#Cearáemférias: Cineteatro São Luiz lotou para tributo aos Beatles, em programação especial, neste domingo (26)

27 de julho de 2015

 

Exposição, filme, debate, depoimentos, show, concerto e muita, muita emoção. assim foi o domingo, 26 de julho, no Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, que promoveu uma programação especial com cinco atividades concebidas sob medida para os fãs dos Beatles: exposição de discos, livros, roupas e outros objetos de colecionadores beatlemaníacos cearenses, exibição do filme “Help!”, de 1965, debate sobre o filme com cearenses que viveram a beatlemania na década de 60, show da banda cover Rubber Soul tocando todas as músicas do disco e, por fim, concerto da Orquestra Filarmônica do Ceará, interpretando músicas de todas as fases da carreira do quarteto britânico. Os ingressos estavam esgotados desde a última quinta-feira, com ocupação de todos os 1.050 lugares do São Luiz. E o público aplaudiu a cada instante.

 

Rbeatles1quadradomenorMesmo com ingressos vendidos previamente, os participantes da grande festa beatlemaníaca chegaram bem cedo ao São Luiz. Embora a programação começasse às 14h, desde as 10h da manhã fãs dos Beatles aguardavam nas imediações do cineteatro. Alguns relataram ter vindo de cidades como Sobral , de municípios da região do Cariri e até de outros estados, como Pernambuco, atraídos pela programação especial. Nas filas, gente de todas as idades, desde aqueles que viveram a repercussão dos Beatles enquanto a banda ainda estava na ativa até crianças, passando por muitos, muitos jovens. Muitos usavam camisetas dos Beatles, e houve até fãs que confeccionaram camisas especiais, em referência aos 50 anos do disco “Help!” e à programação deste domingo no São Luiz. Com tanta gente na Praça do Ferreira, vendedores de bebidas, camisetas e discos também marcam presença, aproveitando o público.

 

Rbeatles2RmenorA programação especial deste domingo no São Luiz fez alusão ao fato de a “beatlemania” também ter chegado com grande impacto à Fortaleza dos anos 60, em que o cinema, inaugurado em 1958, já era uma das grandes referências da cidade. Cinquenta anos depois, o Cineteatro São Luiz e a Secult prestaram homenagem e recontaram essa história, destacando a continuidade da influência da obra dos Beatles para a cultura pop e para as gerações contemporâneas, que fazem da capital cearense referência nacional da “cena beatle”, com diversas bandas cover, programas de rádio, eventos constantes e outros artistas e espetáculos que trabalham releituras da obra de John, Paul, George e Ringo.

 

A programação especial, que demonstrou a versatilidade do novo Cineteatro São Luiz, começou com uma exposição de memorabilia com peças cedidas por colecionadores cearenses da obra dos Beatles, que acompanharam a efervescência em torno do quarteto na Fortaleza da década de 60. Entre os que conferiram a exposição estava o engenheiro e servidor público Luis Carlos, que identificou entre os compactos expostos um disco que ele também possui. “Desde criança não vinha ao São Luiz. É uma emoção enorme encontrá-lo tão lindo assim, tanto depois, e ainda mais com uma programação como essa, uma grande emoção para quem gosta dos Beatles como eu”, relatou.

 

 

Debate e emoção

 

E “emoção” foi mesmo a palavra deste domingo. A bancária Marcia “McCartney”  Carneiro, uma das participantes do bate-papo com fãs cearenses que viveram a beatlemania nos anos 60. “Fiquei toda arrupiada assim que começou o filme hoje”, declarou, para risos dos 1.050 ocupantes do São Luiz. Marcia detalhou como esperou o filme entrar em cartaz no São Luiz, em 1967, e como uma sessão só não bastou, diante de tanta expectativa. “A gente ficava pra ver todas as sessões. Entre no cinema cedo e só saí de noite, depois de ver o filme várias vezes”, contou, ressaltando a dificuldade, na época, em ter acesso a vídeos e até mesmo a fotos dos Beatles.

 

O também bancário Fabio Parente recordou de como comprou na loja Vox, que se localizava na Praça do Ferreira, o primeiro disco dos Beatles – justamente o “Help!”. “Era aniversário do meu pai, e eu pedi dinheiro pra comprar um presente. Ele gostava de música clássica, mas eu comprei um presente pra ele e pra mim: o disco dos Beatles”, revelou.

