é capaz de oferecer. Programação livre e gratuita em todos os espaços.

 

A partir das 18h > Praça Verde > Gratuito

 

 

?Espetáculo O aniversário do Palhaço

 

 

Do Grupo Vemart

 

O ANIVERSÁRIO DO PALHAÇO é dirigido a crianças de 3 a 10 anos. Conta a história do Palhaço Pirulito, um palhaço tão esquecido que nunca se lembra do dia de seu aniversário.

 

Chico e Ventarola, seus companheiros de circo, resolvem fazer uma festa surpresa, mas a festa, para ser completa, precisa de bolo. No circo, a única pessoa que sabe fazer é o próprio aniversariante. Convidam-no então para tal tarefa, alegando que é para um amigo que está para chegar. Pirulito se entusiasma com a ideia e, além do bolo, participa de todos os preparativos. No final, quando vão cantar o “parabéns”, descobre ser ele o próprio aniversariante.

 

Um espetáculo cuja principal proposta é DIVERTIR e ALEGRAR a criançada. Propõe o resgate da figura do palhaço de circo, hoje tão distante do imaginário da criança. Proporciona uma hora de diversão e alegria para a criançada, em um espetáculo altamente interativo, cuja identificação com a plateia é imediata.

 

17h > Teatro Dragão do Mar > Ingressos: R$ 40 e R$ 20

 

 

?Planeta Hip Hop

 

Grupos promovem exibições de dança e música hip hop.

 

19h > Arena Dragão do Mar > Gratuito

 

 

? Selvagens à Procura de Lei

 

Vem aí “Praieiro”, o novo disco dos Selvagens à Procura de Lei. Dois anos após o lançamento do disco homônimo, chegou o momento de fazer novas memórias juntos. Gravado na Red Bull Station e financiado coletivamente por fãs de todo o país, o “Praieiro” já gera grandes expectativas. Essa noite será o momento de comemorar a nova fase dos Selvagens e esse show é o nosso convite à praia. O show vai contar com algumas surpresas e marca a nova turnê da banda.

 

20h > Anfiteatro > Ingressos: R$ 60 e R$ 30 (meia) > Classificação Livre

 

 

 

Dia 02 | Domingo

 

 

? Brincando e Pintando no Dragão do Mar

 

Brincadeiras e atividades infantis para todas as idades orientadas por monitores.

 

Das 16h às 19h > Praça Verde > Gratuito

 

 

? Domingo no Circo [Temporada de Arte Cearense]

 

Espetáculo Mais uma Grande Besteira

 

 

Cia As 10 Graças de Palhaçaria

 

 

A peça conta a saga do palhaço argentino Raimundo Novato em busca de realizar um número de grande porte, digno dos maiores espetáculos circenses. Entre fogo, saltos e dramas, os palhaços realizam a preparação para um sensacional, fantástico e perigosíssimo número artístico. Quatro palhaços, um número épico que nos leva a participar de mais uma grande besteira.

 

17h > Praça Verde > Gratuito

 

 

?Fuxico no Dragão

 

Atrações artísticas e uma feirinha com vinte jovens expositores de produtos criativos agitam as tardes de domingo.  Nesta edição, às 18h, confira a performance multimídia Cyber-mendig@ “Futuro Mendigado”, abrindo a Temporada de Arte Cearense.

 

Cyber-mendig@ “Futuro Mendigado” // Experiência de corporalidade técnico-imagética físico-digital performativa superficialmente e ambiguamente futurista em ação de mendicância com movimentos corporais animalescos. Trabalha-se com o mash-up audiovisual, reconhecendo nesse uma articulação de discurso crítico sobre a população de imagens da contemporaneide, assim como sua relacionabilidade, corporificadas e imagophagizadas.

 

Das 16h às 20h > Arena Dragão do Mar > Gratuito

 

 

? Espetáculo O aniversário do Palhaço

 

 

Do Grupo Vemart

 

O ANIVERSÁRIO DO PALHAÇO é dirigido a crianças de 3 a 10 anos. Conta a história do Palhaço Pirulito, um palhaço tão esquecido que nunca se lembra do dia de seu aniversário.

 

Chico e Ventarola, seus companheiros de circo, resolvem fazer uma festa surpresa, mas a festa, para ser completa, precisa de bolo. No circo, a única pessoa que sabe fazer é o próprio aniversariante. Convidam-no então para tal tarefa, alegando que é para um amigo que está para chegar. Pirulito se entusiasma com a ideia e, além do bolo, participa de todos os preparativos. No final, quando vão cantar o “parabéns”, descobre ser ele o próprio aniversariante.

 

Um espetáculo cuja principal proposta é DIVERTIR e ALEGRAR a criançada. Propõe o resgate da figura do palhaço de circo, hoje tão distante do imaginário da criança. Proporciona uma hora de diversão e alegria para a criançada, em um espetáculo altamente interativo, cuja identificação com a plateia é imediata.

