Oficina em Pacoti começa a montar Projeto Político Pedagógico do PEAAF

18 de agosto de 2015

Setenta participantes da I Oficina do Programa de Educação Ambiental da Agricultura Familiar, PEAAF, têm desde a tarde de ontem, segunda-feira, 17.08, e até quinta-feira, 20, a responsabilidade de construção do programa que será desenvolvido no Ceará. Essa é a expectativa da Sema-Secretaria do Meio Ambiente e do MMA – Ministério do Meio Ambiente. As discussões ocorrem no campi Experimental da Estação Ecológica da Uece, em Pacoti/CE. O secretário do Meio Ambiente, Artur Bruno e o reitor Jackson Sampaio abriram o evento em mesa compartilhada com o MMA, Incra, Idace, Semace, Ematerce, Seduc, Aprece e prefeitura do município.

 

O secretário Artur Bruno, em sua explanação, agradeceu a acolhida da Uece, destacando que todo o trabalho da Sema segue orientação do governador Camilo Santana, que é um ambientalista, e se resume em três grandes projetos: O Ceará Mais Verde, Ceará no Clima e Ceará Consciente por Natureza, “este último, educação ambiental, é a minha prioridade maior”. Relembrou os recursos que serão aplicados para recuperar as nascentes do rio Pacoti, projeto assinado com as prefeituras do Maciço e com a ONG SOS Mata Atlântica e as melhorias nas 24 Unidades de Conservação. Ao final, destacou:“Espero que o Projeto Político Pedagógico de Educação Ambiental para a agricultura famíliar, que será resultante desta oficina, seja tão forte que subsidie o enfrentamento da problemática socioambiental rural, não apenas no Ceará, mas que seja modelo para o Brasil”.

 

O reitor da Uece, Jackson Sampaio fez um relato do tamanho da Universidade, em cursos de graduação e pós, presenciais e a distância, enfatizando que Pedagogia e Biologia estão a serviço das políticas sociais, que a universidade tem que pensar saídas inteligentes para superar as dificuldades, inclusive de corte orçamentário. Com o lema: Cuidar do entorno, destacou o projeto de cuidar da bacia do Pacoti, cujo rio desagua na Cofeco e que tem o desafio de pesquisar os nosso habitat. A titulo de exemplo ressaltou que o mestrado em Recursos Naturais tem trabalhos em medicamentos oriundos das plantas da caatinga e de pesquisar soro da variante de cascavel que só existe no Ceará.

 

A representante do Ministério do Meio Ambiente, Neuza Barbosa, se disse emocionada e feliz em participar dessa experiência piloto. Olhando para o público frisou “ Vocês são atores muito importantes na definição do que iremios fazer. Estamos aqui para orientar o processo de implementação do PEAAF, de forma participativa e articulada”. Destacou a experiência vivenciada em Piquet Carneiro, com 150 jovens.

 

A secretária executiva da Semace, Virgínia Carvalho referiu-se a aquele momento como especial por casar educação ambiental com agricultura familiar, lembrando o bioma raro que existe no maciço, “o qual merece todos os nossos cuidados”.

 

O presidente da Aprece, prefeito de Piquet Carneiro, Expedito Nascimento, ressaltou o sentimento dos técnicos que participam da oficina de elaborar um documento com afinco e ousado. Também usaram da palavra, Eliene Brasileiro, representando o prefeito de Pacoti; Lindalva Costa, da Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental; Roberto Gomes, do Incra; José Bartolomeu, da Ematerce e Castro Júnior, do Idace.

 

 

18.08.2015

 

Arinne Oliveira
Assessora de Imprensa da Fundação Núcleo de Tecnologia Industrial do Ceará (Nutec)
85 3101.6925 | 8732.2056
arinne.mauricio@gmail.com

 

Sabrina Lima
Gestora de Célula/Secretarias

 

Coordenadoria de Imprensa
Casa Civil – Governo do Estado Ceará
85 3466.4898