 

“Ele não gostou muito, mas pra mim foi muito importante. Foi o início da minha coleção, que hoje tem tanta coisa que não cabe nem em casa mais”, disse o colecionador que possui mais de 600 livros sobre os Beatles e que confia esse tesouro aos filhos – entre eles, Charles Lennon, que também esteve neste domingo no São Luiz. Francisco Parente e Carlos Roberto Machado também participaram do debate, que teve mediação do jornalista Nelson Augusto e contou também com perguntas da plateia.

 

 

“Help! na íntegra”

 

Depois do debate, era hora de conferir o show especial da Rubber Soul, mais antiga banda cover dos Beatles em atividade em Fortaleza, apresentando a íntegra do repertório do disco “Help!”. Da intensidade roqueira da faixa-título aos contracantos de “You´re going to lose that girl”, da introspecção de “You´ve got to hide your love away” e “It´s only love” ao country de “I´ve just seen a face”, passando pelo romantismo de “I need you” e “You like me too much”, chegando à vibração de “Dizzy miss lizzy”, a banda recebeu entusiasmados aplausos a cada canção.

 

Às 17h30, fechando a maratona, a Orquestra Filarmônica do Ceará apresentou, ao lado da banda Rubber Soul, um concerto especialmente dedicado à obra dos Beatles, sob a regência do maestro Gladson Carvalho. Do início com o clássico “Yesterday” – última faixa do disco “Help!” a músicas de todas as fases da carreira do grupo britânico, como “While my guitar gently weeps”, “Here comes the sun”, “Eleanor Rigby”, “Carry that weight/Golden slumbers/The end”. A orquestra reeditou espetáculo que lotou, por três vezes, o anfiteatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, em concertos intensamente aplaudidos. Ao final, todo mundo dançando junto em “Twist and shout”. Final de um domingo memorável para os fãs dos Beatles, já ansiosos por uma próxima edição.

 

São Luiz: arte, cultura e diversão para todos

 

O Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) e um dos espaços de maior valor simbólico, patrimonial e afetivo para a população cearense, voltou à cena com uma programação para todos os públicos. Inaugurado em 1958 e restaurado em 2014 pelo Governo do Estado com uma nova configuração, o São Luiz tornou-se capaz de abrigar espetáculos de dança, música, teatro e outras linguagens, além de outros eventos.

 

“A programação dessa nova fase é uma demonstração das possibilidades do novo conceito do São Luiz, que além de cinema é agora também teatro, aberto às artes cênicas, à música, às linguagens integradas. Um equipamento de excelência técnica e que tem vocação para ser popular, estar perto das pessoas, com uma programação incluindo desde filmes e espetáculos de maior elaboração, com destaque para a produção cearense”, destaca o secretário da Cultura do Estado do Ceará, Guilherme Sampaio.

“O São Luiz é um palco privilegiado também para a produção local, em todas as linguagens artísticas, com diálogo permanente com os seus representantes”, ressalta o secretário.

 

 

Conceito: excelência e democratização

 

Em sintonia com as diretrizes da política cultural do Estado, o Cineteatro São Luiz tem como princípio ser um espaço de referência em difusão cultural e apreciação artística, oferecendo à população uma programação acessível e de qualidade, recontextualizando a história e dando atenção à produção contemporânea.

 

Entre os objetivos elencados pelo secretário Guilherme Sampaio estão posicionar o São Luiz como equipamento de destaque no roteiro cultural do Centro de Fortaleza, promover e ampliar o contato do povo cearense com experiências artísticas e estéticas, contribuir para a formação de novos públicos para a cultura e para a democratização do acesso à produção cultural e artística cearense, bem como para a difusão permanente e a valorização dos trabalhos de nossos artistas, em variadas linguagens. Além de estimular os sentimentos de reconhecimento e pertença, de valorização da produção local pelo próprio público cearense e de maior exercício dos direitos à cidade e à cultura, inclusive com movimentação de público para além dos horários habituais do comércio.

 

Outras diretrizes são destacar a memória afetiva e simbólica do Cineteatro e sua qualidade técnica como sala de cinema e casa de espetáculos de referência nacional, oferecer uma programação acessível, consistente e crescente para formar o hábito e o imaginário do espaço, relacionar-se com o entorno (artistas de rua, trabalhadores e frequentadores do Centro e dos bairros próximos) e estabelecer um elo entre gerações, como um espaço para todas as idades.

 

Confira a programação completa do São Luiz, para o mês de julho, com atrações de quinta a domingo e grandes atrações para as férias: www.secult.ce.gov.br

 

 

27.07.2015

 

Assessoria de Comunicação da Secult
Dalwton Moura ou Clovis Holanda
secultmkt@gmail.com  / (85) 3101.6761

 

Giselle Dutra
Gestora de Célula/Secretarias

 

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br / (85) 3466.4898