Ouvidores da Sesa debatem a política sobre drogas no Ceará

18 de agosto de 2015

 

Os ouvidores das unidades da Secretaria da Saúde do Estado estarão reunidos nesta quarta-feira, 19 de agosto, na quarta Oficina do III Ciclo de Qualificação da Rede de Ouvidorias da Sesa, que começa às 8 horas no Auditório Waldir Arcoverde, Avenida Almirante Barroso, 600, Praia de Iracema. Neste quarto encontro de qualificação, os ouvidores conhecerão e debaterão a política sobre drogas no Ceará, com a participação de Alessandra Pimentel, coordenadora de Políticas sobre Drogas, e Ondina Canuto, coordenadora da Interlocução Interinstitucional da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas do Estado do Ceará, e Karine Manzo, coordenadora do Núcleo de Acolhimento e Orientação Institucional da Coordenadoria Especial de Políticas sobre Drogas (CPDrogas), da Prefeitura de Fortaleza.

 

Iniciado em março deste ano, o III Ciclo de Qualificação da Rede de Ouvidorias da Sesa está aprimorando o processo de trabalho das ouvidorias para o alinhamento técnico, político e normativo da Rede. Nas oficinas anteriores os auditores debateram a proposta de programação anual das ouvidorias, o sistema de regulação do Sistema Único de Saúde (SUS) no Ceará e em Fortaleza e o processo das conferências de saúde.  Na segunda-feira, 24 de agosto, a  Ouvidoria Geral da Secretaria da Saúde do Estado realizará a III Oficina do Ciclo de Qualificação das Unidades Hospitalares, que acontecerá no auditório do Hospital Geral de Fortaleza (HGF). A Rede de Ouvidorias da Sesa dispõe de 55 ouvidorias distribuídas nas unidades assistenciais de saúde, nas Coordenadorias Regionais de Saúde (integrantes da estrutura organizacional da Sesa), nas unidades assistenciais de saúde qualificadas como organização social e nas unidades assistenciais de saúde dos consórcios públicos.

 

As Ouvidorias da Sesa fazem parte da Rede de Ouvidorias do Poder Executivo Estadual, vinculada à Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado (CGE). Integram também o Sistema Nacional de Ouvidorias do SUS, vinculado ao Ministério da Saúde. Compete a essas ouvidorias, dentre outras funções, acolher as manifestações dos cidadãos relacionadas às ações e serviços do SUS, encaminhar aos órgãos competentes as manifestações recebidas, acompanhar as apurações e fazer retornar aos cidadãos as informações sobre as providências adotadas. As ouvidorias devem, ainda, fornecer orientações sobre saúde, sobre o funcionamento do SUS, bem como os direitos e deveres dos cidadãos, além de implementar ações de incentivo à participação dos usuários no processo de avaliação dos serviços prestados pelo SUS.

 

No primeiro semestre de 2015, a Rede de Ouvidorias da Sesa registrou 7.049 manifestações da população, com 28,4%, o equivalente a duas mil manifestações, classificadas como “elogio”. Outras 1.808 manifestações, 25,6% do total, foram classificadas como “reclamação”, 1.783 (23,3%) como “informação/orientação”, 1.172 (16,8%) como “solicitação”, 227 (3,2%) como “sugestão” e 59 (0,8%) como “denúncia”.

 

 

18.08.2015

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria da Saúde do Ceará
(85) 3101.5220/ 3101.5221/ 98733.8213
www.saude.ce.gov.br
www.facebook.com/SaudeCeara

 

Giselle Dutra
Gestora de Célula/ Secretarias

 

Governo do Estado do Ceará
Coordenadoria de Imprensa – Casa Civil
Tel (85) 3466-4898