 

17h > Teatro Dragão do Mar > Ingressos: R$ 40 e R$ 20

 

 

?Festival de Circo do Ceará

 

De 31 de julho a 2 de agosto, o público poderá conferir, no Dragão, mostra nacional e internacional de números, intervenções, performances e espetáculos circenses. Para o público que vem assistir aos espetáculos fica reservada a surpresa e toda magia que só o circo é capaz de oferecer. Programação livre e gratuita em todos os espaços.

 

A partir das 18h > Praça Verde > Gratuito

 

 

? Forcaos

Um dos mais tradicionais festivais de rock pesado do Estado, o Forcaos reúne grandes bandas da cena local e nacional.

Confira a programação de apresentações:

19h – Bones in Traction (RN)
19h50 – Encéfalo
20h40 – Criokar
21h30 – Betrayal
22h20 – Obskure
23h10 – Deathraiser (MG)
No Anfiteatro > Gratuito

 

 

 

EXPOSIÇÕES EM CARTAZ

No Museu de Arte Contemporânea do Ceará

 

 

? Ela

 

Exposição do premiado artista pernambucano Bruno Vilela apresenta treze obras que fazem referência ao conceito da Anima, da psicologia junguiana, que é a personificação do inconsciente masculino na figura de uma Deusa.

 

 

? Interstícios

 

Com curadoria de Ana Cecília Soares, artistas revelam singularidades em torno da ideia de um corpo sensível, aberto à experimentação. Com obras de Célio Celestino, Cris Soares, Emanuel Oliveira, Haroldo Saboia, Filipe Acácio, Jared Domicio, Marcos Martins, Herbert Rolim e Milena Travassos.

 

 

No Museu da Cultura Cearense

 

 

?Sobrenaturezas Sobnaturezas

 

Com curadoria de Valéria Laena e Bitu Cassundé, “Sobre Naturezas Sob Naturezas” une os acervos do Museu da Cultura Cearense e do Museu de Arte Contemporânea para apresentar um recorte da arte popular cearense.

 

 

? A Palavra e o Traço

 

Com curadoria da historiadora Valéria Laena, a exposição promete levar o visitante a um passeio pela história pessoal e profissional do arquiteto, urbanista, poeta, cantor e letrista Fausto Nilo.

 

// Visitação dos museus: de terça a sexta, das 9h às 19h; e aos sábados, domingos e feriados das 14h às 21h. Gratuito.

 

 

PLANETÁRIO

 

Planetário Rubens de Azevedo é um espaço de entretenimento e formação pedagógica através de caráter transdisciplinar em Astronomia. Ingressos: R$ 8 e R$ 4 (meia).

 

 

Sessões às quintas e sextas-feiras:

18h – Explorando o Universo
19h – Nos Limites do Oceano Cósmico
20h – Origens da Vida

 

 

Sessões aos sábados e domingos:

17h – ABC do Sistema Solar
18h – Explorando o Universo
19h – Nos Limites do Oceano Cósmico
20h – Origens da Vida

 

 

CINEMA DO DRAGÃO-FUNDAÇÃO JOAQUIM NABUCO

 

A programação Grandes Clássicos do Cinema Francês Restaurados trata-se de um excelente pacote de clássicos franceses restaurados em DCP 2K, oferecidos pela embaixada da França. Ingressos: R$ 12 e R$ 6 (meia).

 

 

Confira a programação:

 

 

23/07

19h30 – O DEMÔNIO DAS ONZE HORAS (Pierrot le Fou), de Jean-Luc Godard.

 

24/07

19h30 – A VIAGEM À LUA (Le Voyage dans la Lune), de Georges Méliès e O DESPREZO (Le mépris), de Jean-Luc Godard.

 

25/07

14h30 – O DEMÔNIO DA ARGÉLIA (Pépé le Moko), de Julien Duvivier

16h30 – FRENCH CAN CAN (French cancan), de Jean Renoir

19h – VAN GOGH (Van Gogh), de Michel Pialat

 

26/07

14h – O BOULEVARD DO CRIME (Les enfants du paradis), de Marcel Carné

17h30 – ZERO EM COMPORTAMENTO (Zéro de conduite), de Jean Vigo

19h – OS OLHOS SEM ROSTO (Les yeux sans visage), de Georges Franju

 

28/07

15h – O CARROSSEL DA ESPERANÇA (Jour de Fête), de Jacques Tati

17h – A GRANDE ILUSÃO (La grande illusion), de Jean Renoir

19h30 – O BATEDOR DE CARTEIRA (Pickpocket) de Robert Bresson

 

29/07

15h30 – AMORES DE APACHE (Casque d’Or), de Jacques Becker

17h30 – OS GUARDA-CHUVAS DO AMOR (Les parapluies de Cherbourg), de Jacques Demy

19h30 – DESEJOS PROIBIDOS (Madame De…), de Mac Ophuls.

 

 

24.07.2015

Assessoria de Comunicação e Marketing
Instituto Dragão do Mar
Telefones: 85 3488.8625/ 8970.8081

Giselle Dutra
Gestora de Célula/Secretarias

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado – Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br
 (85) 3466.4898