Sala de amamentação do Hospital Waldemar Alcântara recebe certificação

7 de agosto de 2015

Na Semana Mundial de Aleitamento Materno, o Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara (HGWA), do Governo do Estado, realizou solenidade de descerramento da placa que reconhece e certifica a nova Sala de Apoio à Amamentação do hospital como espaço que promove, protege e apoia a amamentação para a mãe trabalhadora, nesta sexta-feira (7).

O HGWA conta com posto de coleta de leite desde novembro de 2012 e realiza em média 50 atendimentos por mês. As mães e funcionárias do hospital podem doar o leite e levar para casa.  Para mais informações sobre doação de leite, entrar em contato pelo telefone: (85) 3216-8345 e falar com o Núcleo de Atendimento ao Cliente (NAC). O hospital também recebe doações de frascos de leite.

A médica pediatra e diretora geral do HGWA,  Fernanda Netto, afirma que “é com  orgulho que recebemos esta placa. Significa que estamos no caminho certo. Iremos continuar trabalhando para incentivar cada vez mais campanhas de saúde como essa”.

A equipe do hospital participou do Seminário Estadual de Aleitamento Materno da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), promovido na última terça-feira, 4 de agosto, no Centro de Eventos do Ceará. O HGWA foi agraciado pelas mãos da primeira-dama do Estado, Onélia Maria Leite de Santana, com a placa da campanha: “Mulher trabalhadora que amamenta”.

Campanha
A ação tem por objetivo apoiar a mulher que retorna de licença maternidade e deseja continuar amamentando, baseada em três eixos: ampliação da licença maternidade para 180 dias, creche no local de trabalho e implantação de salas de apoio à amamentação. De acordo com o Ministério da Saúde, 30% das famílias no mundo têm nas mulheres a principal fonte de renda, uma das causas do desmame precoce, o retorno ao trabalho.

Para que a mulher trabalhadora que amamenta cumpra a recomendação da OMS de amamentar por dois anos ou mais, sendo exclusivamente por 6 meses, ela precisa de estratégias que a apoiem em seu trabalho. O aleitamento materno pode prevenir 13% das mortes em menores de 5 anos por causas evitáveis.

A sala de apoio à amamentação deve ser um local simples e em condições higiênico-sanitárias adequadas para a mulher retirar o seu leite durante a jornada de trabalho, para que possa ser oferecido ao filho pelo cuidador posteriormente e deve possuir 1 poltrona, 1 freezer ou refrigerador com congelador, 1 pia para lavagem das mãos, papel toalha e lixeira com acionamento por pedal.

07.08.2015

Assessoria de imprensa do HGWA
3216.8336/ 8970.4300/ 9619.7189

Giselle Dutra
Gestora de Célula/Secretarias

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br / (85) 3466.4898