Hospital Albert Sabin homenageia pediatras nesta segunda-feira (27)

24 de julho de 2015

O Hospital Infantil Albert Sabin (Hias), unidade da Secretaria da Saúde do Estado, realiza nesta segunda-feira (27), às 9h, no Recanto dos Acompanhantes, uma confraternização em alusão ao Dia do Pediatra, comemorado na mesma data. Como em todos os anos, os médicos se reúnem para celebrar esse momento com música, homenagens e surpresas promovidas por colegas, amigos e parceiros na área da pediatria. Um rápido encontro para desfrutar da alegria da vocação e compartilhar as experiências da profissão. “Eles são importantes para a instituição e para as crianças que deles necessitam”, fala a diretora geral, Marfisa Portela.

 

De acordo com a diretora, comemorar o Dia do Pediatra é uma forma de reconhecimento do trabalho realizado pelos profissionais, seja no desenvolvimento do Hospital, seja no cuidado das crianças. Ela ressalta que é missão do pediatra acompanhar a vida de uma pessoa desde seu nascimento até se tornar um adulto, promovendo a saúde e o bem estar, “minimizando suas dores do corpo e da alma, tratando suas doenças para torná-la um adulto produtivo e capaz, fazendo isso com amor, carinho e humanização, respeitando seus direitos”.

 

Para a professora Francisca Vanessa Ferreira Nunes, 30, mãe de Lorenzo Nunes Macedo, 2, a pediatria é uma profissão nobre porque cuida de um pequeno ser com dedicação, cultivando o seu sorriso e compartilhando as aflições da mãe. “Essa profissão é linda e de extrema responsabilidade, cuidar de criança é doação, amor, responsabilidade e tudo isso meu Lorenzo teve no Hias”, diz.

 

Com 24 horas de nascido, Lorenzo foi transferido de um hospital em Maracanaú para o Albert Sabin. Ele havia sido diagnosticado com anomalia anorretal e precisava de cirurgia de correção e tratamento especializado. “O Hias pra mim foi de uma importância imensa,uma hospital de extrema responsabilidade, com profissionais totalmente preparados, responsáveis e competentes. Eu sinceramente só tenho a agradecer, a atenção, preocupação para com meu filho. Meu guerreiro esteve no bloco A e B aonde todos os profissionais estão de parabéns. Eu não tenho palavras para descrever o tamanho da minha gratidão”, fala Vanessa.

 

 

Pediatra, o médico amigo

 

Quando o período do tratamento é prolongado, o hospital passa a ser o segundo lar para muitas famílias. No Hospital Infantil Albert Sabin, a confiança estabelecida entre os pais e os médicos cria vínculos de amizade e parceria que ajudam na recuperação da criança e fazem da hospitalização uma experiência que não seja traumática. De acordo com a pediatra e hebiatra Sandra Albuquerque, é papel do médico explicar o que está acontecendo com a criança e, principalmente, ouvir a mãe. “A mãe percebe o que você não está percebendo. É um sofrimento muito grande para mãe e filho, a gente acaba se sensibilizando. O vínculo é importante para o tratamento”, fala.

 

Valklerton de Oliveira Souza, 17, é de Pedra Branca, município localizado no Sertão do Ceará. Ele tem esclerose múltipla e, por consequência, hidrocefalia. Há quatro anos, Valklerton faz tratamento no Albert Sabin, onde há dois meses está internado devido a uma infecção na válvula. Para a mãe dele, Maria Vanice de Oliveira Souza, 38, a credibilidade e o atendimento seguro e humanizado são fatores que reforçam a confiança que ela tem nos profissionais do Hospital Albert Sabin. “Aqui é tudo de bom, pra ele não falta nada, graças a Deus. Principalmente aqui no Bloco F, os médicos daqui são maravilhosos. Dra. Sandra então… É um anjo”, declara.

 

Para Sandra Albuquerque, trabalhar com criança, especialmente na neurocirurgia, é algo encantador e gratificante, mais uma oportunidade de fazer o bem, uma missão. “Eu me identifiquei nessa enfermaria, é o emprego que mais me dá prazer. Tem que fazer da pediatria uma vocação. Se não há amor, o resultado não é satisfatório. O que encante seja o fato de trabalhar com criança, um ser puro e verdadeiro. Criança está sempre sorrindo. Eu não seria mais nada na minha vida se não fosse pediatra”.

 

 

Hospital infantil de referência

 

Uma das principais características do Hospital Infantil Albert Sabin é a humanização do atendimento ao paciente. Unidade terciária que atende a crianças e adolescentes com doenças de alta complexidade, o Hias é reconhecido como Centro de Referência Nacional para a Promoção da Saúde da Criança e do Adolescente. O Hospital preza pela qualidade e melhoria contínua dos serviços oferecidos a pacientes de todo o Ceará e de estados vizinhos. Atualmente, o Albert Sabin conta com 231 pediatras, divididos em 30 especialidades médicas.

 

Para primeira consulta no Albert Sabin, é necessário que os pais procurem antes um posto de saúde para o agendamento e encaminhamento. Já as consultas de retorno, a marcação é feita diretamente no Ambulatório do Hospital, que funciona de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 16h30. Quanto à Emergência, o atendimento é 24 horas, conforme a Classificação de Risco, que otimiza a identificação da prioridade clínica de acordo com a gravidade.

 

Serviço:

Dia do Pediatra
Data: 27 de julho de 2015
Hora: 9h
Local: Hospital Infantil Albert Sabin – Rua Tertuliano Sales, 544, Vila União

 

 

24.07.2015

 

Assessoria de Comunicação do Hias
Helga Santos
(85) 3256-1574
imprensa@hias.ce.gov.br
t: @albertsabince
f: albertsabince

 

Giselle Dutra
Gestora de Célula/Secretarias

 

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado – Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br
 (85) 3466.4898